R.B. 9/OUT/13 ‘’De forma oportunista’’


R.B.

"De forma oportunista"

 

São Paulo, 9 de outubro de 2013 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode finalmente subir, em um movimento de ''caça de barganhas'', acompanhando a abertura positiva das bolsas da Europa e sustentando o ''suporte'' dos 52.000pts, diante dos sinais de que os EUA podem começar a encontrar um caminho para resolver sua difícil situação fiscal.

-    O DÓLAR deve cair, com ''boas chances'' de finalmente fechar o dia abaixo dos R$ 2,20, , influenciado pela retomada do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações e ''investimentos'' e novamente acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,2% (aos 52.312pts), abriu em leve alta, para na máxima avançar 0,3%, tentando iniciar um movimento de recuperação, porem voltou a fechar em queda, seguindo o cenário nebuloso nos EUA, porem com um desempenho um pouco melhor do que as principais bolsas externas, já que conseguiu sustentar o patamar de 52.000pts.

-    DÓLAR –0,1% à R$ 2,20, já abriu ''de lado'' e, com os investidores à espera de uma definição nos EUA, oscilou em margens estreitas ao longo de todo pregão, em um ambiente de liquidez reduzida e sem sair de certa acomodação vista também nas sessões anteriores.

-    Na ÁSIA, tentando iniciar um movimento de recuperação, JAPÃO 0,3%, interrompendo uma série de 4 pregões consecutivos de baixa, com destaques de alta para as exportadoras, como Honda (0,7%) e Subaru (2,2%), impulsionadas por um dólar levemente mais alto frente a moeda local (o iene), CHINA 1,1%, beneficiada pela divulgação de indicadores que foram interpretados como sinais de estabilização da economia do país e CORÉIA 0,4%.

-    Na EUROPA, ainda prejudicadas pela difícil situação fiscal dos EUA, cuja governo entrou em seu oitavo dia de uma paralisação parcial que pode levar a uma moratória da maior economia do mundo, INGLATERRA –1,1%, FRANÇA –0,8% e ALEMANHA –0,4%, também prejudicadas pela divulgação de que ocorreu uma queda nas encomendas à indústria na Alemanha e uma redução da produção industrial da Espanha.

-    Nos EUA, como o discurso do presidente Obama não ofereceu nenhum sinal de avanço para acabar com a paralisação de 8 dias do governo norte-americano, S&P –1,2%, DJ –1,1% e NASDAQ –2,0%, com destaques de queda para as ações de empresas mais sensíveis ao crescimento, como Netflix, Tesla e Priceline.com.


Economia:

 

Ontem, pela segunda vez neste ano, o FMI reduziu a sua previsão de crescimento para o PIB brasileiro em 2014 e agora prevê que a economia nacional vai crescer 2,5%, menos da metade da média dos países emergentes (5,1%), porem mais do que o esperado pelo ''mercado'' na pesquisa semanal focus (2,2%).

 

Pegando emprestada a ''bola de cristal'' do seu ministro Mantega, ontem a presidenta Dilma ''garantiu'', durante uma reunião com um grupo de 52 empresárias de diversos setores da economia, que tanto o dólar quanto a inflação estão sob controle e não subirão mais.

 

Hoje, após 9 dias de paralização do governo norte-americano, Obama deve anunciar a economista Janet Yellen como sua indicada para comandar o Fed (''BC'' dos EUA) e com a árdua tarefa de desmontar o programa de estímulo ao mesmo tempo em que a maior economia global une crescimento fraco a alta taxa de desemprego.

 

O ambicioso programa de concessões do governo federal, lançado a 1 ano com alarde e supostamente para resolver gargalos na infraestrutura do país, piorou a visão do ''mercado'' sobre a presidenta Dilma, já que nos 5 setores envolvidos (aeroportos, portos, rodovias, ferrovias e setor elétrico) houve mudança regulatória, erro de avaliações técnicas, taxas de retorno baixas e até correções de rumo, o que acabou travando boa parte das operações.

 

Apesar de não conseguir atrair investimentos da iniciativa privada, o governo estuda reduzir o tamanho e o peso do BNDES na economia do país, focando mais o seu referido banco de fomento na expansão da infraestrutura, no que está sendo chamado de um "novo ciclo de investimento".

 

Apesar de ser supostamente independente, segundo ''rumores'' o BC brasileiro recebeu o ''aval'' do Palácio do Planalto para elevar a taxa básica de juros para a casa dos dois dígitos, já que a avaliação do governo é que uma inflação em alta causa mais estragos para a imagem da presidente Dilma que a elevação da taxa Selic.

 

-    Exatamente na média das ''apostas do mercado'' (0,29%), o IPC, que mede a inflação da cidade de SP, registrou uma alta de 0,29% na primeira quadrissemana de OUT/13.

-    Em queda pelo segundo mês consecutivo, em SET/13 o volume de consumidores inadimplentes no país recuou -0,34% na comparação com SET/12.


Política:

 

O deputado Eduardo Cunha, líder do PMDB na Câmara e relator do projeto de lei complementar que renegocia as dívidas dos Estados e municípios com a União, deputado Eduardo Cunha, afirmou ontem que chegou a um acordo com o Ministério da Fazenda para levar o tema à votação hoje no plenário da Casa.

 

Diretamente dos EUA e mesmo sem ter o apoio de todos os seu ''companheiros'' tucanos, ontem Aécio Neves se apresentou, durante uma palestra para investidores patrocinada por um grande banco de investimentos brasileiro, como  "líder da oposição no Brasil".

 

Líder dos interesses dos ruralistas no Congresso e presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, a senadora peemedebista Kátia Abreu disse ontem que Marina Silva propaga preconceitos a respeito do setor do agronegócio e por essa razão, seria "desastroso" o seu sucesso na eleição presidencial do ano que vem.

 

Apenas 3 dias depois de anunciar a adesão ao projeto eleitoral de Eduardo Campos, do PSB, a ex-senadora Marina Silva reafirmou que a candidatura "posta" ao Palácio do Planalto é a do governador de Pernambuco, mas disse que ambos são "possibilidades" e sabem disso.

 

O PMDB nasceu do MDB, o PSDB nasceu do PMDB, já o DEM e o PR nasceram do PFL, que por sua vez veio do ARENA, porem ontem, com o objetivo de inibir a criação de novos partidos políticos, o Senado aprovou, ''de forma oportunista'', um projeto de lei que restringe aos novos partidos o acesso ao fundo partidário e ao tempo de televisão.


Crítica:

 

Apoiada pelo gênio Bill Gates, uma empresa sustentável norte-americana chamada Hampton Creek criou um pó verde-claro que, livre de colesterol e salmonela, pretende substituir o ovo em algumas receitas, como assados e maionese, e que tem como principal objetivo, de acordo com o fundador da empresa, Josh Tetrick, poupar milhões de galinhas que vivem em granjas onde passam suas vidas inteiras em baterias de gaiolas tão pequenas e superlotadas que não podem sequer abrir suas asas.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário