R.B. 5/JUL/13 ‘’Não é o Batman’’


R.B.

"Não é o Batman"

 

São Paulo, 5 de julho de 2013 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, dando sequencia ao um movimento de recuperação já que ainda acumula uma queda de –24,9% no ano, acompanhando os sinais de melhora do ''humor'' nas bolsas dos EUA e da Europa e também a valorização das commodities.

-    O DÓLAR por cair, reduzindo mais uma parte da forte alta acumulada no ano (10,5%), acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, influenciado pelos leilões de venda do BC e também pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa.

 

ONTEM

-    BOVESPA 1,6% (aos 45.763pts), já abriu em alta e manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, em um movimento de ''caça de barganhas'' após fechar a sessão anterior no menor patamar desde 22/ABR/09, acompanhando o bom desempenho das bolsas da Europa e impulsionada pela recuperação das ações da OGX (20,5%) e da Vale (3,0%).

-    DÓLAR –0,8% à R$ 2,26, já abriu em queda e, com baixo volume de negócios por conta do feriado nos EUA, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, influenciado pelos leilões de venda do BC e pela leve melhora do ''humor'' na Bovespa.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO-0,3 %, em queda pela segunda sessão consecutiva, com destaque negativo para as ações da Dentsu (-9,2%), depois de informar que vai emitir novas ações novas, CHINA 0,6%, revertendo uma abertura negativa, diante dos sinais de que o aperto de liquidez continua recuar e CORÉIA 0,8%, com destaque positivo para a Samsung Electronics (1,2%), que anunciou uma boa projeção de lucros para o segundo semestre.

-    Na EUROPA, em alta pelo segundo pregão consecutivo, INGLATERRA 3,1%, FRANÇA 2,9% e ALEMANHA 2,1%, desta vez ''animadas'' com as declarações de Mario Draghi, presidente do BC, que indicou que as taxas de juros da instituição permanecerão no nível atual ou menor por um "período prolongado".

-    Nos EUA, S&P, DJ e NASDAQ permaneceram fechadas por conta do feriado do Dia da Independência.


Economia:

 

Na média o ''mercado'' ainda espera que a economia brasileira cresça 3,0% em 2014, porem diante da desvalorização do real, do risco de inflação mais alta e do efeito das recentes manifestações sociais, cada dia mais economistas começam a prever um cenário econômico pior no próximo ano do que neste ano.

 

Confirmando que o brasileiro tem dinheiro para investir, mas que, diante das incertezas econômicas e da instabilidade politica, prefere ser o mais conservador possível,  nos primeiros 6 meses deste ano os depósitos em poupança superaram os saques em R$ 28,3bi, o que representa um recorde histórico considerando a série calculada pelo BC desde 1995 e quase o dobro do valor registrado no mesmo período de 2012 (R$ 15,4bi).

 

Mais uma vez mostrando a total falta de liderança e a enorme confusão na condução da politica econômica brasileira, ontem Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, afirmou, desdenhando das ações do BC para segurar o dólar e assim controlar a inflação, que a moeda norte-americana chegou a um novo patamar e que não deve "aumentar ou cair muito", ressaltando que seguramente ela não voltará aos níveis abaixo de R$ 2,00.

 

Sem apresentar motivos, mas provavelmente por conta do impacto negativo causado pelo anuncio da OGX de que iria desistir de explorar 3 campos do pré-sal por considera-los inviáveis comercialmente, ontem o governo Dilma anunciou uma nova mudança na do 1º leilão de áreas do pré-sal.

 

O Brasil é a sétima maior economia do mundo, mas está na vigésima terceira posição em relação ao número de empresas listadas em bolsa, com 353 companhias, porem, com o objetivo de ampliar o número de aberturas de capital de empresas de pequeno e médio porte, a Bovespa, o BNDES e a CVM criaram uma proposta para reduzir ou isentar as companhias de taxas de registro e manutenção e sobretudo conceder incentivo fiscal da Receita, como já ocorre em outros países, isentando de Imposto de Renda os fundos de ações que investirem nestas empresas.

 

Com o ''objetivo subliminar'' de tirar o ''lixo toxico'' que são as ações do grupo X do Ibovespa, Edemir Pinto, presidente da BM&FBovespa, disse ontem que a instituição estuda mudanças no principal índice de ações do mercado brasileiro, sem dar maiores detalhes.

 

Mostrando como funciona o ''imperialismo tupiniquim'', que atualmente é bancado com verbas publicas e juros ''camaradas'', incentivado pela presidenta Dilma o grupo Sinergy, que controla a empresa aérea brasileira Avianca, pediu R$ 1bi à Caixa Econômica Federal para comprar a empresa aérea portuguesa TAP.

 

Quiçá com o objetivo de ajudar empresas ''promissoras'' com a OGX, ontem o governo injetou R$ 15bi no BNDES por meio de um empréstimo feito em título públicos, ressaltando, ao menos oficialmente, que o objetivo foi adequar as contas do banco de fomento as regras de Basiléia 3, que entram em vigor em 2014.

 

O Brasil fechou o primeiro semestre do ano com déficit comercial de US$ –3bi, o que representa o resultado mais baixo dos últimos 18 anos, porem mesmo assim Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, ''garantiu'' que o país terá resultado positivo em sua balança comercial em 2013.


Política:

 

Financiamento publico de campanha e voto em lista fechada para deputados são os principais pontos defendidos por Dilma, e também pelo PT, para o plebiscito sobre a reforma politica que, sob pressão dos próprios aliados no Congresso, o governo federal deve agora deixar para o segundo turno da disputa eleitoral do próximo ano, com validade penas apara as eleições de 2016.

 

Ressaltando que, mais do que nunca, a sociedade precisa de valores éticos e valores cristãos e que é "feliz a nação, o Estado, a cidade cujo Deus é o Senhor", Alckmin, governador tucano de SP, foi a principal estrela do evento evangélico promovido pela igreja Sara Nossa Terra, do Bispo Robson Rodovalho, ex-deputado federal pelo Democratas.

 

Mostrando que ainda tem ''medo do Lula'', segundo a oposição a insistência do governo e do PT em realizar este ano o plebiscito sobre reforma política, mesmo sabendo que não há tempo de aprovar as mudanças para vigorar em 2014, é uma manobra para expor o ex-presidente Lula na TV, que por sua vez faria campanha para tentar recuperar a desgastada imagem de gestão do governo.

 

Mostrando que, apesar da capa preta e da cara de sério, ''não é o Batman'', Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, também usou dinheiro publico para se deslocar do DF ao RJ e assistir, confortavelmente instalado em um camarote, o jogo do Brasil no Maracanã, exatamente como foi feito pelo peemedebista Renan Calheiros, presidente do senado, e pelo também peemedebista Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara.


Crítica:

 

Apesar de ainda presos ao ''velho DNA'' de um veículo grande e pesado, ontem, representando um certo avanço, as fabricantes de veículos no Brasil chegaram a um consenso sobre as políticas necessárias para viabilizar a comercialização de carros híbridos e elétricos no país e entregarão hoje ao governo um projeto com as principais propostas.

 

Indicando a que nível chega a responsabilidade de um gestor incompetente, por acreditar nas promessas de uma empresa pré-operacional e que nunca deu um centavo de lucro, o fundo de pensão dos funcionários dos Correios, que é 14º maior fundo de pensão do Brasil, teve um déficit de R$ 985mi nos últimos 2 anos principalmente devido a derrocada das empresas de Eike Batista.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Um comentário:

  1. Muito bom este RB, ''não é o Batman'' foi ótimo. Estão querendo colocar ele na presidência?!

    ResponderExcluir