R.B. 2/JUL/13 ‘’Fora Collor’’


R.B.

"Fora Collor"

 

São Paulo, 2 de julho de 2013 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode seguir em queda, agora acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e com ''boas chances'' de testar o ''suporte' dos 47.000pts, porem deve-se ressaltar que o patamar atual é muito interessante para compras visando investimentos de longo e médio prazo.

-    O DÓLAR deve subir, retomando sua trajetória de alta, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e também influenciado pela drástica redução das exportações, que por sua vez são prejudicadas pela péssima infraestrutura logística do Brasil e pela desaceleração da China.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,5%, abriu em leve alta, para na máxima avançar 0,4%, porem logo passou a cair, mesmo com o desempenho positivo das bolsas de NY, com baixo volume de negócios (R$ 5,9bi) e pressionada principalmente pelas ações das empresas de de Eike Batista, como a OGX (-29,1%), a LLX (-10,1%) e a MMX (-9,5%), que anunciaram cancelamento de projetos e estão atoladas em dívidas.

-    DÓLAR –0,1% à R$ 2,23, já abriu em queda e, mesmo com o ''humor'' negativo na Bovespa, manteve-se em território negativo ao longo de todo pregão, com baixo volume de negócios, pouca volatilidade e influenciado pela divulgação de indicadores positivos na Europa e nos EUA, que estimularam a busca por ativos de maior risco em todo o mundo.

-    Na ÁSIA, em alta pelo terceiro pregão consecutivo, JAPÃO 1,3%, CORÉIA 0,4% e CHINA 0,8%, com destaques de alta para as exportadoras, ajudadas por um dólar mais forte, mesmo com a divulgação de dados abaixo do esperado do setor industrial da China.

-    Na EUROPA, começando o segundo semestre do ano com ganhos moderados, INGLATERRA 1,5%, FRANÇA 0,8% e ALEMANHA 0,3%, beneficiadas pela divulgação de uma pesquisa sobre a atividade no setor industrial da zona do euro, que ficou um pouco acima do esperado pelos analistas e atingiu o nível mais alto em 16 meses.

-    Nos EUA, também começando o segundo semestre do ano com ganhos, S&P 0,4%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,9%, por sua vez beneficiadas pela divulgação do índice de atividade industrial do país e dos gastos com construção, que superaram as expectativas dos analistas.


Economia:

 

Representando Mantega, inclusive nas bravatas, Márcio Holland de Brito, secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, afirmou que as recentes manifestações populares não podem abalar o humor da economia brasileira que, segundo ele tem um câmbio que flutua sem excessiva valorização, uma inflação mantida dentro da meta a todo custo e um programa de desoneração que promove o crescimento do investimento e da capacidade produtiva do país.

 

Cada dia mais pessimista e já refletindo os efeitos das manifestações e protestos que se espalharam pelo Brasil, o ''mercado'' reduziu, de 2,46% para 2,49, suas projeções para o crescimento do PIB em 2013 e elevou, de 5,86% para 5,87%, suas ''apostas'' para o IPCA deste ano.

 

Dando sinais positivos da economia brasileira, (1) no primeiro semestre deste ano as vendas de carros e comerciais leves avançaram cerca de 4,8% na comparação com o mesmo período de 2012, (2) em MAI/13 o consumo nacional de energia elétrica no Brasil subiu 4,2% ante o mesmo período de 2012 e (3) o número de acessos à internet banda larga no Brasil cresceu 37% na comparação entre MAI/13 e MAI/12.

 

Mostrando-se satisfeito com os resultados auferidos, ontem o BC anunciou que resolveu antecipar o fim de um incentivo dado aos grandes bancos na compra de carteiras de crédito, depósitos interfinanceiros e letras financeiras de instituições menores, com o objetivo de melhorar a liquidez dos pequenos e médios bancos.

 

Diante de um cenário de fraco crescimento econômico do país, alta dos juros e investidores mais avessos a risco, as empresas brasileiras de construção civil, como Brookfield (-56%), MRV (-44%) e Gafisa (-39%), perderem até metade de seu valor de mercado no primeiro semestre deste ano.

 

Mesmo com o dólar acumulando uma alta de 8,4%, o que em tese deveria beneficiar as exportações brasileiras, no primeiro semestre deste ano de 2013 a balança comercial do Brasil registrou um déficit de US$ –3bi, o que representa o pior resultado desde o primeiro semestre de 1995 (US$ -4,2bi).

 

-    A Petrobras caiu -0,1%, já que o noticiário envolvendo OGX acabou gerando incertezas sobre o grau de sucesso da estatal no futuro na exploração de seus poços do pré-sal.

-    A Gerdau subiu 5,1%, após ter sua ''nota'' elevada pelo Bank of America Merrill Lynch.


Política:

 

Tão desatualizada como Rubinho, que na semana passada foi protestar na avenida Paulista com uma camiseta que dizia ''fora Collor'', ontem Dilma afirmou que houve uma alteração na situação econômica internacional, principalmente após os EUA dizerem que vão diminuir a quantidade de compra mensal de hipotecas e títulos do Tesouro.

 

Depois de ver sua popularidade despencar, a presidenta Dilma, que reuniu ontem 36 de seus 39 ministros na Granja do Torto, envia hoje ao Congresso uma proposta de plebiscito para uma reforma política, com a ressalva de que os partidos e os políticos é que definirão o que será perguntado.

 

Ainda sem uma posição formal, já que as bancadas começam a ser consultadas a partir de hoje, PT e PMDB têm prioridades distintas para incluir na proposta de plebiscito para a reforma política feita pela presidenta Dilma, já que no PT o foco é o financiamento publico de campanhas eleitorais e no PMDB a preocupação é a adoção do chamado distritão (pelo qual são eleitos os que têm mais votos) e o parlamentarismo como sistema de governo.

 

Além de ainda estar à frente nas simulações pela disputa presidencial de 2014, para 39% dos eleitores Lula ainda é visto como "o mais preparado para administrar a economia" e "o mais preparado para lidar com os protestos que têm ocorrido no país".


Crítica:

 

Apresentando uma ideia interessante e sustentável, com um investimento de R$ 300 mil duas empresárias paulistas abandonaram a carreira no mercado financeiro para criar um site e alugar, por cerca de 10% do valor da venda, vestidos de luxo pela internet.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário