R.B. 22/JUL/13 ‘’Até os petistas’’


R.B.

"Até os petistas"

 

São Paulo, 22 de julho de 2013 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, ainda tentando reduzir as perdas acumuladas no ano (-22,2%), beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos de empresas brasileiras e por um movimento de ''caça de barganhas'' já que atualmente das 65 empresas que fazem parte do Ibovespa 25 têm valor de mercado menor do que o seu patrimônio líquido.

-    O DÓLAR deve cair, devolvendo parte dos ganhos fortes acumulados no ano (9,5%), acompanhando a esperada melhora do ''humor'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais e também a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA –0,5%, já abriu em queda e, interrompendo uma sequência de 4 altas consecutivas, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, para mesmo assim fechou a semana com ganho de 4,1%, o que representa a maior valorização semanal desde SET/12.

-    DÓLAR 0,4% à R$ 2,23, já abriu em alta e, mesmo com nova atuação do BC na ponta vendedora, manteve-se em território positivo ao longo de todo pregão, seguindo a realização de lucros na Bovespa e reduzindo as perdas acumuladas na semana (-1,6%).

-    Na ÁSIA, em queda pelo segundo pregão consecutivo, JAPÃO –1,5%, CORÉIA –0,2% e CHINA –1,5%, novamente diante de preocupações com o crescimento da China e desta vez também prejudicadas pela divulgação de resultados corporativos abaixo do esperado e pela cautela antes das eleições parlamentares da Câmara Alta do Japão no domingo.

-    Na EUROPA, realizando lucros após 3 pregões consecutivos de ganhos, INGLATERRA –0,1%, FRANÇA –0,2% e ALEMANHA –0,1%, pressionadas pelo aumento da crise política em Portugal e pela divulgação de resultados corporativos abaixo do esperado, como o da Infineon (-1,1%) e o da ARM Holdings (-2,6%).

-    Nos EUA, sem uma tendência única, S&P 0,2%, DJ –0,1% e NASDAQ –0,7%, reagindo de maneiras diferentes aos resultados abaixo do esperado dos gigantes de tecnologia Google e Microsoft e ao bom resultado da General Electric e também ao anúncio de falência da cidade de Detroit, que já foi a maior fabricante de automóveis do mundo.


Economia:

 

Desacreditado pela grande maioria do ''mercado'', e cada vez mais por ''companheiros'' do PT, Mantega, Ministro da Fazenda, afirmou que (1) a economia brasileira pode crescer até 3% em 2013, (2) a volatilidade mundial no câmbio foi originada pela comunicação inicial "não organizada" do Fed, (3) o objetivo dos novos cortes de gasto público é formar um colchão de reserva para cobrir eventual descumprimento por Estados e municípios da meta de superávit primário e (4) as taxas de retorno fixadas para as concessões de infraestrutura representam uma "belíssima" oportunidade de negócio, sinalizando que os percentuais não serão alterados.

 

Obviamente sem citar a saída mais simples e lógica, que seria demitir Mantega, o desacreditado Ministro da Fazenda, Tombini, presidente do BC, afirmou que é necessário que ocorra uma reversão do ''humor'' para a economia brasileira continuar no processo de recuperação gradual.

 

Mesmo após o anuncio de que no primeiro semestre deste ano as vendas da indústria de material de construção subiram 3,7% ante o mesmo período de 2012, a Confederação Nacional da Indústria avaliou o desempenho da indústria brasileira como  "ainda distante da recuperação", pois ainda não conseguiu recuperar os espaços perdidos, tanto no mercado doméstico quanto no externo.

 

Dando novas noticias ruins para o brasileiro que um dia ''garantiu'' que seria o homem mais rico do mundo, (1) Marcelo Mello, presidente da Brix, plataforma de negociação de energia elétrica de Eike Batista, anunciou que deixará a companhia em SET/13 e que a mesma passará por uma reestruturação organizacional e (2) o Ministério Público e Tribunal de Contas da União solicitarão nos próximos dias a Caixa, BNDES e ao Banco do Brasil cópias de todos os contratos de financiamento assinados com empresas da EBX, de Eike Batista.

 

Como reflexo da manutenção dos níveis baixos dos índices de desemprego no Brasil, a disputa por mão de obra na área urbana aumentou em quase 4 vezes os salários de boias-frias em relação ao dos mensalistas no último ano na região de Ribeirão Preto, isto mesmo com as demissões geradas pela mecanização das lavouras de cana-de-açúcar, algodão e laranja.

 

Contido pela onda de protestos nas principais cidades do país e também influenciado pela consequente retirada do reajuste das passagens de ônibus em capitais como RJ e SP, a prévia da inflação oficial do país, o IPCA-15, cedeu com força em JUL/13 e registrou alta de apenas 0,07%, o que representa a menor marca desde AGO/10.

 

-    O Bradesco caiu –1,5% e hoje, antes da abertura do pregão, o referido banco divulgou um lucro líquido de R$ 2,9bi no 2º trimestre deste ano, o que representa uma alta de 4,09% em relação ao mesmo período do ano passado.


Política:

 

Indicando que ''até os petistas'' querem a saída de Mantega, ontem foi divulgado um documento, elaborado na reunião do diretório nacional do PT, que defende uma reforma ministerial e ajustes na política econômica entre as prioridades do governo Dilma para o segundo semestre deste ano.

 

Após classificar como ''cochilo'' o uso indevido de aviões da FAB por autoridades do governo, Michel Temer, vice-presidente da República, afirmou que é "razoável reduzir o número de ministérios", como propõe o seu partido.

 

Apesar de já ter coletado mais de 800 mil assinaturas, o Rede Sustentabilidade, partido que a ex-senadora Marina Silva trabalha para criar, conseguiu validar em cartórios eleitorais apenas 100 mil assinaturas de apoio, um quinto das cerca de 500 mil de que precisa para sair do papel até OUT/13.

 

Mantendo-se no partido apenas para atrapalhar ao máximo a candidatura de Aécio, a saída de Serra do PSDB é tida no partido como inevitável e a filiação ao PPS é a melhor opção para o ex-governador de SP, que pode ajudar Marina forçando um segundo turno com Dilma e tirando votos de Aécio.


Crítica:

 

Em mais uma de suas ''ideias brilhantes'', o Pastor Marco Feliciano, que é presidente da Comissão de Minorias da Câmara Federal, quer agora punir com a perda da licença os taxistas que levarem turistas para ''diversão'' nas casas de prostituição.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário