R.B. 18/JUN/13 ‘’Democracia participativa’’


R.B.

"Democracia participativa"

 

São Paulo, 18 de junho de 2013 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode seguir em queda, ampliando as fortes perdas acumuladas neste ano (-19,5%), ainda afetada negativamente pelo aumento da instabilidade política no Brasil, que se soma e se potencializa com a instabilidade econômica, que por sua vez só será reduzida caso Dilma tenha a humildade de demitir Mantega.

-    O DÓLAR deve seguir em alta, mesmo após fechar o dia no maior patamar desde 1/MAI/09, com o ''mercado testando os limites do BC'', diante do aumento da instabilidade politica e também da falta de firmeza e principalmente de inteligência na na condução da economia brasileira.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,5% (aos 49.088pts), abriu em alta, para na máxima avançar 1,6%, porem passou a cair na parte da tarde, mesmo com a valorização das bolsas de NY, pressionada pela forte queda das ações da OGX (-15,4%) e influenciada negativamente pelos ''temores'' com os desdobramentos dos protestos políticos nas principais capitais do Brasil.

-    DÓLAR 1,0% à R$ 2,16, já abriu em alta e, mesmo com a atuação do BC na ponta vendedora, fechou o dia no maior patamar em mais de 4 anos, diante dos ''temores'' com os propestos politicos no Brasil e com um possível corte nos estímulos econômicos nos EUA.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única e com poucos negócios, já que os grandes agentes do mercado permaneceram cautelosos antes da reunião do Fed (''BC'' dos EUA), JAPÃO 1,9%, em um movimento de ''caça de barganhas'' principalmente entre as exportadoras, CORÉIA -0,3%, ao menos conseguindo fechar acima do nível de sustentação de curto prazo de 1.870pts e CHINA –0,3%, diante de preocupações sobre a desaceleração do crescimento do país.

-    Na EUROPA, recuperando perdas recentes, INGLATERRA 0,j3%, FRANÇA 1,5% e ALEMANHA 1,1%, influenciadas positivamente pelo anuncio de um forte crescimento no saldo comercial da zona do euro em ABR/13 e por boas noticias corporativas, principalmente do setor de telecomunicações.

-    Nos EUA, também recuperando perdas recentes, S&P 0,8%, DJ 0,7% e NASDAQ 0,8%, desta vez beneficiadas pela redução dos receios de que o Fed (''BC'' local) vai começar a diminuir suas compras mensais de bônus e pela divulgação de dados positivos sobre a economia do País.


Economia:

 

Mostrando um ''pessimismo crescente'', o ''mercado'' reduziu pela quinta vez seguida, desta vez de 2,53% para 2,49%, suas ''apostas'' para o crescimento da economia brasileira em 2013 e também elevou, de 5,80% para 5,83%, suas perspectivas para o IPCA deste ano.

 

Segundo a ''brilhante'' equipe econômica de Dilma, que aliás é comandada pelo também ''brilhante'' ministro Mantega, para garantir o cumprimento de um esforço fiscal de 2,3% do PIB este ano o governo terá que sacrificar o andamento dos investimentos públicos e também dependerá de uma resultado maior das receitas extraordinárias, como o leilão do poço de petróleo Libra, na Bacia de Santos, e da arrecadação da Receita Federal.

 

Com o objetivo final de reduzir as pressões inflacionárias principalmente no varejo, o governo Dilma estuda mudanças para regular o setor de cartões de crédito e débito, criar mais concorrência entre as empresas.

 

Incentivando a iniciativa privada a investir em outros países, no novo código feito pelo governo Dilma para o setor de mineração, os royalties cobrados sobre a exploração de ouro e de minério de ferro no Brasil irão aumentar de 1% para 4%.

 

Mais uma vez ''mudando as regras no meio do jogo'', o que é pessimo para a credibilidade do país e afasta os investidores, ontem Moreira Franco, ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, defendeu que as empresas que já ganharam as concorrências para a concessão dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (BH) não podem participar de novas licitações no setor.

 

-    Reduzindo o déficit acumulado no ano para US$ –5,04bi, na semana passada a balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 70mi.

 

-    A Embraer subiu 6,3%, após a empresa assinar uma carta de intenção com companhias aéreas internacionais para a venda de até 365 aeronaves de sua segunda geração de seus jatos comerciais, o E-Jets E2.

-    A Vale subiu 0,5%, porem, diante da instabilidade econômica e agora também política no Brasil e da queda no preço das matérias-primas, as ações da empresa se encontram no menor nível desde 1999 e o seu valor de mercado (US$ 151,47bi) está abaixo de seu patrimônio líquido (US$ 156,52bi).


Política:

 

Se adequanto a realidade e fortemente influenciado pela bancada ruralista, o Congresso Nacional, menos de 1 ano depois de a Lei dos Caminhoneiros entrar em vigor, já começa a preparar uma mudança radical na legislação que regulamentou as jornadas de trabalho da categoria, como o aumento do tempo ininterrupto máximo de direção permitido, de 4 para 6 horas, e também das horas extras diárias, de 2 para 4.

 

Mostrando como é linda sua ''cara de pau'', ao ser questionado sobre as manifestações que inclusive levaram a invasão do Congresso Nacional, o peemedebista Henrique Alves, que também é presidente da Câmara, afirmou que não sabia a motivação e os pleitos dos manifestantes.

 

Hoje pela manhã Dilma se reunirá com Mantega, e se tiver juízo sairá desta reunião com a cabeça do referido ministro em um bandeja de prata, já que diferentemente da interpretação oficial, as manifestações pelo país não são apenas contra aumento das tarifas de ônibus urbanos e contra os gastos públicos na organização da Copa das Confederações e da Copa do Mundo.


Crítica:

 

''Queridinha'' do governo Dilma, que não se cansa de lançar medidas para baratear a produção e incentivar a compra de automóveis, a montadora Fiat anunciou que vai tirar do ar a campanha promocional criada para a Copa das Confederações com a música ''Vem Pra Rua''.

 

Ontem, em um dia histórico, mostrando que o brasileiro não está preocupado apenas com futebol, cerca de 250mil cidadãos saíram nas ruas das principais cidades do Brasil para protestar contra a corrupção e para mostrar a falência da democracia representativa, que com o advento da internet e das redes sociais será rapidamente substituída pela ''democracia participativa''.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário