R.B. 8/MAI/13 ‘’Lutará até o fim’’


R.B.

"Lutará até o fim"

 

São Paulo, 8 de maio de 2013 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em alta, com ''boas chances'' de fechar o mês de MAI/13 recuperando as perdas ainda acumuladas no ano (-6,8%), novamente acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e também beneficiada pela divulgação de boas noticias corporativas de empresas brasileiras, com a Petrobrás e a OGX.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, com ''boas chances'' de fechar o dia abaixo do ''suporte'' dos R$ 2,00, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e também as ''apostas'' de aumento do fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA 1,5%, abriu em queda, para na mínima recuar –0,3%, porem passou a subir já na primeira hora do pregão, acompanhando a tendência vista nos mercados internacionais, para fechar o dia no maior patamar desde 28/MAR/13 (aos 56.274pts), com destaque positivo para as ações da Vale (2,4%), que foi beneficiada pela valorização das commodities e pela vitória de um brasileiro na disputa pela liderança na OMC.

-    DÓLAR –0,4% à R$ 2,00, abriu em leve alta, porem logo passou a cair, seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais, que por sua vez causou um aumento do apetite ao risco por parte dos investidores, que fugiram das aplicações consideradas mais seguras, como a moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 3,6%, no maior patamar em 5 anos, se ajustando a melhora do ''humor'' nas bolsas da Europa e dos EUA durante os 2 dias que a bolsa do país esteve fechada por conta de feriados, porem CORÉIA –0,4% e CHINA –0,2%, realizando lucros recentes.

-    Na EUROPA, nos maiores patamares em 5 anos, INGLATERRA 0,6%, FRANÇA 0,4% e ALEMANHA 0,9%, desta vez beneficiadas pela divulgação de resultados corporativos robustos dos principais bancos da região e pelo anuncio da Alemanha de alta de 2,2% nas encomendas à indústria em MAR/13, o que superou em muito a expectativa de queda de -0,5%.

-    Nos EUA, registrando a quarta alta consecutiva, desta vez com o DJ e o S&P nos maiores patamares da história, S&P 0,5%, DJ 0,6% e NASDAQ 0,1%, beneficiadas pela divulgação de dados positivos divulgados no começo do dia na Alemanha e na China.


Economia:

 

Representando una importante vitória estratégica para o Brasil e uma coroação dos esforços da diplomacia tupiniquim em colocar o País em um posto de protagonismo mundial, ontem, após uma disputa emocionante, o brasileiro Roberto Azevêdo foi escolhido pelo comitê de seleção da Organização Mundial do Comércio para ser o próximo diretor-geral da entidade.

 

Indicando que o governo Dilma ''lutará até o fim'' para o Copom não elevar a taxa básica de juros na sua próxima reunião, ontem Márcio Holland, secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, afirmou que, após estourar o teto da meta em MAR/13, quando registrou 6,59% no acumulado dos últimos 12 meses, a inflação deve ter voltado a ficar dentro do limite de tolerância da meta (até 6,5%) em ABR/13.

 

Corroborando com a opinião dos economistas Delfim Netto e Luiz Gonzaga Belluzzo, o economista Dani Rodrik, professor de política econômica internacional da Universidade Harvard e um dos maiores especialistas em economia do desenvolvimento, ''garantiu'' que o Brasil não voltará a crescer entre 7% e 8% ao ano, ressaltando que o alto crescimento da China e os elevados preços das commodities não se repetirão mais.

 

Dando mais 3 sinais positivos da economia brasileira,(1) segundo projeções do setor varejista as vendas voltadas para o Dia das Mães devem subir 5,8% este ano ante igual período no ano passado, (2) o Instituto Aço Brasil anunciou que estima que a produção de aço bruto no país subirá 5,8% este ano, para 36,510 milhões de toneladas, com vendas internas em alta de 7,6%, ambas na comparação com 2012 e (3) batendo um recorde histórico, nos 4 primeiros meses deste ano a produção brasileira de veículos atingiu 1,68bi de unidades, o que representa um aumento de 17% na comparação com o mesmo período de 2012.

 

Com o ''investidor'' brasileiro ainda sem ''colhões e/ou conhecimento'' para correr maiores riscos, apenas nos 4 primeiros meses deste ano as aplicações na caderneta de popança, que atualmente rendem cerca de 0,43% ao mês, já superavam os resgates em R$ 13,2bi, o que representa o melhor resultado da história para o período.

 

Ajudando a reduzir os custos e aumentar a produtividade e a eficiência do setor elétrico brasileiro, a partir de 2014 os consumidores tupiniquins poderão aderir a um novo modelo de cobrança de energia elétrica, que terá tarifas diferenciadas de acordo com o horário em que ocorre o consumo, a exemplo do que já é praticado na telefonia.

 

Ao invés de ajudar, as mudanças permitidas pelo governo na MP dos Portos, medida provisória que remodela o setor portuário, vão aumentar em até 30% o custo de contratação de mão de obra nos terminais de portos públicos no país.

 

-    A Gerdau caiu –2,2%, após anunciar que registrou um recuo de -60% no seu lucro líquido do primeiro trimestre de 2013 sobre o mesmo período do ano passado.

-    A OGX caiu –1,0%, mesmo diante de ''rumores'', confirmados após o fechamento do pregão, de que a empresa vendeu 40% do campo de petróleo Tubarão Martelo para a Petronas, que é a petroleira estatal da Malásia, por US$ 850mi.

-    A Petrobrás subiu 1,3% e, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou a descoberta de petróleo de boa qualidade na área no pré-sal da bacia de Santos que foi trocada com a União por ações da empresa.


Política:

 

Como representou uma derrota para as regiões Sul e Sudeste e desagradou o governo Dilma, a nova versão de reforma do ICMS, aprovada ontem pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, deve ser barrada pelo governo.

 

Apesar de o governo Dilma já ter se declarado é contrário à legalização da desaposentadoria, que é o mecanismo permite ao aposentado continuar trabalhando e depois pedir aumento do benefício pelo tempo adicional que contribuiu, o que poderia provocar um rombo na Previdência Social, o peemedebista Renan Calheiros, presidente do Senado, afirmou ontem que não há interesse da Casa em paralisar a tramitação do referido projeto.

 

No esforço de preservar a aliança nacional com o PT e garantir o lugar de Michel Temer como vice na chapa da presidenta Dilma Rousseff, em 2014, a direção do PMDB entrou em campo com um ano de antecedência para tentar conter os rebeldes que acenam para palanques de outros presidenciáveis.


Crítica:

 

Enquanto muitos policiais e até professores da rede publica ganham menos de R$ 1.000,00 por mês, ontem Rodrigo Garcia, secretário de Estado de Desenvolvimento Social de do governo Alckmin, anunciou que as famílias com parente dependente de crack vão receber uma bolsa de R$ 1,350mil por mês do governo do Estado de SP para custear a internação do usuário em clínicas particulares especializadas.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário