R.B. 22/FEV/13 ‘’A podridão do sistema judiciário brasileiro’’


R.B.

"A podridão do sistema judiciário brasileiro"

 

São Paulo, 22 de fevereiro de 2013 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, respeitando o ''suporte'' dos 56.000pts, dando sequencia ao movimento de ''caça de barganhas'' após 7 quedas consecutivas, acompanhando a melhora do ''humor'' externo e também beneficiada pelos sinais positivos da economia brasileira.

-    O DÓLAR pode cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após 2 pregões consecutivos que alta, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,1%, já abriu em queda e, influenciada negativamente pela divulgação de indicadores negativos tanto nos EUA quanto na Europa, manteve a trajetória descendente ao longo de ''quase'' todo pregão, porem fechou o dia próxima da estabilidade, iniciando um movimento de ''caça de barganhas'' já que o Ibovespa soma perda de -7,8% em 2013.

-    DÓLAR 0,8% à R$ 1,97, já abriu em alta e, com os investidores ainda preocupados sobre um possível corte nos estímulos econômicos do governo norte-americano, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar em território positivo pelo segundo dia consecutivo.

-    Na ÁSIA, devolvendo os ganhos do pregão anterior, JAPÃO –1,4%, CORÉIA 0,5% e CHINA –2,9%, com a maioria das ações de risco caindo para os menores níveis de 2013, por preocupações sobre uma possível decisão do Fed (o ''BC'' dos EUA) de encerrar um programa de compra de ativos.

-    Na EUROPA, novamente em queda, INGLATERRA –1,6%, FRANÇA –2,3% e ALEMANHA –1,9%, desta vez pressionadas pelo forte desempenho negativo da Bolsa de Milão, já que o clima é de cautela entre os investidores diante das eleições italianas, que acontecerão neste final de semana.

-    Nos EUA, em baixa pelo segundo dia consecutivo, S&P –0,6%, DJ –0,3% e NASDAQ –1,0%, após dados levantarem dúvidas sobre a ''saúde'' das economias norte-americana, que apresentou um aumento acima do esperado dos pedidos de seguro desemprego, e da zona do euro, onde os índices de atividade empresarial ficaram aquém do esperado.


Economia:

 

Com a ''moral'' de quem ''garantia'' que a economia brasileira iria crescer mais de 4% em 2012 e que o dólar não cairia abaixo de R$ 2,00, Mantega, ministro da fazenda, quer agora convencer o ''mercado'' de que a inflação no Brasil está sob controle e que deve desacelerar este ano em relação ao ano passado, para fechar o ano de 2013 próxima dos 5,5%.

 

Ressaltando que a alta dos alimentos teve um peso muito grande na composição da inflação, Carlos Araújo, diretor de política econômica do BC, contrariou Mantega ao afirmar uma convergência da inflação para o centro da meta (4,5%) não é realista.

 

Diante da nova realidade da taxa básica de juros, que está no menor nível da história, o BC anunciou ontem a redução dos juros cobrados de bancos que tomam dinheiro no redesconto de taxa Selic mais 6% ao ano para taxa Selic mais 1% ao ano, o que também ajuda na redução dos custos das instituições.

 

Dando sinais positivos da economia brasileira, (1) em JAN/13 as vendas de aços planos subiram 3,4% na comparação com JAN/12, (2) em FEV/13, depois de 2 meses consecutivos de queda, o índice de confiança do empresariado da indústria subiu para 58,1pts, contra 56,7pts em JAN/13 e (3) o percentual de cheques devolvidos por falta de fundos caiu de 2,04% em DEZ/12 para 2,02% em JAN/13.

 

Alegando conflito de interesses, já que o Pão de Açúcar é o maior comprador e revendedor dos produtos da Brasil Foods, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro e a Federação Única dos Petroleiros, questionaram os fundos Previ e Petros sobre a indicação de Abílio Diniz para a presidência do conselho de administração da Brasil Foods.

 

-    O Banco do Brasil 4,1%, ''comemorando'' a divulgação do resultado do banco, que acumulou um lucro líquido recorde de R$ 12,2bi em 2012.

-    A OGX subiu 11,8%, diante de ''rumores'' de que uma empresa internacional de petróleo estaria interessada na compra da empresa. de Eike Batista.


Política:

 

Como Lula já deixou bem claro que não será candidato em 2014, no PT, no governo e no Congresso não se faz mais segredo que a campanha da reeleição de Dilma já está na rua, tanto que ontem já incendiou as tribunas, com troca de farpas de dois lados envolvidos na disputa, o que aliás é péssimo para o Brasil.

 

A ausência do vice-presidente Michel Temer, principal liderança do PMDB na aliança governista, no evento de comemoração dos 10 anos do PT na Presidência da República que serviu para lançar a presidenta Dilma à reeleição, expôs a insatisfação do principal aliado a 16 meses do início oficial da campanha eleitoral.

 

Além de deixar claro que Dilma é candidata à reeleição, e não Lula, e de fazer um chamado aos aliados para manter a coalizão que a elegeu em 2010, o governo e o PT consideraram a festa de quarta-feira em SP importante para criar agenda positiva diante do baixo crescimento da economia, da pressão inflacionária e dos resultados ruins da Petrobras.

 

Se apresentando, assim como Marina Silva, como uma terceira via, Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente do PSB, criticou a antecipação do debate eleitoral entre governo e oposição, ressaltando que a disputa entre PSDB e PT em nada contribui para o futuro do Brasil.

 

Com o objetivo de esconder a sujeira debaixo do tapete, Alckmin, o governador tucano de SP, vetou projeto de lei que obrigava os órgãos responsáveis pela gestão da educação pública no Estado de SP a divulgar os dados referentes à qualidade da educação ofertada nos estabelecimentos públicos de ensino fundamental e médio.


Crítica:

 

No início do século passado, o modelo T de Henry Ford era movido a etanol e gasolina e fazia 11KM/por litro, contra uma média de 9KM/por litro dos carros atuais, porem, finalmente dando um exemplo de sustentabilidade, a Volkswagen confirmou que produzirá 50 unidades do XL1, veículo que tem como destaque o fator de rodar até 111 km com 1 litro de diesel.

 

Mostrando mais uma vez ''a podridão do sistema judiciário brasileiro'', que na maioria das vezes prende os pobres e solta os ricos, ontem o Tribunal de Justiça do RJ decidiu desconsiderar o laudo pericial segundo o qual Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, trafegava a 135 km/h quando atropelou e matou o ajudante de caminheiro Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, que pedalava pela rodovia Washington Luís, em MAR/12.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário