R.B. 8/JAN/13 ‘’Mais perdido do que cego em tiroteio’’


R.B.

"Mais perdido do que cego em tiroteio"

 

São Paulo, 8 de janeiro de 2013 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, retornando a sua trajetória de alta após 2 pregões consecutivos de realização de lucros, beneficiada pela gradativa melhora do ''humor'' externo e também pelas boas perspectivas para a economia brasileira em 2013.

-    O DÓLAR pode cair, com o ''mercado'' (1) testando ''os limites do BC'', (2) também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e (2) influenciado pela manutenção do ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,9%, já abriu em queda e, acompanhando o movimento de realização de lucros nas bolsas do ''primeiro mundo'', manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, pressionada principalmente pelas ações das empresas do setor elétrico, como Eletrobrás (-4,7%, Eletropaulo (-3,4%) e Cesp (-3,3%), diante do aumento dos ''temores'' de um possível racionamento de energia no Brasil.

-    DÓLAR –0,3% à R$ 2,03, abriu ''de lado'', para na máxima avançar 0,2%, porem passou a cair na parte da tarde, voltando a ''testar um piso'' para a nova banda informal do câmbio, para fechar o dia no menor patamar desde o fim de OUT/12, diante da entrada de recursos de exportadores no país.

-    Na ÁSIA, realizando mais uma parte dos lucros do rali do final do ano passado, JAPÃO –0,8%, CORÉIA –0,1% e CHINA –0,2%, o que indica que os mercados estão entrando em uma fase de consolidação após ganhos recentes e com a maioria dos mercados negociando em novas máximas de 12 meses.

-    Na EUROPA, também realizando lucros após avançarem cerca de 3% na primeira semana do ano, INGLATERRA –0,4%, FRANÇA –0,7% e ALEMANHA –0,6%, pressionadas principalmente pelas ações de empresas do setor de serviços públicos, após uma nota sombria do Deutsche Bank, que rebaixou sua ''nota'' para várias empresas e alertou que não há portos seguros no setor.

-    Nos EUA, realizando lucros após atingirem as máximas em 5 anos, S&P –0,3%, DJ –0,4% e NASDAQ 0,1%, em um movimento de cautela antes da temporada de balanços, que deve mostrar pequeno crescimento no lucro das empresas, e com destaques negativos para as ações do setor financeiro, após um grupo de grandes bancos do país concordar em pagar um total de US$ 8,5bi para encerrar uma investigação sobre irregularidades na execução de hipotecas.


Economia:

 

Ainda mais pessimista do que na semana passada, o ''mercado'' elevou pela quinta semana consecutiva, desta vez de 5,40% para 5,49%, suas ''apostas'' para a inflação medida pelo IPCA em 2013 e reduziu pela quarta semana consecutiva, desta vez de 3,30% para 3,26%, suas projeções para o PIB de 2013.

 

Mesmo sem nenhuma grande oferta publica e com uma forte redução na participação das pessoas físicas, que por sua vez foi compensada pelo aumento na participação dos ''gringos'', em 2012 o volume financeiro movimentado na Bovespa somou R$ 1,78tri, o que representa um novo recorde histórico e um crescimento de 10,6% na comparação com 2011.

 

Após usar R$ 12,4bi do Fundo Soberano e antecipar mais R$ 7bi em dividendos de bancos oficiais, o governo Dilma ainda precisará descontar R$ 38bi em gastos com obras do PAC de suas contas para atingir a meta de esforço fiscal de 2012, porem mesmo assim Arno Augustin, secretário do Tesouro Nacional, afirmou que a ação do governo foi "absolutamente normal, previsível e usual".

 

Apesar de, diante da queda da taxa de juros, render cada dia menos, a caderneta de poupança continua sendo o investimento preferido dos brasileiros e em 2012 os depósitos feitos nesta modalidade de investimento superaram os saques em R$ 49,7bi, o que representa o maior desde 1995, quando tem início a série histórica do BC.

 

Mostrando-se confiante, Mendes Ribeiro Filho, ministro da Agricultura, afirmou que o episódio da vaca louca no país está superado , ressaltando que ''é uma questão de tempo" para que sejam retirados os embargos à carne bovina brasileira.

 

-    A Petrobras caiu –1,9%, mesmo após informar que começou a produzir comercialmente no campo gigante de Sapinhoá, que fica no pré-sal da bacia de Santos e é um dos maiores do Brasil, uma semana antes da data original.


Política:

 

Como se não tivesse coisa mais importante para fazer, Sarney, presidente do Senado, ''trabalha arduamente'' para aprovar sua Proposta de Emenda à Constituição que altera do dia 1 para o dia 15 de janeiro a data da posse de presidente e governadores a partir de 2018.

 

O PSDB na Câmara vai protocolar um requerimento de convocação de Mantega, ministros da Fazenda, e Miriam Belchior, ministra do Planejamento, para que eles expliquem o uso de "manobras contábeis" para o cumprimento da meta fiscal em 2012 na Comissão Representativa do Congresso.

 

''Mais perdido do que cego em tiroteio'', Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, disse que "não há nenhum risco de racionamento de energia", mas confirmou que a reunião de emergência com Dilma sobre o setor elétrico é para uma análise da situação e de eventuais falhas.

 

Mesmo em declínio, líderes do DEM, embalados pela vitória de ACM Neto para a Prefeitura de Salvador, se reuniram no sábado passado, na capital baiana, para traçar planos futuros, afastar o fantasma da fusão ou do fim do partido e decidir ''se desgarrar'' do PSDB e ampliar o leque de alianças com PMDB, PDT e PSB, aliados do Planalto, para aumentar a participação no Congresso na disputa de 2014.

 

Confirmando que muitos petistas não querem dar apoio aos mensaleiros condenados pelo STF, Olívio Dutra, fundador do PT e ex-governador do RS, afirmou ontem que o deputado José Genoino não deveria ter assumido o cargo após ter sido condenado a 6 anos e 11 meses pela participação no esquema do mensalão e também criticou o que considerou as "más companhias" do PT e o aparelhamento do Ministério das Cidades.


Crítica:

 

''Instigados e financiados por desocupados'', principalmente dos países do ''primeiro mundo'', que reclamam dos impactos ambientais do empreendimento, 20 índios da etnia juruna fizeram protestos e mais uma vez pararam parcialmente as obras da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, que é um dos maiores investimentos atuais em infraestrutura do governo federal.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário