R.B. 6/DEZ/12 "Falta de sensibilidade"

 

R.B.

"Falta de sensibilidade"

 

São Paulo, 6 de dezembro de 2012 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, tentando novamente fechar o dia acima dos 58.000pts, beneficiada pela divulgação de novas medidas de estimulo à economia brasileira e pela valorização das commodities, que por sua vez acompanham a melhora do ''humor'' nas bolsas do ''primeiro mundo''.

-    O DÓLAR deve seguir em queda, agora com os R$ 2,10 como resistência, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e ainda influenciado pelos sinais de que o governo Dilma teme que a desvalorização do real pressione a inflação.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,2% (aos 57.678pts), abriu em alta, para logo atingir a máxima do dia ao avançar 1,0% e, com boa volatilidade, já que na mínima recuou –0,6%, fechou próxima da estabilidade, sustentada pelo bom desempenho das demais bolsas mundiais.

-    DÓLAR –0,9% à R$ 2,09, já abriu em queda e, influenciado pela decisão do BC de reduzir o IOF para empresas que pegarem empréstimos no exterior, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, rompendo facilmente o ''suporte'' dos R$ 2,10.

-    Na ÁSIA, se aproximando dos maiores patamares em 16 meses, JAPÃO 0,4%, CORÉIA 0,6% e CHINA 2,9%, beneficiadas pela melhora nas perspectivas para a economia chinesa, após Xi Jinping, o novo chefe do Partido Comunista, afirmar que disse que o governo visa estabilizar as exportações e tornar as políticas mais objetivas e efetivas.

-    Na EUROPA, mesmo com a incerteza a respeito das negociações orçamentárias nos EUA e com uma venda decepcionante de bônus espanhóis, INGLATERRA 0,4%, FRANÇA 0,3% e ALEMANHA 0,3%, também auxiliadas por comentários positivos da China sobre a perspectiva de crescimento no país.

-    Nos EUA, sem uma tendência única, S&P 0,1%, DJ 0,6% e NASDAQ –0,8%, com as empresas tecnológicas prejudicadas pela maior queda das ações da Apple (-6,4%) em quase 4 anos e com as demais empresas beneficiadas por declarações de Obama de que um acordo sobre o abismo fiscal do país é possível em cerca de uma semana.


Economia:
 

Com o objetivo de estimular os investimentos, cuja meta para 2013 é de crescimento de 8%, ontem o governo Dilma anunciou a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo, de 5,5% para 5,0%, e a criação de uma linha de credito de R$ 100bi para financiar o setor de bens de capital em 2013.

 

Após criticar o que classificou como "falta de sensibilidade" dos governos tucanos em SP, MG e PR, que se recusaram a renovar a concessão de todas as suas geradoras, Dilma sinalizou que está disposta a bancar a redução de -20,2% da tarifa de energia, ressaltando que isto é importante para elevar a competitividade da indústria nacional.
 
Contrastando com a alta de quase 5% acumulada no dólar em NOV/12, o saldo entre entrada e saída de dólares no Brasil ficou positivo em US$ 4,9bi no resultado fechado do mês passado, o que representa o maior valor desde ABR/12, quando as entradas superaram as saídas de capital em US$ 6,6bi.
 
Dando mais um sinal da força do setor agrícola do Brasil, que caminha para ser o ''celeiro do mundo'', nos 11 primeiros meses deste ano foram vendidos no país 51,8 mil tratores agrícolas, o que já supera o resultado auferido em todo ano passado, e no mesmo período a comercialização de colheitadeiras já superou 5.223 unidades, patamar 16% superior ao auferido nos 11 primeiros meses de 2011.
 

-     A Vale subiu 1,7%, beneficiada pela melhora das perspectivas para a economia chinesa.

-    A Petrobrás avançou 0,6%, após anunciar a quarta descoberta importante feita este ano em águas ultraprofundas na bacia Sergipe-Alagoas, onde vem encontrando petróleo de boa qualidade.

-    A Usiminas caiu -5,5%, após seu presidente-executivo ter afirmado que a companhia não espera melhora significativa nas margens de lucro no início do próximo ano.


Política:
 
Ao confirmar que a decisão de não renovar a concessão de todas as suas geradoras foi uma decisão tomada em conjunto pelos governadores tucanos de SP, MG e PR, Antonio Anastasia, governador de Minas Gerais, deu mais munição para o governo Dilma dizer que o PSDB trabalha contra o desenvolvimento do Brasil.
 
''Sem medo'' de ''bater de frente'' com Dilma, Sarney, pressionado pelos parlamentares e pelos governadores de 24 Estados não produtores de petróleo, se comprometeu ontem a a colocar em votação, até o dia 22/DEZ/12, o veto ao veto da presidenta ao projeto que altera a distribuição dos royalties do petróleo.
 
Já está em discussão no Senado uma proposta de emenda constitucional, de autoria do senador tucano por SP Aloysio Nunes Ferreira, que prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos e que já tem o apoio de vários senadores da base aliada e da oposição.
 

O deputado federal Henrique Eduardo Alves, líder do PMDB na Câmara,  conquistou ontem o apoio oficial de todos os maiores partidos da Casa, inclusive os oposicionistas DEM e PSDB, e agora tem 99% de chances de ser o novo presidente da Câmara em 2013.

 

Trabalhando bem e muito mais do que se imaginava, ontem o deputado Romário, do PSB RJ), anunciou que reuniu 188 assinaturas, número maior que o necessário (177), para a abertura da CPI da CBF na Câmara.

 

De forma sorrateira, ontem à noite, a 2 semanas do início do recesso parlamentar, a Câmara aprovou um pacote de 6 projetos aumentando salários de servidores públicos e de 3 projetos criando e transformando 10.000 cargos para os poderes Executivo e Judiciário, o que causará um impacto de no mínimo R$ 11,5bi no Orçamento de 2013.


Crítica:
 
Os usuários, principalmente dos edifícios públicos de Brasília, dizem que suas obras são pouco funcionais, porem é inegável que Niemeyer, conhecido como o poeta das curvas, foi um artista que revolucionou a arquitetura mundial e ajudou as cidades brasileiras a ficarem muito mais bonitas.
 
Como se todos fossem obrigados a abrir uma conta na rede social, que aliás é gratuita, o grupo de defesa da privacidade chamado Europe-v-Facebook planeja ir aos tribunais para obrigar o Facebook a se empenhar em proteger a privacidade de seus usuários.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário