R.B. 9/NOV/12 ‘’A malandragem de poucos custa caro aos honestos’’


R.B.

"A malandragem de poucos custa caro aos honestos"

 

São Paulo, 9 de novembro de 2012 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode volta a cair, para fechar em território negativo pelo terceiro pregão consecutivo, ainda prejudicada por fatores externos, porem é bom ressaltar que o patamar atual, próximo dos 57.000pts, é interessante para um movimento de ''caça de barganhas''.

-    O DÓLAR deve seguir em alta, ainda e também influenciado pelo aumento das ''tensões externas'', porem o patamar é interessante para vendas, principalmente para quem ''aposta'' que o congresso norte-americano tomará medidas para evitar que o ''abismo fiscal'' aprofunde a crise da maior economia do mundo.

 

ONTEM

-    BOVESPA –1,7%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,8%, porem passou a cair na parte da tarde, para fechar o dia abaixo do ''suporte'' dos 58.000pts (aos 57.524pts) acompanhando a nova piora do ''humor'' nas bolsas dos EUA, aonde é crescente o temor de que um possível "abismo fiscal" coloque em xeque a recuperação da maior economia mundial.

-    DÓLAR 0,3% à R$ 2,04, abriu em queda, para na mínima recuar –0,2%, porem, finalmente com bom volume de negócios e alguma volatilidade, passou a subir ainda na parte da manhã, para fechar o dia no maior patamar em quase 1 mês, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, principalmente devido ao aumento das tensões externas.

-    Na ÁSIA, ''ajustando-se'' às perdas das demais bolsas mundiais no dia anterior, JAPÃO –1,5%, CORÉIA –1,2% e CHINA –1,6%, com os investidores vendendo ações à medida que se preocupavam-se com a crise orçamentária nos EUA e comprando dólar, iene e títulos do governo norte-americano, considerados ativos mais seguros.

-    Na EUROPA, devolvendo, com ''juros'', os ganhos da abertura, INGLATERRA –0,3%, FRANÇA –0,1% e ALEMANHA –0,4%, após uma sessão turbulenta marcada por um forte volume, com renovadas preocupações sobre a Grécia mantendo os investidores cautelosos, principalmente após o ministro das Finanças da Alemanha afirmar que a próxima semana pode ser ainda muito cedo para se tomar uma decisão sobre a garantia de mais ajuda ao referido país.

-    Nos EUA, em mais um dia de perdas, S&P –1,2%, DJ –0,9% e NASDAQ –1,4%, o que indica que o mercado acionário pode estar caminhando para um enfraquecimento maior à medida que temores sobre a capacidade de Washington de encontrar uma solução para o chamado "abismo fiscal" a tempo devem dominar os pensamentos de investidores nas próximas semanas.


Economia:
 
Apesar de reconhecer que o cenário externo continua a contribuir negativamente para os rumos da atividade doméstica, o BC, mostrando otimismo, afirmou, por meio de seu Boletim Regional, que o ritmo da atividade econômica no Brasil deve se intensificar ao longo deste segundo semestre, ressaltando que os efeitos das políticas de estímulo vão compensar o ambiente internacional negativo.
 
Confirmando que, ao menos este ano, não será mantido o tripé da política econômica, ontem Carlos Hamilton Araújo, diretor de política econômica do BC, afirmou que trabalha com a perspectiva de que o governo federal vai cumprir a meta de economia para pagar a dívida pública "com ajustes" neste ano e "sem ajustes" em 2013.
 
Dando mais um sinal positivo da economia brasileira, em SET/12 o faturamento real das micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo aumentou 10,6% na comparação com o mesmo mês de 2011, com destaque positivo para o setor de serviços, com alta de 13% na mesma base de comparação.
 
Após avaliar que falta uma proposta robusta para reduzir o chamado Custo Brasil e estimular os investimentos no setor portuário, Dilma, mostrando-se muito contrariada, cancelou o lançamento do pacote para portos previsto para terça-feira da semana que vem.
 
Indicando mais uma vez que o Brasil caminha rapidamente para ser o ''celeiro do mundo'', segundo um prognóstico divulgado pelo IBGE, a safra brasileira de grãos deve fechar o ano de 2013 com uma produção 5,1% superior ao total obtido em 2012.
 
-    O Banco do Brasil caiu -4,4%, com investidores reagindo mal à piora da margem financeira, da eficiência, do lucro e da rentabilidade do maior banco do país no trimestre passado.

Política:
 
Ontem, ao ligar para Obama e dizer para ele que sua reeleição dele foi ''importante para o Brasil e para o mundo'', Dilma escutou do presidente dos EUA que há muito potencial para expansão do comércio e investimentos entre os dois países nos próximos anos.
 
Confirmando como é baixa a assiduidade dos parlamentares brasileiros, no ano de 2012 apenas 4% dos deputados federais estiveram presentes em todas as votações da Câmara, que são apenas 3 dias na semana, porem a grande maioria dos gazeteiros não teve seus salários descontados, já que 88% das faltas foram perdoadas.
 
Preocupada com os movimentos do deputado Júlio Delgado, do PSB de MG, para encabeçar uma candidatura à presidência da Câmara contra o líder da bancada do PMDB, Henrique Eduardo Alves, Dilma chamou Eduardo Campos, governador de Pernambuco e presidente do PSB, para jantar com ela e com Rui Falcão, presidente do PT.
 
Para proteger a identidade de doadores, que temem serem envolvidos em casos similares ao do Mensalão, as eleições deste ano foram marcadas pelo intensivo uso das chamadas doações ocultas, com destaque para a reeleição do prefeito de BH Márcio Lacerda, que arrecadou dessa forma R$ 12,1mi dos R$ 21,6mi com que fechou sua conta.

Crítica:
 
Mostrando como ''a malandragem de poucos custa caro aos honestos'', segundo um estudo da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, sem as ligações clandestinas, conhecidas como "gatos", o preço da conta de luz dos moradores da região Sudeste cairia -3,1%.
 
Mesmo com uma taxa de desemprego atingindo 25,4% em AGO/12, o que é um novo recorde histórico, e com mais de 58% dos jovens desempregados, os gregos, mostrando que não merecem a ajuda da união europeia, saíram às ruas para protestar violentamente contra o pacote de austeridade que seu parlamento votava para receber ajuda da União Europeia.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário