R.B. 21/SET/12 ‘’Um país cada dia mais justo’’


R.B.

"Um país cada dia mais justo"

 

São Paulo, 21 de setembro de 2012 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, podendo inclusive fechar a semana acima dos 62.000pts, influenciada positivamente pelos ''rumores'' de que a Espanha está prestes a fechar um pacote de ajuda financeira e pelas declarações de Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, de que a taxa básica de juros do Brasil pode cair ainda mais.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais e também ainda seguindo o fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,1%, abriu em queda, para na mínima recuar –1,1% e se aproximar dos 61.000pts, porem se recuperou na parte da tarde, para na máxima avançar 0,4%, e fechou próxima da estabilidade, apesar dos fracos dados de atividade na China, EUA e zona do euro terem voltado a lançar dúvidas sobre o ritmo de recuperação da economia global.

-    DÓLAR –0,2% à R$ 2,02, já abriu em queda e, em dia de pouca variação, com o mercado travado pela expectativa de atuações do BC, manteve-se em território negativo ao longo de ''quase'' todo pregão, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, devolvendo os ganhos do pregão anterior, JAPÃO –1,6%, CORÉIA –1,8% e CHINA –2,0%, depois que dados indicaram pouco alívio para o setor industrial chinês, mantendo incerto o cenário sobre se autoridades da segunda maior economia do mundo irão seguir o ímpeto global de ações de estímulo.

-    Na EUROPA, também devolvendo os ganhos do pregão anterior, INGLATERRA –0,6%, FRANÇA –0,6% e ALEMANHA –0,1%, realizando lucros em ações do setor bancário e prejudicadas por dados ruins da Europa, China e EUA, embora as ações tenham crescido das mínimas do dia com investidores tirando vantagem das perdas para elevar sua exposição no mercado.

-    Nos EUA, sem uma tendência única, S&P –0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ –0,2%, prejudicadas pela divulgação de dados fracos sobre manufaturados em diversos países, porem com destaques de alta para ações de empresas do setor imobiliário, diante da divulgação de dados melhores do que o esperado sobre moradias.


Economia:
 

Desdenhando das pressões inflacionarias, a equipe econômica de Dilma, que é comandada por Mantega, avalia que o cenário econômico atual permite mais um corte de -0,25% na taxa básica de juros, atualmente em 7,5%, na próxima reunião do Copom que termina no dia 10/OUT/12, sem comprometer a estratégia da política monetária para o próximo ano.

 

Segundo uma reportagem do jornal Financial Times, as autoridades da união Europeia estão trabalhando nos bastidores na preparação de um novo pacote de ajuda financeira à Espanha, que incluiria compras de bônus espanhóis pelo BC e que seria anunciado no dia 27/SET/12.

 

Dando novos sinais positivos da economia brasileira, (1) em AGO/12 a taxa de desemprego caiu para 5,3%, ante 5,4% registrados em JUL/12, o que representa a menor taxa registrada no mês desde 2002 e (2) nos 15 primeiros dias de SET/12 as vendas de veículos cresceram 13,53% na comparação com SET/11.

 

Ciente das necessidades de investimentos no setor, que todos concordam que é vital para garantir o crescimento sustentável da economia brasileira, o BNDES ''avisou'' que os seus desembolsos para infraestrutura terão aumento de cerca de 25% em 2012, para R$ 23,4bi.

 

Segundo um estudo do Senai, o Brasil precisará de 7,2 milhões de trabalhadores em nível técnico e em áreas de média qualificação para atuarem em profissões industriais até 2015 e essa necessidade produzirá oportunidades em 177 ocupações, que vão desde trabalhadores da indústria de alimentos (cozinheiros industriais) e padeiros até supervisores de produção de indústrias químicas e petroquímicas.

 

-    A Petrobras subiu 1,1%, após José Formigli, diretor de exploração e produção da empresa, anunciar que a produção no pré-sal deve chegar a 250 mil barris por dia até o fim deste ano, contra os atuais 192 mil.

-    A Marfrig caiu -6,8%, pressionada por rumores de que a empresa estaria planejando oferta de ações.

-    A JBS avançou 3,1%, após divulgar que está perto de concluir a compra de ativos do frigorífico Independência.


Política:
 

Falando novamente em ''golpe da oposição'', que estaria pressionando o Supremo tribunal Federal na votação do mensalão, 6 partidos da base aliada (PT, PSB, PMDB, PCdoB, PDT e PRB), articulados pelo presidente petista Rui Falcão, divulgaram no começo da tarde de ontem uma carta "À sociedade brasileira" em defesa do ex-presidente Lula e em repúdio aos dirigentes do PSDB, DEM e PPS que supostamente tentaram comprometer a honra e a dignidade do ex-presidente.

 

Com alta de 10% nas intenções de voto, Vanessa Grazziotin, a candidata do PCdoB à prefeitura de Manaus que recebeu apoio de Lula, chegou a 29% das intenções de voto, empatando com o candidato do PSDB, Artur Virgílio, que ficou estacionado, de acordo com a segunda pesquisa do Ibope para a disputa nesta cidade.

 

Confundindo o publico com o privado, o coronel da reserva da Polícia Militar Eduardo José Felix de Oliveira, que é subprefeito da Penha, participou ontem durante seu expediente de um ato da campanha de Serra, o candidato do PSDB a prefeito de SP.

 

Certamente ajudando Serra a consolidar sua ida ao segundo turno, com o aval de Lula o programa eleitoral de Haddad adotará tom mais agressivo na reta final da campanha eleitoral, com ataques ao tucano Serra, que será acusado de ter abandonado a prefeitura para disputar o governo do Estado, e investidas contra a imagem do líder das pesquisas, Celso Russomanno.


Crítica:
 
Com o Brasil se tornando ''um país cada dia mais justo'' para toda sua população, segundo dados divulgados pela Secretaria de Assuntos Estratégicos, cerca de 80% dos 35 milhões de brasileiros que ingressaram na classe média durante os últimos 10 anos são negros.
 
Como um efeito perverso, que pode ter um impacto muito ruim no médio prazo, da crise econômica norte-americana, segundo uma pesquisa realizada em 25 dos maiores centros populacionais dos EUA 1 em cada 7 jovens norte-americanos entre 16 a 24 anos não está trabalhando nem estudando, o correspondente a 5,8 milhões de pessoas.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário