R.B. 6/JUN/12 ''Vai perder de novo''


R.B.

"Vai perder de novo"

 

São Paulo, 6 de junho de 2012 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após fechar o pregão anterior no menor patamar desde OUT/11, influenciada pela nova melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e pela novas promessas do governo Dilma de medidas para incentivar a economia brasileira.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, acompanhando (1) a provável melhora do ''humor'' na Bovespa, (2) a trajetória internacional da moeda norte-americana e (3) o fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA -1,7% (aos 52.481pts), abriu em alta, para na máxima avançar 0,9% e atingir os 53.917pts, porem, com baixo volume de negócios (R$ 5,0bi), passou a cair na parte da tarde, mesmo com o desempenho positivo das bolsas de NY, acompanhando o recuo do preço das commodities no mercado internacional.

-    DÓLAR -1,7% à R$ 2,02, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 2,07, porem, mesmo diante da piora do ''humor'' na Bovespa, passou a cair ainda na parte da manhã, influenciado por dois leilões de venda feitos pelo BC.

-    Na ÁSIA, recuperando uma pequena parte das perdas recentes, JAPÃO 1,0%, CORÉIA 0,5% e CHINA 0,2%, em um movimento de ''caça de barganhas'', com os investidores esperando que europeus e o G7 adotem medidas decisivas para abordar a cada vez pior crise da zona do euro.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, porem com baixos volumes de negócios, INGLATERRA não houve operação por causa das comemorações do jubileu da rainha, FRANÇA 1,1% e ALEMANHA 0,1%, após uma sessão agitada e nervosa, com investidores comprando papéis subestimados na esperança de mais ações globais de política monetária para alimentarem a recuperação econômica.

-    Nos EUA, também reduzindo uma pequena parte das perdas recentes, S&P 0,6%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,7%, com destaques de alta para as ações de bancos, como Bank of America (2,9%) e JPMorgan (3,2%), impulsionados pela divulgação de dados que mostram que o setor norte-americano de serviços cresceu em um ritmo levemente mais acelerado do que o esperado em MAI/12, ofuscando assim a angústia de investidores em relação à crise fiscal da zona do euro.


Economia:
 
Ressaltando que quem aposta na crise, como apostaram no passado, ''vai perder de novo'', Dilma ''garantiu'' que o seu governo está preparado para enfrentar esta segunda etapa da crise financeira internacional com "mais sabedoria e melhores instrumentos".
 
Repetindo e dando o devido destaque para algo que muitos acreditam, José Roberto Ermírio de Moraes, presidente do conselho de administração da Votorantim Participações, afirmou que o governo Dilma precisa baixar imposto e estimular o investimento, não o consumo, ressaltando que está um pouco esgotada essa questão de facilitar o crédito e de pedir à população, já endividada, para consumir mais.
 
Visando incentivar o setor da construção civil, que é o que mais emprega e o que mais tem demanda reprimida no Brasil, ontem a Caixa Econômica Federal ampliou de 30 anos para 35 anos o prazo de financiamentos habitacionais com recursos da poupança e reduziu a taxa de juros de financiamentos do Sistema Financeiro de Habitação de 9% ao ano para 8,85% ao ano, podendo chegar a 7,8% ao ano, dependendo do relacionamento do cliente com o banco.
 
Ajudando a aumentar a oferta de vagas de trabalho na economia brasileira, ontem o BNDES anunciou a redução, de 9% para 6,5%, da taxa de juros cobrada das empresas para o financiamento de projetos que ajudem a gerar emprego e renda, dentro do programa BNDES Progeren.
 
Beneficiadas pela redução do IPI e também da taxa de juros, em MAI/12 as vendas do varejo brasileiro cresceram 9,8% na comparação com MAI/11, com destaque positivo para o segmento de material de construção, que avançou 10,3% na mesma base de comparação.
 
Mostrando um certo otimismo, os shopping centers brasileiros ''apostam'' que devem registrar vendas 7% maiores no Dia dos Namorados deste ano na comparação com o mesmo período no ano passado.
 
Após mais uma ''força'' do governo Dilma, foram vendidos 288 mil automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões novos no Brasil no mês de MAI/12, o que representa uma alta de 11,53% ante ABR/12.
 
Sem oferecer nada em troca, nem ao menos um aumento na gasolina, ontem Maria da Graça Foster, presidente da Petrobrás, afirmou que os acionistas devem "acreditar" em novo ciclo de valorização das ações da companhia.
 
Mostrando mais uma vez sua ''real vocação'', o Brasil deve colher uma safra total de milho recorde de 67,8mi de toneladas no período 2011/12, o que representa um crescimento de 18,2% ante uma produção 57,4mi de toneladas no ciclo anterior.
 
-    A B2W caiu -8,3%, já que na noite da véspera seu Conselho de Administração aprovou a emissão de R$ 300mi em debêntures simples.


Política:
 
Em um ato autoritário, que mostra que o PT está cada dia mais parecido com o PSDB, ontem o partido de Lula confirmou a intervenção na disputa eleitoral pela Prefeitura do Recife e frustrou os planos do atual prefeito, João da Costa, de tentar a reeleição, impondo a candidatura do senador Humberto Costa.
 
Podendo embolar ainda mais a disputa pela prefeitura de SP, o que deve fazer a decisão, para a infelicidade de Serra, ir para segundo turno, ontem André Figueiredo, líder do PDT na Câmara Federal, afirmou que o seu partido quer que o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, seja candidato à Prefeitura da maior cidade do Brasil.
 
Abrindo caminho para aderir a candidatura do petista Haddad à prefeitura de SP, o presidente estadual do PSB em SP, que é o deputado licenciado Márcio França, entregou ontem o cargo de Secretário de Turismo do governo Geraldo Alckmin.
 
Assim como fez o DEM, que expulsou sua ex-estrela ao ver os primeiros sinais de que o senador Demóstenes Torres estava muito enrolado, o PSDB já dá sinais de que, para não se complicar nas eleições municipais, pode abandonar a defesa de Marconi Perillo, o governador de Goiás, que ficaria à sua própria sorte.
 
A duas semanas do início da Conferência da ONU para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, e prestes a enfrentar mais uma batalha no Congresso, a presidenta Dilma lançou um pacote ambiental com 9 medidas que incluem assinatura de decretos de criação de parques nacionais no Rio Grande do Sul e Paraná e de ampliação de outros na Bahia, Espírito Santo e Ceará.
 
Seguindo o PR, que é da base de Dilma mas que anunciou ontem o apoio à Serra na disputa pela prefeitura de SP, o PP de SP, que é comandado por Paulo Maluf, pretende anunciar a coligação com o PSDB na semana que vem, supostamente em troca  do controle da Secretaria de Habitação, com a Cohab.

Crítica:
 
Confirmando que a sociedade está cada dia mais violenta, segundo uma pesquisa recente 47,5%dos brasileiros concordam que os tribunais aceitem provas obtidas mediante tortura policial, contra 28,8% de uma pesquisa semelhante feita em 1999.
 
A Amazônia teve 6.418 quilômetros quadrados de desmatamento entre AGO/10 e JUN/11 e mesmo assim Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente, ''comemorou'' o resultado por afirmar que esta é a menor taxa dos últimos 23 anos.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário