R.B. 19/DEZ/11 ''Sonhar não custa nada''


R.B.

"Sonhar não custa nada"

 

São Paulo, 19 de dezembro de 2011 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após 3 pregões consecutivos de queda e após acumular uma baixa de -19,1% no ano, influenciada pela manutenção das boas perspectivas para a economia brasileira em 2012.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e seguindo o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -0,4%, abriu em alta, para logo atingir a máxima do dia avançando 0,8%, porem, com reduzido volume de negócios (R$ 5,2bi), foi perdendo forças ao longo do pregão e passou a cair na parte da tarde, seguindo a piora do ''humor'' nas bolsas do ''primeiro mundo'', para fechar a semana acumulando uma baixa da -3,7%.

-    DÓLAR -0,2% à R$ 1,85, já abriu em queda e, alheio ao movimento na Bovespa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, ainda influenciado pelo leilão de venda feito pelo BC.

-    Na ÁSIA, tentando recuperar perdas recentes, JAPÃO 0,3%, CORÉIA 1,1% e CHINA 2,0%, com sinais de fortalecimento na economia dos EUA interrompendo o pessimismo sobre a crise de dívida da Europa, que causara uma venda generalizada de ativos de risco nos 3 dias anteriores.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, para fecharem com suas maiores perdas semanais desde o final de NOV/11, INGLATERRA -0,2%, FRANÇA -0,9% e ALEMANHA -0,5%, após a agência de classificação de risco Fitch ameaçar reduzir a nota de vários países da zona do euro, incluindo a França.

-    Nos EUA, devolvendo quase 100% dos ganhos acumulados na abertura, S&P 0,2%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,5%, com o mercado dividido entre o otimismo com a economia norte-americana e o medo de que a crise da dívida na Europa acabe engolindo as principais economias do mundo.


Economia:
 
Provavelmente temendo os efeitos negativos que a alta do dólar terá sobre a inflação brasileira, Mantega, ministro da Fazenda, afirmou que, mesmo com a redução da liquidez no setor financeiro europeu, não faltam dólares nem crédito no mercado brasileiro e ressaltou que a prova disto é que ninguém aceitou as condições oferecidas ontem pelo BC numa tentativa de venda da moeda norte-americana ao mercado.
 
Como ''sonhar não custa nada'', Baudouin Prot, presidente do banco francês BNP Paribas, ''avisou'' que o euro emergirá mais forte da crise da dívida, mas ressaltou que os governos têm de agir rapidamente para colocar em prática os seus planos e que a vida seguirá em frente mesmo depois das decisões das agências de rating.
 
Para atender o inevitável aumento da demanda por vôos de avião durante a Copa do Mundo de Futebol, que ocorrerá no Brasil em 2014, uma das medidas que será adotada para aumentar a capacidade do espaço aéreo é a redução da distância entre as aeronaves no pouso.
 
Podendo causar um ciclo negativo, que prejudicará a recuperação da economia européia, cada dia mais os britânicos estão diminuindo a frequência com que ficam em hotéis, trocando o carro pelo transporte público e evitando melhorias na casa para poupar dinheiro enquanto aumenta o temor com a recessão.
 
Como fruto da crise no ''primeiro mundo'', cada dia mais brasileiros que fazem MBA em uma universidade norte-americana têm preferido voltar ao Brasil para trabalhar, principalmente baseados nos argumentos de que (1) querem ser parte de um período de crescimento de seu país e (2) o Brasil não tem executivos o suficiente, então as possibilidades de crescimento rápido na carreira são maiores.
 
Já que em tempos de crise, ''pirão pouco o meu primeiro'', os ministros do Comércio dos países membros da Organização Mundial do Comércio encerraram 3 dias de discussões sem conseguir chegar a um acordo sobre a direção a ser tomada para romper o impasse que cerca a retomada da Rodada de Doha para a liberalização do comércio global.
 
Levemente abaixo das ''apostas do mercado'' (0,50%), o IPC apresentou variação de 0,49% na segunda prévia de DEZ/11, o que mostra desaceleração sobre o segundo levantamento de NOV/11, quando o índice foi de 0,59%.

Política:
 
Superando ''de longe'' os patamares que tinham Lula e FHC nos mesmos períodos de seus primeiro e segundo mandados, Dilma atualmente tem a aprovação de 72% dos eleitores brasileiros, contra 71% da pesquisa feita em SET/11.
 
Desrespeitando a lei que está em vigor desde 2007, que impõe fidelidade partidária aos políticos, ocorreu neste ano uma corrida de políticos "infiéis" por todo o Brasil, já que entre SET/11 e OUT/11, às vésperas do fim do prazo para a filiação partidária dos que querem disputar cargos em 2012, centenas de prefeitos, vereadores e subprefeitos trocaram de legenda.
 
Segundo provas obtidas com escutas telefônicas e vídeos, Valter Araujo, do PTB, que é o atual presidente da Assembléia Legislativa de Rondônia, é o chefe de um esquema de cobrança de propina de empresários que possuem contratos com o governo do Estado.
 
Apesar de atualmente existirem cerca de 7 pedidos na fila, desde que assumiu a presidência da Câmara, em JAN/11, o deputado petista Marco Maia não autorizou a criação de qualquer CPI.

Crítica:
 
Fazendo um previsão que, caso seja cumprida, dará uma enorme vantagem competitiva para sua empresa, John Viera, diretor global de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Ford, afirmou que até 2020 carros híbridos ou 100% movidos a bateria representarão até 25% dos veículos novos vendidos pela Ford, contra 2% atualmente.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário