R.B. 25/NOV/11 ''Limpar, aprimorar e diversificar''


R.B.

"Limpar, aprimorar e diversificar"

 

São Paulo, 25 de novembro de 2011 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a subir, tentando novamente iniciar um movimento de recuperação das fortes perdas ainda acumuladas no ano (-20,2%), beneficiada pela valorização das commodities e pela provável ligeira melhora do ''humor'' nas bolsas do ''primeiro mundo''.

-    O DÓLAR pode cair, em um ''ajuste técnico'' após a forte disparada dos 2 últimos pregões, acompanhando a esperada melhora do ''humor'' na Bovespa e a manutenção do fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,5%, abriu em alta e, após um pregão com boa volatilidade (máxima de 1,0% e mínima de -0,8%) e poucos negócios (R$ 2,9bi devido ao feriado em NY), fechou em território positivo pela primeira vez após 5 pregões consecutivos, mais embasada em fatores técnicos que em fundamentos.

-    DÓLAR 1,7% à R$ 1,89, abriu em leve queda, para na mínima recuar -0,3%, porem logo passou a subir, para novamente fechar em forte alta, após líderes europeus terem reiterado que o BC Europeu não mudará o seu papel perante as dificuldades da região.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -1,8% (no menor patamar desde MAR/09), CORÉIA 0,7% e CHINA 0,1%, divididas entre uma tentativas de recuperação técnica de perdas recentes e a manutenção dos ''temores'' com a situação da Europa e dos EUA.

-    Na EUROPA, novamente revertendo uma abertura positiva, causada pela melhora do índice de confiança dos empresários da Alemanha, INGLATERRA -0,2%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA -0,5%, com os investidores reagindo mal (1) às declarações dos líderes de Alemanha, França e Itália durante uma entrevista coletiva em Estrasburgo, na França e (2) ao rebaixamento da ''nota'' de Portugal pela Fitch.

-    Nos EUA, S&P, DJ e NASDAQ permaneceram fechados devido ao dia de Ação de Graças.


Economia:
 
Na semana que vem tem reunião do Copom e, com a economia mundial em crise e a economia brasileira perdendo forças, as ''apostas do mercado'' indicam que o Copom manterá sua política de "ajustes moderados", reduzindo a Selic em -0,5%, dos atuais 11,5% para 11,0%.
 
Alem de reduzir a taxa básica de juros, para estimular a economia brasileira o ''mercado aposta'' que o BC pode reverter medidas macropudenciais, como diminuir o compulsório bancário e o IOF para operações financeiras de investidores estrangeiros.
 
Provavelmente apresentando o ultimo dado extremamente positivo da economia brasileira do ano, em OUT/11 a taxa de desemprego no Brasil ficou em 5,8%, o que representa o menor patamar da série histórica em 2002.
 
Ressaltando que o Brasil está no centro de sua estratégia e no centro do mundo, Philippe Varin, presidente mundial da Peugeot Citröen, afirmou ontem que de 2012 até 2015 seu grupo fará investimentos de R$ 575mi por ano no país, com o objetivo de dobrar sua produção anual de veículos.
 
-    A Lupatech caiu -25,8%, diante de temores sobre a solvência da companhia, que reconheceu que sua situação financeira é delicada e que está no meio de um processo de venda de ativos para reforçar seu caixa.


Política:
 
Dando um ''recado direto'' aos partidos políticos que fazem parte da base aliada que, na reforma ministerial que vem por aí, não há lugar reservado para ninguém, Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República, afirmou que estamos em um regime presidencialista, e, portanto, quem nomeia e demite ministros é a presidenta Dilma.
 
Com Carlos Lupi, o futuro ex-ministro do Trabalho, enfraquecido no cargo, o PT mudou de estratégia e decidiu cobrar abertamente que a presidenta Dilma ordene uma faxina para varrer pedetistas de postos do segundo escalão da pasta e obviamente substitui-los por ''companheiros petistas''.
 
Para evitar disputas internas entre petistas e não melindrar a relação da sigla com a presidenta Dilma, o PT já informou ao Planalto de que vai trabalhar para manter no governo, a partir da reforma ministerial do início de 2012, o mesmo espaço ocupado hoje pelas tendências da legenda.
 
Apontando irregularidades no contrato entre a prefeitura e a Controlar para o programa de inspeção veicular ambiental, ontem o Ministério Público ajuizou na quinta-feira uma ação civil pública contra Kassab, o prefeito de SP, pedindo seu afastamento do cargo.

Crítica:
 
Segundo estudos divulgados ontem pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico, se for mantida a tendência atual de consumo, até o final deste século a temperatura média global pode sofrer um aumento entre 3 e 6 graus centígrados, causando enormes prejuízos ambientais e financeiros.
 
Ajudando a ''limpar, aprimorar e diversificar'' ainda mais a matriz energética do Brasil, o BNDES planeja aprovar mais R$ 700mi em financiamentos para o setor de energia eólica até o fim de DEZ/11, chegando a cerca de R$ 3bi no acumulado de 2011, e espera um crescimento de 20% nos desembolsos para o setor em 2012.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário