R.B. 5/OUT/11 ''Com coragem e moral''


R.B.

"Com coragem e moral"

 

São Paulo, 5 de outubro de 2011 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, após 3 sessões consecutivas de queda, dando sequência ao movimento de ''colheita de bons fundamentos'' iniciado no pregão de ontem e seguindo a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, seguindo a provável melhora do ''humor'' nas bolsas mundiais e influenciado pelos ''sinais'' de que o BC, sempre que julgar necessário, entrará na ponta vendedora para não deixará a moeda norte-americana disparar.

 

ONTEM

-    BOVESPA -0,2%, abriu em queda, seguindo o recuo das commodities, para na mínima recuar -2,6%, porem, com bom volume de negócios (R$ 7,7bi), recuperou quase todas as perdas do dia na ultima hora do pregão, diante da melhora do ''humor'' nas Bolsas norte-americanas.

-    DÓLAR -1,3% à R$ 1,87, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 1,90, porem, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade, logo passou a cair, influenciado por um leilão de venda de swap cambial anunciado e posteriormente realizado pelo BC.

-    Na ÁSIA, seguindo as perdas das demais bolsas mundiais no dia anterior, diante de preocupações com a desaceleração econômica da China e com a crise da dívida da zona do euro, JAPÃO -1,1%, com destaques de queda para as ações de empresas exportadoras, CHINA não houve negociações por ser feriado e CORÉIA -3,6%, pressionada principalmente pelas ações de empresas químicas e construtoras.

-    Na EUROPA, pressionadas pelo atraso no pagamento da ajuda à Grécia, INGLATERRA -2,6% (abaixo dos 5.000pts pela primeira vez desde JUL/10), FRANÇA -2,6% e ALEMANHA -2,9%, novamente com destaques de queda para as ações de bancos, como Deutsche Bank (-4,3%), Dexia (-22,5%) e Banco Nacional da Grécia (-14,1%).

-    Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 2,2%, DJ 1,4% e NASDAQ 2,9%, após Bernanke, presidente do FED (''BC'' dos EUA), afirmar ao Comitê de Economia do Congresso que o BC dos EUA poderia iniciar um novo programa de empréstimo, com bases ampliadas, para apoiar o sistema financeiro do país se a crise européia piorar.


Economia:
 
Avaliando que a economia brasileira está forte o suficiente para "lidar com choques externos" e aplaudindo a decisão do Copom de reduzir a Selic em sua ultima reunião, Mauro Leos, vice-presidente da agência de classificação de risco Moody's, afirmou que não há indícios de que a gestão dos juros pelo BC brasileiro seja artificial, ressaltando que não acredita que as decisões de política monetária no Brasil são adotadas por questões políticas.
 
''Com coragem e moral'' para dizer aquilo que todos sabem, mas que poucos ousam ou podem falar, ontem Dilma afirmou que a União Européia necessita mais de "consenso político" que recursos financeiros para superar a atual crise da dívida que afeta vários países da zona do euro.
 
Como fruto do momento ruim pelo qual passa grande parte da economia mundial, no terceiro trimestre deste ano o número de Ofertas Publicas Iniciais (IPOs) foi -57% menor que no mesmo período de 2010.
 
Dando novos sinais positivos da economia brasileira, (1) nos 9 primeiros meses deste ano as vendas do varejo de material de construção cresceram 6% na comparação com o mesmo período de 2010, (2) em AGO/11 a produção industrial brasileira cresceu 1,8% na comparação com AGO/10 e (3) os shopping centers esperam um crescimento de 13% nas vendas para o Dia das Crianças deste ano, em comparação com a mesma data comemorativa do ano passado.
 
Diante da boa evolução da safra que se encerrou e das perspectivas de volume ainda maior na próxima, cujo plantio já está sendo iniciado, nos 9 primeiros meses deste ano as vendas de colheitadeiras agrícolas cresceram 9% na comparação com o mesmo período de 2010.
 
Prejudicadas por restrições impostas por mercados importantes como Rússia e União Européia, muitas delas alias questionáveis, nos 9 primeiros meses deste ano as exportações brasileiras de carne bovina registraram um volume -21% menor que em igual período de 2010.

Política:
 
Como já se esperava, com a oficialização da criação do PSD, o oposicionista DEM será o partido que mais perderá parlamentares, já que estão de saída do partido, rumo ao novo partido de Kassab, a senadora Kátia Abreu e 17 deputados federais.
 
Como se quantidade representasse qualidade, o que sabidamente não é verdade, ontem o Tribunal Superior Eleitoral autorizou a criação do 29º partido político brasileiro, que se chama PPL (Partido Pátria livre) e que nasceu de um grupo político ligado ao jornal ''Hora do Povo'', por sua vez relacionado ao antigo MR-8, grupo de esquerda que atuou no país contra a ditadura militar (1964-1985) e que depois foi ligado ao ex-governador de SP Orestes Quércia.
 
Apesar de se ''estapearem'' na disputa pela divisão dos recursos do petróleo, que devem triplicar com o pré-sal, os Estados brasileiros ainda não têm planos sobre como deverão usar esse dinheiro.

Crítica:
 
Ajudando a melhorar e diversificar ainda mais a matriz energética brasileira, ontem o BNDES aprovou um crédito de R$ 297mi para a instalação de 5 parques eólicos nos municípios de Igaporã e Guanambi, que ficam no interior da Bahia.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário