R.B. 8/SET/11 ''Discretamente mandou avisar''


R.B.

"Discretamente mandou avisar"

 

São Paulo, 8 de setembro de 2011 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, acompanhando e ajustando-se a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais durante o feriado de 7/SET no Brasil e também podendo ser ''animada'' pelo discurso de Obama, presidente dos EUA, que deve propor a injeção de US$ 300bi na economia norte-americana para criar empregos.

-    O DÓLAR deve cair, finalmente retornando à sua ''trajetória natural'' após 5 pregões consecutivos de alta, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e o fluxo positivo de recursos externos.

 

TERÇA-FEIRA

-    BOVESPA 2,9%, abriu em queda, para na mínima recuar -1,5%, porem, descolando dos demais mercados mundiais, passou a subir ainda na parte da manhã, com bom volume de negócios (R$ 6,3bi), destaque positivo para as ações da Vale (2,5%) e impulsionada principalmente por compras de investidores estrangeiros.

-    DÓLAR 0,8% à R$ 1,66, já abriu em alta e, pressionado pelos leilões de compra do BC, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia no maior patamar desde MAR/11, ainda influenciado pela redução da Selic.

 

ONTEM

-    Na ÁSIA, recuperando perdas recentes, JAPÃO 2,0%, CORÉIA 3,8% e CHINA 1,8%, em um movimento de ''caça de pechinchas'', principalmente entre as exportadoras, porem ainda com muita volatilidade.

-    Na EUROPA, com altas expressivas, INGLATERRA 3,1%, FRANÇA 3,6% e ALEMANHA 4,1%, impulsionadas por notícias positivas tanto na Europa, como a decisão de uma importante corte da Alemanha permitindo que o governo do país possa continuar se envolvendo com o fundo de resgate da zona do euro, como nos EUA, diante da perspectiva de um plano para estimular o emprego no país.

-    Nos EUA, revertendo uma série de 3 pregões consecutivos de queda, principalmente diante da redução dos temores com a Europa, S&P 2,9%, DJ 2,5% e NASDAQ 3,0%, com destaques de alta para os papéis do setor financeiro.


Economia:
 
Apesar de ''garantir'' que não interfere nas decisões do BC, Dilma ''discretamente mandou avisar'' que conta com novos cortes na taxa de juros nas próximas reuniões do Copom, inclusive sinalizando para a autoridade monetária que irá reforçar ações na área fiscal para bancar a mudança na política monetária.
 
Ainda com grandes gargalos em educação, infraestrutura e legislação trabalhista, o Brasil subiu 5 posições e chegou ao 53º lugar no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial, que classifica 142 países a partir de itens como ambiente de negócios, uso de tecnologia e educação.
 
Alheio a crise financeira internacional e mesmo sem a conclusão de suas fundamentais grandes obras de infraestrutura, nos 7 primeiros meses deste ano o porto de Santos registrou um movimento de 55mi de toneladas de mercadorias, o que representa um novo recorde histórico para o período.
 
Mesmo com o rebaixamento da ''nota'' dos EUA, o rendimento dos títulos da dívida pública norte-americana registrou na terça-feira o menor nível da história, a 1,929%, já que os investidores correram para o mercado de bônus do Tio Sam em conseqüência do agravamento da crise na Europa, o que reduz o custo de endividamento do referido país.
 
Diante do ainda elevado patamar da taxa de juros no Brasil e das incertezas econômicas no mundo, nos 7 primeiros meses deste ano os desembolsos do BNDES caíram -5% na comparação com o mesmo período de 2010, atingindo R$ 69,4bi.
 
Pressionado principalmente pelos preços dos alimentos, com alta de 0,72%, o IPCA de AGO/11 registrou inflação de 0,37%, taxa é superior à verificada em JUL/11 (0,16%), acumulando com isto uma alta de 7,23% nos últimos 12 meses, patamar este acima do teto da meta do governo (6,5%) para 2011.
 
-    A Ecodiesel subiu 4,9%, após a assembléia de acionistas da empresa aprovar a incorporação da empresa Vanguarda Participações, num negócio de 1,1bi de reais em ações que cria uma das maiores empresas produtoras de grãos e oleaginosas do Brasil.

Política:
 
Pressionado pelos produtores da industria tabagista e usando como ''desculpa'' o efeito positivo que isto terá sobre o combate a inflação, o governo Dilma adiou para o início de 2012 o aumento de 20% do IPI sobre cigarros.
 
Com a educação brasileira em frangalhos e o país precisando desesperadamente de investimentos em infraestrutura, os ''nobres'' deputados, obviamente seduzidos pelos dólares do lobby da industria de tecnologia, aprovaram na ultima terça-feira uma medida provisória que enquadra os tablets na lei de incentivos para computadores e notebooks, dando isenção completa de PIS/Confins, que hoje é de 9,25%, para os equipamentos produzidos no Brasil.
 
Reforçando a tese de que a pesquisa que indicou que Marta está na liderança da disputa pela prefeitura de SP só pode ser coisa de adversário político, os aliados da senadora petista já avaliam que a candidatura dela é a melhor chance de o PT retomar à prefeitura de SP.

Crítica:
 
Mesmo sem as ''vendidas'' UNE, MST e CUT, ofuscando o primeiro desfile de 7/SET comandando por Dilma, a Marcha Contra a Corrupção, convocada pelas redes sociais na internet, reuniu cerca de 25 mil pessoas em uma via da Esplanada dos Ministérios para protestar contra a série de escândalos que marcam a política contemporânea brasileira.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário