R.B. 30/SET/11 ''Rendendo-se a realidade''


R.B.

"Rendendo-se a realidade"

 

São Paulo, 30 de setembro de 2011 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve cair, seguindo instabilidade externa e também influenciada pelos ''temores'' de que ficar comprado durante o final de semana, principalmente em tempos de crise, pode ser arriscado, porem o ''humor'' pode melhorar caso o Copom confirme, na sua próxima reunião, que a taxa básica de juros realmente seguirá em queda.

-    O DÓLAR pode voltar a subir, (1) influenciado pelos sinais do governo de que a taxa básica de juros seguirá em queda, o que vai reduzir a taxa real de juros da economia brasileira, e (2) também seguindo a instabilidade dos mercados externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,2%, abriu com boa alta, para logo atingir a máxima avançando 1,7%, porem, diante da cautela dos investidores e do ceticismo em relação aos desdobramentos da crise européia, foi perdendo ''forças'' ao longo do pregão e fechou próxima da estabilidade.

-    DÓLAR 0,4% à R$1,84, abriu em queda e na mínima do dia (R$ 1,82), porem, mostrando que durou pouco a "comemoração" dos mercados pelo sinal verde do parlamento da Alemanha à ampliação do fundo de estabilidade financeira europeu, logo passou a subir, para na máxima atingir R$ 1,86, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,9%, CORÉIA 2,7% e CHINA -1,1%, à espera da votação parlamentar na Alemanha dos novos poderes para o fundo de resgate da zona do euro, beneficiadas pela valorização das commodities, porem prejudicadas pela ampliação dos spreads de crédito soberanos na Ásia.

-    Na EUROPA, também ''aliviadas'' com a aprovação dos novos poderes para o fundo de resgate da zona do euro, INGLATERRA 0,4%, FRANÇA 1,1% e ALEMANHA 1,1%, com destaques de alta para as ações de bancos.

-    Nos EUA, sem uma tendência única e com baixos volumes de negócios, S&P 0,8%, DJ 1,3% e NASDAQ -0,4%, beneficiadas por números melhores que o previsto sobre auxílio-desemprego e sobre o crescimento da economia do país, porem com o índice de tecnologia prejudicado pela queda das ações da Amazon (-3,2%) e da Apple (-1,6%), que agora concorrem no mercado de tablets.


Economia:
 
''Rendendo-se a realidade'', ontem o BC brasileiro anunciou que (1) aumentou, de 5,8% para 6,4%, sua previsão para a inflação em 2011, ressaltando que há 45% de chance de que os preços subirem acima do limite da meta fixada pelo governo (6,5%), e (2) reduziu, de 4,0% para 3,5%, suas projeções para o PIB em 2011.
 
Diferentemente de Lula, que assumiu em 2003 derramando uma carga de juros altos sobre a inflação, Dilma inverteu sua prioridade e derruba a taxa de juros apostando na gravidade da crise internacional, que teria magnitude suficiente para esfriar preços de commodities que o Brasil exporta e bens que o país importa.
 
Após ressaltar que o aumento nas alíquotas de IPI para carros importados é uma proteção ao emprego no Brasil, Dilma mandou sua equipe de governo negociar um regime diferenciado para as montadoras estrangeiras que instalarem fábricas no país e se comprometerem com um cronograma escalonado para atingir no médio prazo 65% de conteúdo local.
 
Diante da redução do ritmo de crescimento da economia e principalmente dos ainda astronômicos juros cobrados pelos bancos, segundo uma pesquisa da Serasa Experian, em AGO/11 a inadimplência das empresas foi 23,5% maior que em AGO/11.

Política:
 
Foi ameaçando se tornar um novo "homem-bomba" se fosse abandonado pelo governo e seus aliados no Congresso, que o deputado e ''cacique'' de PR Valdemar Costa Neto se livrou de ser investigado pelo Conselho de Ética da Câmara, que por sua vez é presidido pelo deputado do PDT da Bahia José Carlos Araújo.
 
Confirmando que Kassab criou um novo PMDB, que sempre estará ao lado de qualquer governo, ontem o deputado petista Cândido Vaccarezza, líder de Dilma na Câmara, afirmou que o PSD será convidado para participar das tradicionais reuniões dos partidos da base aliada, realizadas às terças-feiras.
 
Em mais uma tentativa de prender o famoso meliante, ontem o Supremo Tribunal Federal abriu um processo criminal contra o deputado federal e ex-prefeito Paulo Maluf por suspeita de lavagem de dinheiro que causou um prejuízo ao erário de cerca de US$ 1bi.
 
Como Lula ensinou, durante seus 8 anos de governo, que apoio não se nega ''nem do capeta'', o PT abandonou as restrições históricas para a inclusão de novos membros e anunciou um pacote de filiações que inclui até mesmo políticos remanescentes de siglas rivais, como PSDB e DEM.

Crítica:
 
Com a ''missão quase impossível'' de reduzir a corrupção e resgatar a credibilidade do trabalho da polícia, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, pretende investir pesado na investigação dos sinais aparentes de riqueza de policiais da banda podre das 2 corporações, Civil e Militar.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário