R.B. 7/JUL/11 ''Ladainha inócua''


R.B.

"Ladainha inócua"

 

São Paulo, 7 de julho de 2011 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, tentando retornar seu movimento de recuperação após 2 pregões consecutivo de baixa, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, beneficiada pela recuperação dos preços das commodities e ''apostando'' na divulgação de números positivos sobre o emprego nos EUA.

-    O DÓLAR deve cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após 2 pregões consecutivos de alta, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e ainda influenciado pela manutenção do fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA -0,7%, já abriu em queda, para logo atingir a mínima do dia recuando -1,1%, pressionada pelo recuo das commodities e pela elevação dos juros na China e, mesmo com a valorização das bolsas de NY, manteve-se em território negativo ao longo de todo pregão.

-    DÓLAR 0,4% à R$ 1,57, abriu ''de lado'' e, acompanhando o ''humor negativo'' na Bovespa, logo passou a subir, pressionado pelos leilões de compra do BC e acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no mercado internacional.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 1,1%, no maior patamar desde o terremoto ocorrido em 11/MAR/11 e superando os 10.000pts pela primeira vez em 2 meses, por conta dos sinais de uma recuperação econômica do país, CHINA -0,2%, realizando lucros recentes, com destaques de queda para bancos, empresas do setor imobiliário e mineradoras e CORÉIA 0,4%, a sexta alta consecutiva, em meio ao otimismo sobre a recuperação da economia global.

-    Na EUROPA, reagindo ao rebaixamento da ''nota'' de Portugal para o patamar de ''lixo'' Moody's, INGLATERRA –0,3%, FRANÇA –0,4% e ALEMANHA -0,1%, com destaques de queda para as ações de bancos, como o Banco Comercial Português (-6,9%), o Banco Espírito Santo (-6,0%), UniCredit (-7,1%) e o UBI Banca (-6,6%).

-    Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 0,1%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,3%, com destaques de alta para as ações do setor de transporte, que é considerado um dos termômetros da economia norte-americana, após a transportadoras Con-Way, cujas ações subiram 5,7%, dizer que está retomando alguns benefícios trabalhistas devido à melhora econômica.


Economia:
 
Repetindo sua ''ladainha inócua'', Mantega, ministro da Fazenda do Brasil, afirmou que a chamada guerra cambial "absolutamente não terminou" e que o Brasil prepara novas medidas para controlar a valorização do real, ressaltando que o crescimento lento e as baixas taxas de juros nos países desenvolvidos continuam a estimular o fluxo de capitais para os países emergentes, como o Brasil.
 
Tentando convencer o mercado de algo que provavelmente nem ele acredita, Tombini, presidente do BC, afirmou que "tem convicção" de que o IPCA vai convergir para o centro da meta (4,5%) em 2012.
 
Com os investidores em busca de maior retorno para suas aplicações, no primeiro semestre deste ano os saques na caderneta de poupança, cuja rentabilidade no período ficou em 3,6% contra 3,15% do IGPM, superaram os depósitos em R$ 3bi, o que representa o maior saldo negativo desde 2006 e reverte um saldo positivo de R$ 12,2bi registrado no mesmo período de 2010.
 
Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) nos 6 primeiros meses deste ano a produção de veículos montados no Brasil cresceu 4,1% no primeiro ante o mesmo período no ano passado, (2) segundo a Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção, os grandes investimentos em infraestrutura previstos para os próximos anos farão o mercado de peças de reposição e serviços para equipamentos nos setores da construção dobrar nos próximos 5 anos, (3) o uso da capacidade instalada nas indústrias brasileiras apresentou crescimento, passando de 82,2% em ABR/11 para 82,4% em MAI/11 e (4) no primeiro semestre deste ano as vendas do setor de construção civil aumentaram 3,5% em relação ao mesmo período de 2010.
 
Influenciada e pressionada pelas constantes e recentes elevações na Selic, a inadimplência do consumidor brasileiro acumula alta de 4,25% no primeiro semestre do ano, ante o mesmo período de 2010.
 
Ajudando no controle dos preços, segundo o BC em JUN/11 os preços dos produtos básicos, que são as commodities, com mais impacto sobre a inflação brasileira recuaram pelo terceiro mês consecutivo e estão hoje no menor nível desde DEZ/10 e 7,5% abaixo do pico alcançado em MAR/11.
 
Se tornando cada dia mais ''o celeiro do mundo'', segundo órgãos oficiais na safra 2010/2011 o Brasil vai produzir 162 milhões de toneladas de grãos, o que representará um aumento de 8,6% em relação a safra passada, quando foram colhidos 149,2mi.
 
-    O Itaú caiu -1,5%, seguindo o desempenho dos bancos na Europa e também prejudicados pela noticia de que o Ministério Público Federal do RJ entrou com ação civil pública contra o banco para ele devolva cerca de R$ 1bi aos seus correntistas por conta de cobranças sobre tarifas bancárias que contrariavam normas do BC feitas entre 2008 e 2010.
-    A Petrobrás recuou -0,2%, já que, mesmo com o anuncio de novas descobertas e com a bacia de Santos tendo um salto de produção e passando a ser a segunda principal produtora do país, os investidores ainda temem o ambicioso plano de investimentos da empresa.

Política:
 
Pressionado pela oposição e desgastado com Dilma, principalmente pelas acusações de superfaturamento de obras e recebimento de propina, Alfredo Nascimento pediu demissão do Ministério dos Transportes e no seu lugar assume interinamente o seu secretário executivo, Paulo Sérgio Passos, porem o substituto definitivo deve ser o senador do PR Blairo ''moto-serra' Maggi.
 
Mesmo que por justa causa, os dirigentes de todas as legendas, inclusive do PT, ficaram surpresos com o modo como o governo lidou com as denuncias de corrupção no ministério dos Transportes, demitindo 4 subordinados de confiança do agora ex-ministro antes mesmo de ouvi-lo.
 
Usando as ''horas vagas para trabalhar'', ontem a Câmara Federal aprovou a Medida Provisória 529, que reduz de 11% para 5% a alíquota de contribuição previdenciária do microempreendedor individual e ainda estende o benefício para as donas de casa.
 
Mesmo com as fortes criticas da oposição, ontem, por 46 votos a 18 e sem abstenções, o plenário do Senado aprovou o polemico Regime Diferenciado de Contratações Públicas para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016.

Crítica:
 
Mostrando que o dinheiro infelizmente é mais poderoso que a ética, acusada de descumprir normas técnicas na auditoria das demonstrações contábeis da Sadia em 2007 e 2008, quando a referida companhia apresentou perdas milionárias com operações de derivativos cambiais, a KPMG e seus sócios e responsáveis técnicos pagão R$ 1,5mi ''abafar o caso'' e encerrar processo aberto pela CVM.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário