R.B. 27/JUL/11 ‘’Justiça com as próprias mãos’’


R.B.

"Justiça com as próprias mãos"

 

El Colorado, 27 de julho de 2011 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após acumular perdas de quase -14% no ano, diante da possível (1) melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, (2) valorização das commodities e (3) divulgação de bons resultados corporativos, tanto no Brasil como nos EUA.

-    O DÓLAR deve voltar a cair, para fechar em território negativo pelo sétimo pregão consecutivo e rumo aos R$ 1,50, seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e principalmente ''investimentos''.

 

ONTEM

-    BOVESPA -1,0%, abriu em leve alta, para na máxima avançar 0,3%, porem logo passou a cair, mais uma vez exclusivamente seguindo o ''humor negativo'' das bolsas de NY, mantendo a trajetória descendente ao longo de todo resto do pregão e novamente só não caiu mais diante do bom desempenho da Petrobras (0,7%), que além de anunciar um plano de investimentos mais ''modesto'', também informou que para se capitalizar pode vender ativos.

-    DÓLAR –0,4% à R$ 1,53, já abriu em queda e, mesmo com as ''ameaças'' de Mantega e os ''pesados'' leilões de compra do BC, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para novamente fechar no menor patamar desde JAN/99, diante da ''fuga mundial  dos investidores'' da moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, tentando uma recuperação, já que acreditaram na ''ladainha'' de Obama, JAPÃO 0,5%, beneficiada pela divulgação de sólidos resultados de empresas líderes, como Canon (2,6%) e Kao (4,7%), CHINA 0,5%, com destaques de alta para as empresas do setor aéreo, como a China Eastern Airlines (10,0%), beneficiadas pelo acidente ferroviário ocorrido no último sábado e CORÉIA 0,8%, sustentada pelos papéis de corretoras, refinarias e fabricantes de veículos.

-    Na EUROPA, sem uma tendência única, INGLATERRA 0,1%, FRANÇA –0,7% e ALEMANHA 0,1%, com investidores digerindo os balanços corporativos de empresas como BP (-2,6%), Deutsche Bank (0,7%), UBS (-2,9%) e STMicroelectronics (-11,9%) e também avaliando os impactos da ausência de um acordo sobre o aumento no teto de endividamento dos EUA.

-    Nos EUA, não caindo na ''ladainha'' de Obama, que foi à TV e não conseguiu acabar com o impasse nas negociações sobre a dívida do país, S&P –0,4%, DJ –0,7% e NASDAQ –0,1%, com baixos volumes de negócios, já que os investidores permanecem relutantes em fazer apostas mesmo com a divulgação de fortes resultados corporativos.


Economia:
 

Se destacando no momento em que o ''primeiro mundo'' enfrenta uma enorme crise financeira, segundo um relatório da agência da ONU para o comércio e o desenvolvimento, o Brasil pulou do 15° lugar, em 2009, para 5° no ranking dos países que mais receberam investimentos estrangeiros diretos m 2010, acumulando um crescimento de 84,6% no período.

 

Mantendo em 2011 o mesmo ritmo apresentado no parágrafo acima, com os ''gringos apostando'' cada dia mais no Brasil, no primeiro semestre deste ano o investimento estrangeiro direto em empresas brasileiras cresceu quase 170% na comparação com o mesmo período de 2010, chegando a US$ 32,5bi.

 

Tentando convencer o ''mercado'', que aliás não acredita nem em 5% do que ele diz, Mantega, ministro da Fazenda, ''garantiu'' que a inflação está sob controle e que, sem comprometer o crescimento da economia, o país conseguirá manter a meta, abaixo do teto (6,5%), como vem fazendo desde 2005.

 

Desdenhando do aumento dos juros pelo Copom brasileiro e da péssima situação dos países do ''primeiro mundo'', em JUL/11, diante do aumento da renda e da queda do desemprego, o Índice de Confiança do Consumidor subiu 5,4% na comparação com JUN/11 e, agora as 124,4pts, atingiu o maior nível da série histórica iniciada em SET/05.

 

Apresentando mais um numero surpreendente da economia brasileira, segundo dados oficiais da Anatel, em JUN/11 o Brasil já tinha mais de 217,3 milhões de acessos à telefonia móvel, o que representa um crescimento de 65,7% na comparação com JUN/10 e que indica que a cada 100 brasileiros, 111,6 têm celular.

 

Com poucos lançamentos e com os proprietários cada dia mais cientes de que o preço dos imóveis, principalmente aqueles mais caros, estão exorbitantes e provavelmente devem cair, em MAI/11 a  venda de imóveis usados no Estado de SP cresceu 11,72% na comparação com ABR/11.

 

Para aumentar a oferta, melhorar o serviço, elevar a competitividade e também reduzir os preços, o governo Dilma decidiu incluir em uma enxuta lista de projetos prioritários para o segundo semestre a proposta que amplia de 20% para 49% a participação de capital estrangeiro em empresas aéreas nacionais.

 

-    O Pão de Açúcar caiu –2,1%, mesmo após anunciar um lucro de R$ 91mi, no segundo trimestre deste ano, ante R$ 55,5mi 1 ano antes.

-    A Cielo subiu 3,0% e, após o fechamento do pregão, anunciou que lucro líquido de R$ 423,6mi no segundo trimestre, patamar acima das expectativas do ''mercado'' (R$ 415mi), mas que representa uma queda de -7,5% em relação ao obtido no mesmo período do ano passado.


Política:
 
Mostrando que não incorporou só o que havia de melhor no PSDB, que sempre foi a defesa da estabilidade econômica, o PT agora também aderiu ao que havia de pior, que é a lógica de que a realização de prévias como forma de escolha de candidatos faz mal ao partido, já ao que tudo indica em 2012 que em várias cidades, e principalmente capitais, os candidatos à prefeito do partido serão escolhidos pela ''cúpula''.
 
Temendo que os projetos de transposição do Rio São Francisco e das ferrovias Transnordestina e Leste-Oeste, promessas de sua campanha em 2010, não sejam concluídos no atual governo, Dilma passou os últimos dias discutindo formas de tornar mais ágeis as principais obras de infraestrutura do Programa de Aceleração do Crescimento no Nordeste, que estão com canteiros paralisados.

Crítica:
 
Fazendo ''justiça com as próprias mãos'', como as ''incompetentes e desonestas'' agências de classificação de crédito escaparam das mudanças de regulamentação adotadas depois da crise financeira, Janet Tavakoli, uma prestigiada analista financeira decidiu, pelo menos simbolicamente, revogar o status destas agências como Organizações de Classificação Estatística Nacionalmente Reconhecidas.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário