R.B. 11/MAI/11 ''Suas boas intenções''


R.B.

"Suas boas intenções"

 

São Paulo, 11 de maio de 2011 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, para fechar em alta pelo quarto pregão consecutivo, ainda acompanhando a recuperação dos preços das commodities, a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e as boas noticias corporativas das empresas brasileiras.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, para voltar a fechar abaixo dos R$ 1,60, já que para aumentar ainda mais o fluxo positivo de recursos externos importantes bancos brasileiros têm grandes captações programadas para o curto prazo.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,4%, já abriu em leve alta e, ainda em um movimento de recuperação, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, influenciada positivamente pela nova recuperação dos preços das commodities, pelas boas noticias corporativas de empresas brasileiras e pela valorização das ações de bancos.

-    DÓLAR -0,9% à R$ 1,60, já abriu em queda e, retornando à sua ''trajetória natural'', manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, para fechar o dia com o maior declínio percentual em mais de 30 dias, refletindo o momento de menor aversão ao risco dos agentes financeiros.

-    Na ÁSIA, JAPÃO 0,3%, sustentada por sólidas demonstrações financeiras apresentadas por empresas líderes, como Toshiba (3,7%) e Sumitomo Heavy Industries (12,1%), que compensaram a persistente valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e ao euro, CHINA 0,6%, beneficiadas por dados sobre as importações de ABR/11, que vieram bem abaixo do esperado, o que sugere uma redução das pressões inflacionárias e CORÉIA não teve pregão devido a feriado local.

-    Na EUROPA, sustentadas pelas ''esperanças'' de um novo acordo sobre a dívida da Grécia, INGLATERRA 1,3%, FRANÇA 1,1% e ALEMANHA 1,2%, com destaques de alta para ações de empresas do setor financeiro, como Alpha Bank (9,3%), Credit Agricole (3,0%) e Santander (1,6%).

-    Nos EUA, em alta pela terceira sessão consecutiva, S&P 0,8%, DJ 0,6% e NASDAQ 1,0%, desta vez lideradas por ações de empresas que prestam serviços essenciais e por outros papéis considerados defensivos, conforme investidores apostam no crescimento dos lucros corporativos e minimizam preocupações com a fraqueza na demanda.


Economia:
 

Ainda tentando convencer o ''mercado'' de ''suas boas intenções'', ontem Dilma reafirmou que seu principal compromisso é com o crescimento sustentável do Brasil, mantendo a inflação sob controle e garantindo a continuidade de investimentos para superar limitações na estrutura produtiva e social.

 

Agora ''na torcida'', Meirelles, ex-presidente do BC, afirmou que o Brasil esta em uma posição vantajosa no cenário internacional em função de seu atual equilíbrio nas contas públicas, ressaltando que a manutenção dessa conquista é fundamental mesmo nesse momento de maior demanda por investimentos em infraestrutura.

 

''De olho no tesouro'' brasileiro, a petroleira britânica BP ''avisou'' que tem interesse em participar da 11ª rodada de licitação da Agência Nacional do Petróleo e dos futuros leilões do pré-sal sob o novo regime exploratório de partilha de produção.

 

Certamente podendo reduzir as pressões inflacionárias, com o etanol entre os principais assuntos do momento, por seu preço elevado e pouca oferta, ontem a Companhia Nacional de Abastecimento ''avisou'' que a produção de cana-de-açúcar, matéria-prima para a fabricação do combustível, na safra 2011/2012 deve chegar a 642 milhões de toneladas, o que pode representar um novo recorde histórico.

 

''Apostando'' no Brasil, a empresa holandesa Rekkof Aircraft, que comprou todas as licenças e projetos da antiga Fokker, já assinou com o governo de Goiás os termos do contrato da instalação, na cidade de Anápolis, de uma fábrica de peças para os aviões.

 

Mostrando porque os bancos brasileiros, que aliás tem pouquíssima concorrência, ganham cada dia mais dinheiro (1) em ABR/11 as taxas juros oferecidas para consumidores e empresas no mercado subiram pelo terceiro mês consecutivo e (2) 3 anos depois de o BC adotar normas para padronizar as tarifas bancárias, o pacote que inclui vários serviços ficou até 124% mais caro.

 

Novamente mostrando um leve recuo, o IPC da Fipe apontou inflação de 0,64% na primeira quadrissemana de MAI/11, ante uma expectativa de 0,69%.

 

Confirmando mais uma vez qual a real vocação brasileira, como não dá para exportar computador para o Japão e nem coca-cola para os EUA, segundo um estudo do Ipea o Brasil tem focado suas exportações em commodities e perdido espaço na venda de produtos de maior intensidade tecnológica.

 

-    A Brasil Foods caiu -7,2%, após um parecer do órgão de assessoria jurídica do Cade apontar restrições à fusão Sadia-Perdigão, que deu origem à holding.

-    A Hypermarcas caiu -7,6%, ainda prejudicada pelo anuncio de que no primeiro trimestre deste ano seu lucro foi -40% menor que no primeiro trimestre do ano passado.

-    O Banco do Brasil subiu 2,5%, após anunciar um lucro líquido de R$ 2,9bi no primeiro trimestre deste ano, com expansão de 24,7% no confronto com o mesmo período em 2010.


Política:
 
Ontem Nelson Barbosa, secretário-executivo do Ministério da Fazenda, apresentou na Câmara dos Deputados a proposta do Governo Federal para a reforma tributária e, assim como na apresentação feita há uma semana na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, destacou a urgência para que as discussões sejam encaminhadas ainda em 2011, para que as eventuais alterações no sistema tributário entrem em funcionamento já a partir do próximo ano.
 

Já ''de olho'' nas eleições municipais de 2012, ontem, ao discursar na XIV Marcha Nacional dos Prefeitos, Dilma afirmou que se empenhará pessoalmente em "melhorar substancialmente" a situação dos municípios e anunciou que o Fundo de Participação dos Municípios deverá crescer 26% em relação aos valores repassados em 2010.

 

O Palácio do Planalto já identificou de onde parte, dentro do PT, o forte tiroteio para desestabilizar a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e está agindo para tentar neutralizar o ataque.

 

Como já era de se esperar, a nomeação do presidente do Conselho Político do DEM, o ex-vice presidente Marco Maciel, para cargos em conselhos de empresas da prefeitura de SP causou desconforto dentro do DEM, o que pode leva-lo a se filiar ao PSD, o novo partido de Kassab.


Crítica:
 
Finalmente fazendo algo para proteger e beneficiar quem paga em dia e com responsabilidade suas contas, ontem a Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória que cria o cadastro positivo, uma lista dos consumidores com bom histórico de pagamentos.
PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário