R.B. 3/MAR/11 ''Enorme ascensão do Brasil''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Enorme ascensão do Brasil"

São Paulo, 3 de março de 2011 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, ''aliviada'' com um aumento de ''apenas'' 0,5% na Selic, já que uma boa parcela do ''mercado'' esperava 0,75%, e acompanhando novamente a melhora do ''humor'' externo.
- O DÓLAR pode seguir em queda, rumo aos R$ 1,65, com os ''investidores'' externos animados com a elevação da Selic, o que isolou ainda mais o Brasil na liderança mundial da taxa de juros real, agora em 5,9%, superando de longe a segunda colocada Austrália, com taxa real de 2,0%.

ONTEM
- BOVESPA 1,7%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,2%, porem, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, passou a subir ainda na parte da manhã, com bom volume de negócios (R$ 7,4bi) e impulsionada principalmente pelo bom desempenho da Petro (2,1%) e da Vale (1,2%).
- DÓLAR -0,2% à R$ 1,66, já abriu em queda e, mesmo com os leilões de compra do BC, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, seguindo o fluxo positivo de recursos externos e influenciados pela expectativa de elevação da Selic.
- Na ÁSIA, com investidores afastando-se de ativos mais arriscados por preocupações de que a tensão política crescente na Líbia chegue a outros países da região e prejudique o fornecimento de petróleo, JAPÃO -2,4%, CORÉIA -0,5% e CHINA -0,2%, pressionadas principalmente pelas ações das exportadoras do setor de tecnologia e das empresas aéreas.
- Na EUROPA, recuperando uma pequena parte das perdas da abertura, também causada por receios com o impacto do avanço dos preços do petróleo sobre a recuperação da economia mundial, INGLATERRA -0,3%, FRANÇA -0,8% e ALEMANHA -0,6%, com destaques de queda para as ações das montadoras, como BMW (-2,8%), Daimler (-2,7%) e Volkswagen (-1,5%).
- Nos EUA, tentando iniciar um movimento de recuperação, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,4%, com os investidores apostando que os últimos sinais de força na economia podem compensar os custos maiores com combustíveis.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Conforme esperado pelo ''mercado'', o BC, preocupado com o aumento da inflação e com o superaquecimento da economia, anunciou ontem a elevação de 0,5% da Selic, que passou de 11,25% para 11,75% ao ano e agora se encontra no maior patamar desde MAR/09.

Confirmando que continua ''crescente e constante'' o fluxo positivo de recursos externos, segundo números divulgados pelo BC, desde o início de JAN/11 até o dia 25/FEV/11 o saldo cambial brasileiro ficou positivo em US$ 21,8bi, patamar muito acima dos US$ 676mi contabilizados no mesmo período de 2010.

Com o objetivo de diversificar ainda mais, de forma lima e renovável, a matriz energética brasileira, o BNDES aprovou um financiamento de R$ 790,3 milhões para a construção de 9 parques eólicos no país, que terão capacidade de geração de energia superior a 280 MW (megawatts).

Revertendo 2 meses consecutivos de queda, em JAN/11 a produção industrial brasileira cresceu 0,2% na comparação com DEZ/11 e 2,5% na comparação com JAN/10, com destaques positivos para os setores de material eletrônico e equipamentos de comunicações (35,5%), metalurgia básica (5,3%) e farmacêutica (5,4%).
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Autoritária, inflexível e algumas vezes arrogante, o ''estilo'' de atuação da senadora petista Marta, que ocupa a vice-presidência do Senado, já provoca incômodo em seus ''colegas'' da base aliada e da oposição, principalmente quando controla o tempo dos discursos nas substituições cada vez mais freqüentes de Sarney.

Para garantir o maior reajuste já concedido pelo governo ao Bolsa Família desde a criação do programa, em 2004, o governo Dilma cortou recursos de outras ações sociais voltadas para jovens e mulheres.

Ex-presidente da Câmara e acusado de receber mensalão, o deputado petista João Paulo Cunha foi eleito ontem, por 54 votos sim e 2 em branco, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, a mais importante comissão permanente da Casa.

Excluído da ultima reunião de Dilma com os líderes dos partidos da base aliada, o PDT, segundo o deputado petista Cândido Vaccarezza, que é o líder do governo na Câmara, não está 100% alinhado com o governo por sua ''rebeldia'' na votação do salário mínimo.
-------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Podendo confirmar a ''enorme ascensão do Brasil'' no cenário político e econômico internacional, são muito boas as chances de Obama, durante sua visita ao país nos dias 19 e 20/MAR/11, anunciar o fim da necessidade de visto dos turistas brasileiros que querem ir para os EUA.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário