R.B. 2/MAR/11 ''Praticarem a autofornicação''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Praticarem a autofornicação"

São Paulo, 2 de março de 2011 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode cair, mesmo após fechar o pregão anterior com a maior queda percentual das 3 ultimas semanas, acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais e prejudicada pelas ''apostas'' de nova elevação da Selic, porem deve-se ressaltar que o patamar é interessante para investimentos, diante da manutenção das boas perspectivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR deve cair, mesmo com o provável ''humor negativo'' na Bovespa e os leilões de compra do BC, diante das ''apostas'' de elevação da Selic, que por sua vez tornarão ainda mais atraentes os ''investimentos'' externos nos títulos públicos brasileiros.

ONTEM
- BOVESPA -1,7%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,4%, porem passou a cair ainda na parte da manhã, com os investidores deixando de lado alguns indicadores bastante positivos da economia norte-americana para se concentrar na no possível impacto da alta do petróleo na inflação mundial e doméstica.
- DÓLAR 0,1% à R$ 1,66, já abriu ''de lado'' e, em um dia de pouca volatilidade, manteve a trajetória indefinida ao longo de todo pregão, dividido entre os leilões de compra do BC e o recuo do risco-Brasil (-2,8%).
- Na ÁSIA, seguindo o bom fechamento das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO 1,2%, com a desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e as renovadas esperanças em relação aos dados econômicos dos EUA impulsionando as ações das principais exportadoras, como Bridgestone (3,1%) e Nissan Motor (2,6%), CHINA 0,5%, beneficiada pela diminuição do temor de novo aperto monetário, após uma autoridade local afirmar que a inflação de FEV/11 deve ser menor do que a de janeiro e CORÉIA não teve pregão por conta de feriado local.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, INGLATERRA -1,0%, FRANÇA -1,1% e ALEMANHA -0,7%, pressionadas por perdas no setor financeiro e em algumas companhias de petróleo, diante da contínua disseminação da crise política em países do Oriente Médio e do norte da África.
- Nos EUA, também revertendo uma abertura positiva, com bom volume de negócios, S&P -1,5%, DJ -1,4% e NASDAQ -1,6%, diante das preocupações de que a constante alta nos preços do petróleo possa afetar a recuperação econômica.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Já antecipando uma decisão provavelmente mais ''conservadora'' do BC, Dilma ''avisou'' que seu governo não terá "contemplação com a inflação" e que ao mesmo tempo, apesar de os cortes no Orçamento afetarem programas sociais, como o Minha Casa Minha Vida, o país não irá "parar de investir".

Hoje o Copom decide a nova taxa básica de juros brasileira e, diante dos sinais de aumento da inflação e da recente disparada do petróleo, a maioria das ''apostas do mercado'' se concentram em uma alta de 0,75%.

Apesar de cortar R$ -50bi em gastos públicos para conter a inflação, Dilma, ressaltado seu compromisso com a parcela da população brasileira que foi sempre abandonada e tratada como sendo uma parte da população que não interessava ao Brasil, anunciou ontem um reajuste médio de 19,4% no Bolsa Família que atende 12,9 milhões de famílias.

Com destaque positivo para as exportações, que bateram um recorde histórico ao somarem US$ 16,7bi, em FEV/11 a balança comercial brasileira teve um superávit de US$ 1,2bi, resultado 180% maior que o saldo comercial do mesmo mês do ano passado.

Dando mais uma sinal positivo da economia brasileira e ajudando a reduzir ainda mais a taxa de desemprego do país, que aliás já está nos menores patamares da história, o setor de supermercados de SP espera contratar 12 mil novos funcionários em 2011, o que representará um aumento de 5% no atual número de trabalhadores do setor.

- Finalmente perdendo ''força'', o IPC de FEV/11 ficou em 0,60%, depois de ter subido 1,15% em JAN/11.

- A Petrobrás caiu -1,2%, porem após o fechamento do pregão confirmou a boa qualidade do óleo na área de Iara, no pré-sal da bacia de Santos.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Diante das críticas do sociólogo petista Emir Sader à ministra da cultura Ana de Hollanda, que foi classificada como ''meio altruísta'', o referido Ministério tornou-se um foco de incêndio na Esplanada.

Indicando mais uma vez o enorme perigo em se avançar no assunto sem consultar a população e sem uma Assembléia exclusivamente eleita para este fim, foram escalados para a Comissão de Reforma Política da Câmara ''velhas raposas'' como Maluf, Valdemar da Costa Neto, Eduardo Azeredo e Newton Cardoso.

Dando o ''troco'', Dilma reservou o final da manhã de hoje para uma conversa com os líderes dos partidos aliados, porem deixou de fora o deputado Giovanni Queiroz, líder do PDT, já que na votação do projeto do salário mínimo de R$ 545, apenas 16 dos 27 deputados que integram a bancada do referido partido votaram com o governo.

Revoltado por não ter conseguido um aumento maior para o salário mínimo e mostrando toda sua educação e seu ''nobre decoro'', Paulinho, ''ditador'' da Força Sindical e deputado Federal pelo PDT, mandou o PT e Dilma, a presidenta do Brasil, ''praticarem a autofornicação''.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Antes tarde do que nunca, ontem, decisão unânime, a Assembléia Geral da ONU expulsou a Líbia do Conselho Direitos Humanos da entidade, ressaltando que a decisão ocorreu por conta da violência do governo líbio contra as manifestações pedindo a saída do ditador Muammar Gaddafi.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário