R.B. 25/FEV/11 ''Uma população armada é uma população violenta''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Uma população armada é uma população violenta"

São Paulo, 25 de fevereiro de 2011 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, ainda com ''boas chances'' de fechar o mês próxima dos 68.000pts, beneficiada por bons resultados corporativos de empresas brasileiras, como a Vale, e seguindo a melhora do ''humor'' das demais bolsas mundiais.
- O DÓLAR pode seguir em queda, rumo aos R$ 1,65, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa, ''testando'' o BC, que ontem não fez nenhum leilão de compra, e também influenciado pela elevação das apostas de alta da Selic na reunião do Copom da próxima semana.

ONTEM
- BOVESPA 0,1%, abriu ''de lado'', para na mínima recuar -0,2% e, novamente com bom volume de negócios (R$ 8bi), fechou perto da estabilidade, mesmo com as novas perdas das demais bolsas mundiais, sustentada pela divulgação de bons balanços de empresas domésticas e pela valorização das commodities.
- DÓLAR -0,6% à R$ 1,66, já abriu em queda e, devolvendo quase toda a alta acumulada nas últimas 4 rodadas, manteve a trajetória negativa ao longo de todo pregão, seguindo o fluxo positivo de recursos externos e mostrando que o nervosismo dos mercados com a crise da Líbia pouco tem contaminado os preços.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -1,2%, com a escalada das tensões no Oriente Médio e no Norte da África, juntamente com a alta do petróleo e o enfraquecimento do dólar, prejudicando novamente as ações das empresas exportadoras, como TDK (-2,9%) e Sony (-1,5%), CHINA 0,6%, com destaques de alta para as ações das corretoras, diante do otimismo com as perspectivas de ganhos no setor e CORÉIA -0,6%, a terceira sessão consecutiva de perdas, desta vez pressionada pelas ações das empresas ligadas ao refino do petróleo, como SK Innovation (-1,4%) e S-Oil (-7,2%).
- Na EUROPA, recuperando parte das perdas da abertura, porem ainda fechando em baixa diante do receio dos investidores com os potenciais efeitos econômicos das tensões na Líbia, INGLATERRA -0,1%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA -0,8%, com destaques de queda para os papéis de montadoras, como Porsche (-10,7%) e Volkswagen (-2,9%).
- Nos EUA, sem uma tendência única, porem recuperando uma parte das perdas da abertura, S&P -0,1%, DJ -0,3% e NASDAQ 0,5%, aliviada pela queda do petróleo, diante dos 'rumores'' de que a Arábia Saudita se preparava para compensar a perda de produção do petróleo na Líbia.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Diante dos últimos indicadores de inflação divulgados e da disparada do petróleo, cerca de 60% do ''mercado'' já elevou, de 0,50% para 0,75%, suas ''apostas'' para o aumento da Selic na reunião do Copom que ocorrerá na que vem, também acreditando que está ''porrada'' nos juros servirá para ancorar melhor as expectativas de inflação, já que há 11 semanas seguidas o boletim Focus registra alta nas projeções para o IPCA de 2011.

Dando novos sinais positivos da economia brasileira, (1) em JAN/11 a taxa de desemprego ficou em 6,1%, o que representa o menor patamar para o mês desde o início da série histórica, (2) em JAN/11 o consumo de energia elétrica do Brasil cresceu 6,5% na comparação com o mesmo período do ano passado e (3) em JAN/11 o nível de utilização da capacidade instalada da industria brasileira ficou em 79,4%, ante 76,3% contabilizado no mesmo mês de 2010.

Apertando o cinto no começo do ano, em JAN/11 o governo central registrou superávit de R$ 14,09bi, o que corresponde a 4,53% do PIB, com destaque positivo para as receitas líquidas do governo central, que aumentaram 19,1% em relação a JAN/10.

Trabalhando pela inclusão digital, o governo Dilma, que já definiu que o setor de tecnologia de informação e comunicação será um dos prioritários para receber estímulos, vai reduzir impostos para baratear os preços dos computadores, dos tablets e da internet banda larga.

Para, ao menos na teoria, dar solidez econômica ao Brasil, já que as reservas internacionais brasileiras atingiram o recorde histórico de US$ 300bi em 10/FEV/11, no ano passado, com o real motivo de conter a desvalorização do dólar, BC perdeu R$ -26,6bi com a diferença entre o custo de captar dinheiro para comprar a moeda estrangeira, menos o rendimento das aplicações feitas com esses recursos.

- A Vale avançou 0,1% e, após o fechamento do pregão, anunciou que em 2010 seu lucro líquido cresceu 192% na comparação com 2009, atingindo o recorde histórico de R$ 30,1bi, impulsionado principalmente pelo aumento dos preços do minério de ferro, que dobraram no ano passado.
- O Pão de Açúcar subiu 0,8%, após anunciar que seu lucro líquido em 2010 foi 25,2% maior que em 2009.
- A Vivo avançou 4,1%, pois seu lucro líquido de 2010 foi 115,7% maior que em 2009.
- A Klabin disparou 7,1%, beneficiada pelo anuncio de que em 2010 seu lucro liquido cresceu 8% na comparação com 2009.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como não quer ser acusada de autoritária, Dilma determinou ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que faça um "pente-fino" no projeto do ex-ministro Franklin Martins que regulamenta o setor de comunicações e telecomunicações.

Ressaltando que as questões políticas devem ser resolvidas no Congresso Nacional, e não nos tribunais, Sarney, presidente do Senado, criticou a intenção de a oposição de ir ao Supremo Tribunal Federal contra parte do projeto de lei, aprovado na quarta-feira na Casa, que permite à presidente Dilma estabelecer o salário mínimo por decreto anualmente.

Fruto de uma parcela da oposição que não sabe perder e não tem nenhum pudor de desacatar uma autoridade constituída democraticamente, voltou ao ar, supostamente incentivado por Serra, o site tucano ''gente que mente'', que faz duras e até preconceituosas críticas a presidenta Dilma.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Apresentando um número alarmante, que é digno de um país em guerra, segundo números divulgados pelo Ministério da Justiça, em 2008 39,7% dos óbitos dos brasileiros que tinham entre 15 e 24 anos foram provocados por assassinatos.

Com o lema ''uma população armada é uma população violenta'', Zé Eduardo Cardozo, o competente ministro da Justiça, ''avisou'' ontem que o governo Dilma vai retomar a campanha do desarmamento, ressaltando que entre as propostas em estudo estão voltar a pagar por cada arma devolvida pela população e realizar peças publicitárias para incentivar o desarmamento.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário