R.B. 17/FEV/11 ''Patamares chineses''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Patamares chineses"

São Paulo, 17 de fevereiro de 2011 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve voltar a subir, com ''boas chances'' de fechar o dia acima dos 68.000pts, ''comemorando'' a vitória do governo na votação do salário mínimo na Câmara e impulsionada principalmente pelas compras dos investidores estrangeiros.
- O DÓLAR pode cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após 3 pregões consecutivos de leves altas, influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 1,8%, já abriu em alta e, acompanhando a melhora do ''humor'' externo, foi aumentando a valorização ao longo do pregão, também beneficiada pela elevação dos preços das commodities e com destaques de alta para ações dos setores bancário e siderúrgico.
- DÓLAR 0,1% à R$ 1,67, abriu ''de lado'' e, mais uma vez dividido entre os fortes leilões de compra do BC e o fluxo positivo de recursos externos, manteve a trajetória indefinida ao longo de todo pregão.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,6%, com a desvalorização da moeda local (o iene) estimulando os investidores estrangeiros a comprar ações de empresas exportadoras, como Sony (2,5%), TDK (2,3%) e Tokyo Electron (2,1%), CHINA 0,9%, no maior patamar dos últimos 2 meses e com destaques de alta para as ações das siderúrgicas e montadoras, ante a expectativa de forte crescimento dos lucros e CORÉIA -1,1%, prejudicada pelas preocupações com os riscos inflacionários nas economias emergentes.
- Na EUROPA, seguindo a abertura positiva das bolsas de NY, para fecharem próximas dos maiores patamares desde SET/08, INGLATERRA 0,8%, FRANÇA 1,0% e ALEMANHA 0,2%, com destaques de alta para ações de bancos, como BNP Paribas (2,9%), Credit Agricole (4,8%), Santander (4%) e Banco Popolare (5,3%), impulsionados pelos resultados financeiros positivos divulgados pelo Société Générale (4,8%).
- Nos EUA, com o S&P no dobro do valor de apenas 2 anos atrás, S&P 0,6%, DJ 0,5% e NASDAQ 0,8%, desta vez impulsionadas pelo ótimo resultado divulgado pela Dell (11,9%) e por anúncios de fusões e aquisições. como o da francesa Sanofi-Aventis que concordou em comprar a norte-americana Genzyme por US$ 20,1bi em dinheiro.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Confirmando a crescente atratividade do Brasil, o BC anunciou que até o dia 11/FEV/11 o fluxo cambial para o País estava positivo em US$ 18bi no ano, o que representa uma aumento de quase 10 vezes na comparação com o mesmo período de 2010.

Após afirmar que a manutenção da solidez fiscal é uma das condições necessárias para que o Brasil garanta o crescimento sustentável nos próximos anos e ''garantir'' que a política econômica atual é igual à adotada pelo governo anterior, com combate à inflação, geração de emprego e redução constante do tamanho da dívida pública interna em relação ao PIB, Mantega, ministro da Fazenda, ressaltou que, para dar continuidade à boa gestão das contas públicas, é fundamental reverter os estímulos concedidos pelo governo a consumidores e empresas nos últimos 2 anos.

Aproximando-se de ''patamares chineses'', segundo o BC no ano passado, estimulada por redução de impostos e pela facilitação do crédito, a economia brasileira cresceu 7,81% na comparação com 2009.

Se associando ao ''grande clube dos que apostam no Brasil'', ontem Jeffrey Immelt, presidente do grupo GE, afirmou para Dilma que investirá no País R$ 550mi nos próximos 2 anos e que sua primeira meta é a implantação de um centro de pesquisas que criará cerca de 1.000 empregos diretos.

Como fruto do aumento da renda e da queda do desemprego, em 2010 o mercado de previdência privada no Brasil cresceu 18,8% na comparação com 2009, atingindo uma arrecadação recorde de R$ 46bi.

- O PanAmericano subiu 0,5%, mesmo após confirmar em seu balanço um rombo de R$ 4,3bi em suas contas.
- A Fibria caiu -0,1%, após informar que no quarto trimestre de 2010 acumulou um lucro líquido de R$ 162mi, ante R$ 35 milhões um ano antes.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Apoiado, no voto, por 361 dos 492 parlamentares presentes, ontem o governo Dilma teve sua primeira vitória importante na Câmara federal ao manter em R$ 545,00 o valor do novo salário mínimo que, após aprovação no Senado, entrará em vigor em 1/MAI/11.

Diferentemente, ao menos até agora, do que os ''especialistas'' esperavam, o PMDB passou do ''teste de fidelidade'' com o governo Dilma, já que os 77 deputados votaram com o governo nas 2 votações das emendas que elevavam o mínimo para R$ 600 e para R$ 560.

Aconselhado pelo Ministério Publico de SP, o vereador tucano José Police Neto, presidente da Câmara Municipal de SP, anunciou ontem que o reajuste salarial de 61% a ser concedido aos parlamentares a partir de 1/MAI/11 será depositado em uma conta judicial.

A reforma política ''está na moda'', já que há uma comissão no Senado, outra na Câmara, todos os partidos e políticos estão interessados em debater e até o vice-presidente da República rascunhou uma proposta para ser apresentada ao Congresso, porem ninguém sabe direito o que quer.

Optando pela ''velha tradição'', o DEM, também na tentativa de preservar a unidade do partido depois do racha, fechou um acordo ontem para lançar uma chapa única ao comando da legenda que será presidida pelo senador José Agripino Maia.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Os estudos mostram que já ocorreram na Terra 5 momentos de desaparecimento maciço de biodiversidade, causados por fenômenos geológicos catastróficos, como a colisão de um asteróide há 65 milhões de anos que eliminou os dinossauros, e agora o renomado biólogo Miguel Araújo publicou um artigo na revista Nature alertando que o planeta pode estar a viver a sexta extinção em massa, desta vez pela mão humana, se não forem travadas as emissões de gases com efeito de estufa.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário