R.B. 17/JAN/11 "Mais merda no ventilador"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Mais merda no ventilador"

São Paulo, 17 de janeiro de 2011 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, acompanhando o ''humor positivo'' das demais bolsas mundiais, a valorização das commodities e as perspectivas cada dia mais positivas e favoráveis para a economia brasileira.
- O DÓLAR deve cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após a forte alta do pregão anterior, influenciado pelas ''apostas'' de elevação da Selic e pelo fim do ''efeito surpresa'' da retomada dos leilões de swap cambial reverso do BC.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA 0,3%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,3%, porem passou a subir ainda na parte da manhã, beneficiada por números positivos da economia norte-americana e pelas boas perspectivas para as empresas brasileiras.
- DÓLAR 0,9% à R$ 1,68, já abriu em alta e, influenciado pela retomada dos leilões de swap cambial reverso do BC, que equivale a uma compra de dólar no mercado futuro, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também pressionado pela elevação do risco-Brasil (1,8%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -0,9%, com as exportadoras, como Olympus (-3,0%) e Canon (-1,3%), prejudicadas pela desvalorização do dólar frente a moeda local (o iene), CHINA -1,3%, prejudicada principalmente pelos bancos e empresas de metais, por causa das preocupações sobre medidas adicionais de aperto monetário devido à perspectiva de aumento da inflação em DEZ/10 e CORÉIA 0,9%, se recuperando de uma queda no início da sessão, liderada pelas ações das montadoras e sustentada pelo otimismo em relação à recuperação da economia global.
- Na EUROPA, também sem uma tendência única, INGLATERRA -0,4%, FRANÇA 0,2% e ALEMANHA 0,1%, diante de dados mistos sobre a economia dos EUA e em meio à notícia de que a taxa do compulsório bancário na China vai aumentar novamente.
- Nos EUA, retomando a trajetória de alta, para fechar em território positivo pela sétima semana consecutiva, S&P 0,7%, DJ 0,5% e NASDAQ 0,7%, com destaques de alta para ações de empresas do setor bancário, após o anuncio de resultado trimestral positivo do JPMorgan Chase, em meio a um razoável volume de negócios.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Durante sua primeira reunião ministerial, Dilma, mostrando que assim como Lula manterá as contas publicas controladas, determinou que sua equipe priorize os cortes em seus orçamentos, começando por gastos de custeio, mas atingindo também, se necessário, os investimentos para cumprir a meta de superávit primário de 3% do PIB.

Estimulando a concorrência e assim ajudando na redução das taxas de juros cobradas dos consumidores, o BC proibiu a assinatura de novos convênios entre bancos e empresas prevendo exclusividade na concessão de crédito, principalmente nas operações com desconto em folha do crédito consignado.

Já esperando uma elevação de no mínimo 0,5% da Selic na reunião do Copom desta semana, e média das taxas de juros do empréstimo pessoal subiram de 5,27% ao mês em DEZ/10 para 5,34% ao mês em JAN/11.

Apesar de criticar a valorização do real frente ao dólar e torna-la uma das principais preocupações do governo brasileiro nos últimos meses, Mantega sabe bem, ou deveria saber, que isto acabou ajudando a "segurar" a inflação ao longo de 2010, já que tornou os produtos importados mais baratos e consequentemente obrigou os fabricantes nacionais a conterem os reajustes de preços.

Quase que perdendo da inflação oficial (5,92%), o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço teve, em 2010, o pior rendimento desde a sua criação, há 43 anos, com rentabilidade acumulada de 0,6009% no ano passado.

Com rentabilidade melhor do que a poupança, principalmente para prazos maiores de 1 ano, e até mais expressivas que alguns CDBs de bancos grandes, as aplicações no Tesouro tem atraído cada dia mais investidores.

Já colhendo os frutos do pré-sal, a Petrobras incorporou em 2010, pela primeira vez, acumulações de petróleo e gás às suas reservas provadas, que subiram 7,5% na comparação com 2009 e alcançaram o recorde histórico de 16bi de barris.

- A Embraer subiu 10,0%, após o banco de investimento Goldman Sachs incluir a empresa na sua lista de ''compra com convicção'', ressaltando que a fabricante de aviões brasileira tem potencial de crescimento no curto prazo em razão da melhora nas perspectivas macroeconômicas.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Com apenas 2 semanas de governo Dilma, como já era esperado ficou claro que há 2 tipos de ministro, Palocci e os demais, já que, exceto pela própria presidenta, o novo chefe da Casa Civil foi o personagem que mais freqüentou o gabinete presidencial desde 3/JAN/11 e até agora não houve reunião que Dilma convocasse sem que ele estivesse entre os participantes.

Já no inicio do ano em que os acusados de participação no mensalão, maior escândalo dos 8 anos do governo Lula, serão julgados e provavelmente inocentados pelo STF, renasce no PT movimento pela volta de Delúbio Soares, um dos protagonistas do caso, aos quadros do partido.

Comandada pelo PMDB desde 2005, segundo auditorias concluídas nos últimos 4 anos pela Controladoria Geral da União a Funasa foi vítima de desvios que podem ultrapassar a cifra de meio bilhão de reais.

Apesar de serem da base aliada e de terem 40 votos no Congresso Nacional, o PTB e o PSC não receberam nenhum ministério, porem serão contemplados no segundo escalão, já que PTB vai manter a presidência da Casa da Moeda e da Companhia Nacional de Abastecimento, e o ministro Negromonte, das Cidades, chamou o presidente do PSC, pastor Everaldo, para conversar e lhe arrumar uma ''boquinha''.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Podendo ajudar, e muito, Julian Assange, editor do site WikiLeaks, a jogar ''mais merda no ventilador'', Rudolf Elmer, um renomado ex-banqueiro suíço, prometeu divulgar dados sobre contas bancárias de cerca de 2.000 clientes, incluindo importantes empresários, artistas e cerca de 40 políticos, que colocaram suas reservas fora de seus países de origem.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário