R.B. 14/DEZ/10 ''Não foi um problema sério''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Não foi um problema sério"

São Paulo, 14 de dezembro de 2010 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, com ''boas chances'' de fechar o dia acima dos 70.000pts, ainda seguindo a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e impulsionada pelas perspectivas cada vez mais positivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode voltar a cair, com ''boas chances'' de fechar o dia abaixo do ''suporte'' dos R$ 1,70, influenciado pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

ONTEM
- BOVESPA 1,2%, já abriu em alta e, impulsionada principalmente elas ações da Vale e das demais empresas baseadas em commodities metálicas, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia com o seu maior ganho diário desde 24/NOV/10, diante dos sinais de que a China não deve subir os juros básicos no curto prazo.
- DÓLAR -0,8% à R$ 1,70, já abriu em queda e, mesmo com os leilões de compra do BC e com a elevação do risco-Brasil (1,8%), manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, diante da recepção positiva dos mercados à ausência de medidas adicionais na China para combater a inflação.
- Na ÁSIA, seguindo o fechamento positivo das bolsas de NY na sexta-feira e principalmente ''aliviadas'' pelos sinais de que medidas de Pequim para conter a inflação não incluem aumento de taxa de juros, JAPÃO 0,8%, CORÉIA 0,5% e CHINA 2,9%, com destaques de alta paras as empresas de commodities metálicas.
- Na EUROPA, em alta pelo sexto pregão consecutivo e atingindo os maiores patamares em 26 meses, INGLATERRA 0,8%, FRANÇA 0,9% e ALEMANHA 0,3%, com destaques de alta para as ações das mineradoras, como BHP Billiton (1,9%), Kazakhmys (31,%) e Rio Tinto (4,1%).
- Nos EUA, sem uma tendência única e com baixo volume de negócios, S&P 0,0%, DJ 0,2% e NASDAQ -0,5%, divididas entre uma breve realização de lucros e o otimismo com os sinais de que a China não deve elevar os juros ao menos até o final deste ano.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Influenciado pela decisão do Copom de manter a taxa básica de juros em 10,75% na reunião da semana passada, o ''mercado'' elevou, desta vez 5,78% para 5,85%, suas ''apostas'' para o IPCA de 2010.

Como o Copom não elevou a Selic na reunião da semana passada, em DEZ/10 as taxas de juros médias do empréstimo pessoal caíram para 5,27% ao mês, ate 5,35% ao mês registrados em NOV/10.

Começando a preocupar cada dia mais, em NOV/10, registrando a sétima alta consecutiva, a inadimplência dos consumidores brasileiros cresceu 3,5% na comparação com o mês anterior e 23,2% na comparação com NOV/09.

''Apostando'' cada dia mais no Brasil, (1) a FIAT investirá cerca de R$ 4bi para construir uma fábrica de automóveis em Pernambuco que, dentro de no máximo 3 anos, terá capacidade de produzir 200 mil veículos por ano, (2) a empresa de mineração MMX investirá R$ 5bi na expansão de seus projetos nas minas de Serra Azul e Bom Sucesso, em MG e (3) a rede internacional de hotéis Íbis prevê abrir até 2015 um total de 51 estabelecimentos no Brasil.

Mostrando que a queda do dólar ''não foi um problema sério'', segundo Wagner Rossi, ministro da Agricultura, afirmou que este ano as exportações agropecuárias brasileira baterão mais um recorde histórico, que o Governo pretende acentuar esta tendência no futuro com a abertura de novos mercados e que sua prioridade para o próximo Governo será a modernização do Ministério que, segundo ele, não está de acordo com um setor pujante que representa 26% do PIB e 42% das exportações.

- Abaixo do esperado (0,93%), a primeira prévia do IGP-M de DEZ/10 ficou em 0,83%, ante 1,45% em NOV/10, acumulando com isto uma alta de 11,48% nos últimos 12 meses.

- A Petrobras subiu 0,8% e Almir Barbassa, diretor financeiro e de relações com investidores da estatal, afirmou que a empresa já conseguiu completar o volume de captações planejado para 2010, entre US$ 15bi e US$ 16bi.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Metendo, mesmo sem ser chamado, seu ''bedelho'' do governo Dilma, Dirceu afirmou que Regulação da mídia não é censura à mídia, ressaltando de já existe regulação nos EUA, na França e na Inglaterra.

Mostrando que colherá, junto com Dilma, as sementes que plantou, ontem Lula ''prometeu'', 18 dias antes do fim de seu mandato, que vai inaugurar duas obras que só deverão ficar prontas daqui a 2 anos, (1) a Ferrovia Transnordestina e (2) a transposição do Rio São Francisco.

Mesmo após vencer o primeiro embate com o PMDB, Dilma deve ser diplomada na próxima sexta-feira sem conseguir fechar seu Ministério, já que agora a formação do governo empacou de novo com a definição das pastas a serem comandadas por PSB, PP, PCdoB e até PT.

Colocando, como sempre, a culpa no ''aspira'', ontem, em meio a cobranças da oposição para que desista de ser a nova relatora do Orçamento de 2011, a senadora petista Serys Slhessarenko confirmou a exoneração da servidora Liane Maria Muhlenberg, dizendo ter sido traída pela ex-assessora que presidente do Instituto Pesquisa e Ação Modular.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando mais uma vez que no Brasil ''o dinheiro ainda compra tudo'', principalmente no judiciário, ontem, por 3 votos a 2, os ''nobres juizes'' da 7.ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de SP livraram Maluf da pecha de ficha suja, absolvendo-o em ação por suposto ato de improbidade na aquisição de corte de frango congelado no período em que ocupou a cadeira de prefeito da capital (1993-1996).

Cada vez mais ditador, Chavez, presidente da Venezuela, entregará hoje um projeto solicitando ao Parlamento venezuelano a aprovação de uma lei habilitante, que concede plenos poderes ao mandatário para governar por decreto.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário