R.B. 8/OUT/10 ''Gente fina não vai para a cadeia''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Gente fina não vai para a cadeia"

São Paulo, 8 de outubro de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, tentando recuperar o ''suporte'' dos 70.000pts após 2 pregões consecutivos de baixa, diante da manutenção dos sinais positivos da economia interna e da provável valorização das bolsas de NY.
- O DÓLAR deve voltar a cair, retornando à sua ''trajetória natural''´, já que o bom desempenho da economia brasileira e o alto patamar da taxa real de juros (5,8%) deve continuar a atrair recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA -0,9%, novamente abriu ''de lado'', para na máxima avançar 0,2%, porem, com bom volume de negócios (R$ 11,1bi), mais uma vez logo passou a cair, ainda ''castigada'' pelas ações da Petrobras (-2,2%) e também acompanhando as perdas das bolsas norte-americanas.
- DÓLAR 0,2% à R$ 1,68, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,66, porem, mais uma vez pressionado pelos leilões de compra do BC, passou a subir ainda na parte da manhã, para fechar em território positivo pelo segundo dia consecutivo.
- Na ÁSIA, com poucos negócios e baixa volatilidade, JAPÃO -0,1%, com as ações ligadas ao setor de chips, como as da Elpida Memory (-3,9%), enfraquecidas pelas preocupações com o declínio dos preços desses componentes, CHINA não houve negociações por ser feriado e CORÉIA -0,2%, prejudicada pela divulgação de uma estimativa de lucro operacional mais fraca do que o esperado da Samsung Electronics (-2,9%) no terceiro trimestre.
- Na EUROPA, sem uma direção única, após o BC Europeu, conforme esperado, manter a taxa básica de juros para os países da zona do euro em 1% ao ano, pelo 17º mês consecutivo, INGLATERRA -0,3%, com destaques de queda para as mineradoras, como Antofagasta (-4,9%) e Anglo American (-3,2%), FRANÇA 0,1%, com destaque positivo para as ações da Renault (8,5%), após ter sua ''nota'' elevada pela agência de classificação de risco Fitch e ALEMANHA 0,1%, sustentada pelo bom resultado das ações das montadoras Volkswagen (2,6%) e Daimler (2,6%).
- Nos EUA, prejudicadas pela valorização do dólar e pela fraqueza nos preços das matérias-primas, S&P -0,2%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,1%, também com os investidores evitando grandes apostas antes do relatório de emprego, que pode determinar o próximo passo do Fed (''BC'' local).
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Dando mais um ''conselho grátis'', John Lipsky, vice-diretor-gerente do FMI, afirmou que a economia brasileira apresenta um desempenho muito bom, ressaltando que o novo governo, que assumirá o poder no próximo ano, deve aproveitar o momento para realizar um ajuste fiscal, estabelecendo com isto as bases necessárias para um crescimento forte e sustentado.

Principalmente por conta da redução dos incentivos fiscais e das elevações da Selic, no terceiro trimestre deste ano o Brasil teve o desempenho econômico mais fraco entre os Brics, grupo que também inclui Rússia, Índia e China.

Mostrando a ''força'' do mercado de capitais brasileiro, impulsionado principalmente pela oferta publica da Petrobrás, este ano o Brasil lidera o ranking mundial de captação de recursos por meio de IPOs, tanto em número de operações (9) com valor acumulado (R$ 95bi).

Indicando que a retomada do programa de popularização da Bovespa já começa a render ''bons frutos'', em SET/10 o número de investidores pessoas físicas na Bovespa atingiu o recorde histórico de 630.895, superando a marca de 598.352 alcançada em JUL/10.

Com o Brasil se destacando cada dia mais naquilo que faz de melhor, segundo o IBGE neste ano a safra nacional de grãos deve atingir 148,9mi de toneladas, o que representa um aumento de 11,1% em relação à do ano passado, com destaque positivo para as safras de cereais, leguminosas e oleaginosas, que serão a maior da história do país.

Pressionado pelo principalmente pelo grupo alimentação e bebidas, em SET/10 o IPCA, que mede a inflação oficial, registrou alta de 0,45% depois de 3 meses seguidos de estabilidade, acumulando com isto uma alta de 3,6% no ano e de 4,7% nos últimos 12 meses.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Levantando uma preocupação que deveria ser de Dilma, Serra, candidato do PSDB à Presidência, afirmou ontem, durante um encontro com seus ''companheiros'' do SEM, que haverá um crescimento daquilo que chamou de "torrente de mentiras e futricas" nas próximas 3 semanas.

Ainda mais engajado na campanha de Dilma, Lula ''garantiu'' que a maior parte dos votos dados à Marina, a quem agora chama de "companheira extraordinária", serão transferidos para sua ''pupila'' no segundo, ressaltando que os eleitores deixaram claro que querem uma mulher na presidência da República.

Como não poderia ser diferente, a petista Dilma foi a candidata mais votada em 147 dos 150 municípios com a maior cobertura do programa Bolsa Família, carro-chefe do governo Lula, com uma votação média de 78,5%.

O retorno da propaganda eleitoral no rádio e na TV, a partir de hoje, vai dar o tom, a temperatura e a estratégia de cada uma das duas candidaturas à presidência e o Datafolha logo vai sinalizar para onde a coisa vai.

Negociando com políticos do ''seu nível'', o peemedebista Michel Temer, vice na chapa de Dilma, irá conversar pessoalmente com o deputado eleito Anthony Garotinho, que foi o mais votado no RJ, para pedir apoio à campanha da petista.

Tentando fazer algo que Serra não fez em 2002 e Alckmin também não fez em 2006, neste segundo turno a estratégia tucana tende a ser resgatar o legado do governo FHC e abrir espaço para as questões regionais.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando mais uma vez que no Brasil ''gente fina não vai para a cadeia'', a empresária Tânia Bulhões, alvo da maior da Operação da Policia Federal Porto Europa e que é defendida por 2 dos principais criminalistas do País, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos e Arnaldo Malheiros Filho, cotado para assumir uma vaga no Supremo Tribunal Federal, aderiu à delação premiada no processo que responde por fraude em importação e, pagando ''misera'' multa de R$ 1,7mi, irá na pior das hipóteses prestar serviços comunitários em áreas como artes plásticas, decoração e perfumaria.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário