R.B. 22/OUT/10 ''Apesar de ser pago para governar o Brasil''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Apesar de ser pago para governar o Brasil"

São Paulo, 22 de outubro de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em queda, para fechar em território negativo pelo quarto pregão consecutivo, seguindo a tendência das demais bolsas mundiais e ''temendo'' alguma medida do governo para desestimular investimentos dos ''gringos'' em renda variável.
- O DÓLAR pode voltar a subir, confirmando o rompimento dos R$ 1,70, seguindo a provável piora do ''humor'' na Bovespa e o crescimento dos ''temores'' de que mais novidades na questão cambial podem vir com o fim do calendário eleitoral.

ONTEM
- BOVESPA -1,1%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,7%, porem, seguindo o recuo das commodities, passou a cair na parte da tarde, para fechar em baixa pelo terceiro pregão consecutivo, pressionada principalmente elas fortes perdas nas ações da Vale (-1,9%) e da Petro (-3,2), que aliás concentraram quase 40% do giro financeiro.
- DÓLAR 1,6% à R$ 1,70, abriu ''de lado'', porem logo passou a subir, para fechar com a maior alta percentual desde o inicio de MAI/10, pressionado pelos leilões de compra do BC e seguindo o ''humor negativo'' na Bovespa.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -0,1%, já que a valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar afetou principalmente ações de exportadoras e de outras empresas sensíveis ao câmbio, como Canon (-0,9%) e Ricoh (-1,3%), CHINA -0,7%, em um movimento de realização de lucros em ações de bancos e corretoras, após os dados econômicos mostrarem redução no ritmo de crescimento do país no terceiro trimestre e CORÉIA -0,2%, com destaques de queda para a Samsung Electronics (-2,9%).
- Na EUROPA, impulsionadas pelos balanços positivos de grandes empresas e por dados que mostraram um aumento no ritmo de expansão do setor privado da Alemanha, INGLATERRA 0,5%, FRANÇA 1,3% e ALEMANHA 1,3%, com destaques de alta para empresas do setor automotivo, como Volkswagen (3,6%), Daimler (2,6%), Peugeot (4,1%) e Renault (1,7%).
- Nos EUA, após um pregão marcado pela instabilidade, S&P 0,2%, DJ 0,3% e NASDAQ 0,1%, com o otimismo por fortes balanços corporativos sendo parcialmente contrabalançado pelo efeito negativo da alta do dólar.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Obcecado pela questão cambial, quando na verdade sua obsessão, para melhorar a competitividade dos exportadores brasileiros, deveria ser modernizar e ampliar os portos e reduzir a carga tributária, Mantega, ministro da Fazenda, afirmou ontem que a culpa pelos desequilíbrios observados no mercado de câmbio é da política em relação ao dólar adotada pelos EUA.

Podendo prejudicar, e muito, o setor produtivo da economia, ontem circularam rumores, já refutados por Edemir Pinto, presidente da BM&FBovespa, de que o governo iria elevar o IOF para operações de renda variável dos ''gringos'', que aliás respondem por cerca de 1/3 dos negócios da Bolsa.

Dando mais um importante sinal positivo da economia interna, que neste caso supera muito países ''desenvolvidos'', em SET/10 a taxa de desemprego do Brasil ficou em 6,2%, ante 6,7% em AGO/10 e 7,7% em SET/09, o que representa o menor patamar registrado na série histórica, iniciada em MAR/02.

Criando um ciclo virtuoso de crescimento econômico, em SET/10 o rendimento real médio dos trabalhadores atingiu R$ 1.499,00, registrando o patamar mais alto desde o início da série histórica do IBGE, iniciada em MAR/10 e com isto no mesmo mês o percentual de cheques devolvidos por falta de fundos caiu para 1,59%, o menor resultado para o mês desde 2004.

Confirmando que os ''gringos'' estão acreditando e apostando cada dia mais no Brasil, em SET/10 a participação dos investidores estrangeiros na dívida interna brasileira atingiu 10,23% do total, voltando com isto a bater um recorde histórico.

Com o governo ''Lula 100% ocupado em eleger Dilma'', o Ministério da Previdência informou que em SET/10 acumulou um déficit de R$ -9,2bi, valor 68,8% maior do que o apurado em AGO/10 e que representa o maior ''rombo'' da Previdência desde SET/09, quando o saldo negativo atingiu R$ -9,6bi.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Fazendo uma promessa que Lula não conseguiu cumprir, Dilma afirmou que, caso eleita, pretende reduzir progressivamente o endividamento público para que o Brasil possa caminhar para padrões internacionais de juros.

''Apesar de ser pago para governar o Brasil'', Lula, aconselhado pelo estado-maior da campanha de Dilma, decidiu que fará aparições diárias em favor de sua candidata até o último dia permitido pela legislação.

Ao ser atingindo por uma bolinha de papel, Serra tentou faturar em cima da ação irresponsável e condenável de baderneiros petistas, já que interrompeu sua campanha no RJ para fazer uma tomografia da cabeça.

Confirmando o resultado de outros 2 institutos de pesquisa, segundo a ultima pesquisa divulgada Dilma, que já pode encomendar a roupa para a posse, subiu de 47% para 50% (56% dos votos válidos), e Serra, que já pode começar a pensar em sua campanha para a prefeitura de SP em 2012, caiu de 41% para 40% (44% dos votos válidos).
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Com a tecnologia atingindo um patamar que, para o bem do mundo e para a preocupação das industrias de petróleo, é cada dia mais irreversível, o custo por quilômetro rodado de um carro elétrico da Mitsubishi, que atinge 130 quilômetros por hora e deixa de emitir 1 tonelada de CO2 por ano, já é cerca de 1/3 do custo de um carro compacto comum.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário