R.B. 30/SET/10 ''Acusações mentirosas''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Acusações mentirosas"

Brasília, 30 de setembro de 2010 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, no ultimo dia do ''rali'' de final de mês e trimestre, que pode se estender até o final do ano, levando o Ibovespa a fechar próximo dos 80.000pts, principalmente se (1) a economia mundial apresente novos sinais de recuperação, (2) Brasil siga crescendo de forma sustentável e (3) as commodities continuem em alta.
- O DÓLAR pode seguir em queda, ''testando o suporte'' dos R$ 1,70, influenciado pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos, principalmente por conta das captações e dos ''investimentos''.

ONTEM
- BOVESPA 0,0%, já abriu ''de lado'' e, dividida entre a valorização da Petro (3,0%) e a realização de lucros das bolsas de NY, manteve-se indefinida ao longo de todo pregão, porem novamente com bom volume de negócios (R$ 9,3bi).
- DÓLAR -0,3% à R$ 1,70, já abriu em queda e, mesmo com todo ''barulho'' do BC, que manteve-se na ponta compradora, permaneceu em trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar no menor patamar desde 9/DEZ/10.
- Na ÁSIA, JAPÃO 0,7%, beneficiada pelos resultados melhores do que o esperado da pesquisa "tankan" sobre o sentimento empresarial e com destaque positivo para o desempenho das ações de exportadoras, como Sony (2,0%) e Nissan (2,6%), CHINA -0,1%, com os ganhos nas companhias de metais, por causa da alta no preço das commodities, ofuscados pelas preocupações sobre medidas adicionais de aperto no mercado imobiliário e CORÉIA 0,6%, no maior patamar em quase 2,5 anos, com destaque positivo para o setor de tecnologia.
- Na EUROPA, apesar de alguns dados econômicos positivos no continente, INGLATERRA -0,2%, FRANÇA -0,7% e ALEMANHA -0,5%, seguindo a abertura negativa das bolsas de NY e também prejudicadas pelos receios sobre as dívidas soberanas da periferia da zona do euro, principalmente da Irlanda e da Espanha, e pelos protestos e greves contra as medidas de austeridade adotadas pelos governos da região.
- Nos EUA, ''tomando ar'' para o ultimo dia do ''rali'' de final de mês, S&P -0,3% (até ontem 9,1% no mês e 11,1% no terceiro trimestre), DJ -0,2% e NASDAQ -0,1%, com poucos indicadores macroeconômicos e já na expectativa para o início da aproximação da temporada de balanços corporativos.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) a taxa de desemprego em SP ficou em 12,3% em AGO/10, ante 12,6% no mês anterior, atingindo com isto o menor patamar desde AGO/92, (2) em AGO/10 os salários pagos pela industria paulista subiram 1% na comparação com JUL/10 e 8,5% no confronto com igual intervalo no ano passado e (3) nos 8 primeiros meses deste ano as vendas do setor supermercadista alcançam alta de 4,74%, na comparação com igual período de 2009.

Ajudando no controle da inflação, (1) em AGO/10 o indicador que mede a atividade na indústria paulista subiu pelo segundo mês consecutivo, desta vez 0,4% ante JUL/10, 7,9% na comparação com AGO/10 e 12,3% no acumulado dos 8 primeiros meses do ano e (2) em AGO/10 as importações de máquinas e equipamentos no Brasil atingiram a marca recorde de US$ 2,627bi, um montante que supera em 16,6% a cifra de JUL/10, que era o pico anterior.

Com os preços pressionados pelo bom desempenho da economia brasileira, porem ligeiramente abaixo do esperado (1,20%), o IGP-M de SET/10 subiu 1,15%, ante 0,77% em AGO/10, acumulando com isto uma alta de 7,89% no ano e de 7,77% nos últimos 12 meses.

Influenciado principalmente pela capitalização da Petrobrás, até sexta-feira passada o Brasil acumulava um fluxo positivo nas operações financeiras de R$ 14,5bi em SET/10, o que representa a maior entrada de dólares por meio desta modalidade da série histórica do BC iniciada em 1982.

Diante das recentes compras do BC, que está ''falando muito e pode fazer pouco'' para conter a queda do dólar, ate o final da semana passada as reservas internacionais brasileiras já tinham ultrapassado o recorde histórico dos US$ 270bi.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Com Lula terminando seu mandado batendo seu recorde de aprovação (79,4%), segundo a média das 2 ultimas pesquisas divulgadas, que agora aumentam as chances de decisão das eleições presidenciais no primeiro turno, Dilma tem 48,8% (cerca de 54% dos votos válidos), Serra tem 26,3% e Marina tem 12,3% das intenções de votos.

Em resposta aos ''boatos'' de que ''nem Jesus seria capaz'' de impedir a vitória de Dilma no primeiro turno, Lula foi ao horário de sua ''pupila'' na TV para afirmar ela está sendo '''vitima'' das mesmas ''acusações mentirosas'' feitas contra ele em 2002 e 2006, que segundo o ''presidente-cabo-eleitoral'', iam desde intolerância religiosa à mudança da cor da bandeira.

Ontem, 3 dias antes das eleições, Dilma falou que pessoalmente é contra o aborto, Marina falou que quer continuar a debater sobre o que é melhor para o Brasil, já Serra afirmou que vai dar 10% de aumento para os aposentados, defender os servidores públicos e pagar um salário mínimo de R$ 600,00 a partir de JAN/11.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Lutando por suas ''velhas mamatas'', ontem, dezenas de milhares de pessoas em toda a Europa se encontraram em Bruxelas, na Bélgica, para protestar contra as ''necessárias e imprescindíveis'' medidas de austeridade, como cortes em salários, aposentadorias e empregos, para tentar pagar as dívidas cada vez maiores aprovadas por alguns governos europeus.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário