R.B. 1/SET/10 ''Virou mania''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Virou mania"

São Paulo, 1 de setembro de 2010 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, seguindo a nova melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e diante das ''apostas'' de que o Copom irá manter a taxa básica de juros nos atuais 11,75% na reunião que acaba no final do dia.
- O DÓLAR pode voltar a cair, com mais de 90% de chances de fechar o mês abaixo do ''suporte'' dos R$ 1,75, principalmente diante da provável capitalização da Petrobras, que trará uma ''enxurrada de dinheiro'' ao Brasil.

ONTEM
- BOVESPA 1,4%, já abriu em alta e, com bom volume de negócios (R$ 6,4bi), manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, seguindo a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, principalmente nos EUA, e em um ''tradicional rali'' de final de mês, porem acumulando uma desvalorização de -3,5% em AGO/10 e com isto ocupando ''com folga'' o posto de pior aplicação do mês.
- DÓLAR -0,2% à R$ 1,75, já abriu em queda e, com baixa volatilidade, manteve-se em território negativo ao longo de todo pregão, seguindo o desempenho positivo da Bovespa para fechar o mês praticamente a mesma cotação do final do mês passado e somente 0,9% acima do final de 2009.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -3,6%, no menor patamar dos últimos 16 meses, prejudicada pela nova valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, ao mesmo tempo que os investidores pediam medidas de estimulo econômico mais ''agressivas'' do que as apresentadas ontem pelo BC local, CHINA -0,5%, pressionada pelas preocupações com o aumento da inflação e com os pedidos do governo de controle no setor imobiliário e CORÉIA -1,0%, com destaques de queda para as blue chips do setor de tecnologia, como Samsung Electronics (-2,6%) e Hynix Semiconductor (-6,2%).
- Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, principalmente diante da abertura positiva das bolsas de NY, INGLATERRA 0,4% (-0,6% no mês), FRANÇA 0,1% (-4,2% no mês) e ALEMANHA 0,2% (-3,6% no mês), também beneficiadas pelo anuncio de queda da taxa de inflação anual na zona do euro em AGO/10, o que sinaliza que o BC Europeu tem espaço para manter a sua política monetária de juros baixos.
- Nos EUA, após uma sessão volátil, que reverteu no final do pregão os ganhos da abertura e fechou mais um mês que o mercado gostaria de esquecer, S&P 0,1% (-4,7% no mês), DJ -0,1% (-4,3% no mês) e NASDAQ -0,3% (-6,2% no mês), já que dados surpreendentemente positivos, como a alta da confiança do consumidor, sustentaram alguma valorização na maior parte da jornada, mas a queda em ações de tecnologia, como a Intel (-1,6%), suprimiu os ganhos como um todo.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Hoje termina a reunião do Copom e, com a inflação dando sinais de controle e o crescimento da economia perdendo ''forças'', cerca de 80% do ''mercado'' aposta na manutenção da taxa básica de juros em 10,75%, enquanto uma pequena parcela ainda espera novos aumentos da Selic.

Dando 2 ''bons motivos'' para o Copom manter a Selic ns atuais 10,75% na reunião que acaba hoje, (1) segundo uma pesquisa da FGV a confiança da indústria, que caiu de 113,6pts em JUL/10 para 112,0pts em AGO/10, sinaliza que a atividade econômica no país voltará a se aquecer no terceiro trimestre, porém em ritmo menor que nos 3 primeiros meses do ano e (2) em JUL/10, após 3 meses consecutivos de redução, a produção industrial cresceu 0,4% na comparação com JUN/10.

Se juntando ao ''fã clube'' do Brasil, Vince Cable, ministro de Negócios, Inovação e Treinamento do Reino Unido, afirmou que o Brasil é uma prioridade para a Inglaterra e que irá se esforçar para fortalecer os laços comerciais entre as 2 nações.

Mostrando que, diferente mente do que ocorreu com Lula em 2003, no primeiro ano de governo o próximo presidente terá mais ''bala na agulha'' que seu antecessor, a proposta de Orçamento da União para 2011 embute a previsão de aumento da receita líquida de 9,97% na comparação com 2010, projeta um crescimento econômico de no mínimo 4,5% do PIB e já reservou mais de R$ 1,5bi para obras para a realização da Copa 2014 e da Olimpíada de 2016.

Como fruto do aumento da renda e da queda do desemprego, a taxa de inadimplência na carteira Crédito Direto ao Consumidor para aquisição de veículos pelos consumidores recuou pelo 13º mês consecutivo, atingindo 3,4% em JUL/10.

Confirmando toda sua importância, que aliás levou a candidata petista Dilma a prometer um ministério exclusivo para o setor, segundo uma pesquisa feita em 2008 as micro e pequenas empresas brasileiras contrataram 52,3% da mão de obra formal do país, apesar de responderem por apenas por 20% do PIB.

Como reflexo de uma economia e de um consumidor que ainda aprende a lidar com o crédito cada dia mais fácil e barato, segundo uma pesquisa do Ipea 54% das famílias brasileiras tem dívidas, sendo que para 15% desta famílias o débito corresponde a aproximadamente metade do rendimento mensal, 23,5% têm dívidas entre 1 e 2 vezes o salário e 16% têm entre 2 e 5 vezes a renda mensal comprometida.

Diante da ''saudável diversificação'' da carteira de ''clientes'' do Brasil, em JUL/10 a Argentina respondeu por 9,2% das exportações brasileiras, ante 8,9% dos EUA, e já ameaça se tornar o segundo maior mercado comprador dos produtos brasileiros, ficando atrás apenas da China, que compra 18,4% dos produtos exportados pelas empresas tupiniquins.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Aumentando os ataques, o que mostra seu desespero pela forte queda nas pesquisas, a campanha de Serra tem afirmado que o PT já está dividindo os ministérios e que a "turma da Dilma" é composta por Zé Dirceu, Sarney, Renan e até Collor, ressaltando que o Brasil não merece isso.

Afastando, ao menos até segunda ordem, mais um picareta da política nacional, ontem o Tribunal Superior Eleitoral confirmou, por 6 votos a 1, que o candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz, do PSC, é "ficha suja" e não pode concorrer nas eleições deste ano.

Com reflexo das ultimas pesquisas de intenção de votos, segundo o dado mais recente a campanha de Dilma arrecadou cerca de R$ 50mi, quase 70% a mais do que a de Serra, que arrecadou R$ 29,5mi.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Defendendo algo justo, que porem mostra e confirma como Lula mudou nestes 8 anos na presidência, ontem o petista, afirmando que não há motivo para a continuidade da greve dos médicos peritos do INSS, cuja paralisação ocorre desde JUN/10, ressaltou que daqui a pouco as pessoas vão querer ganhar sem trabalhar e reclamou que agora ''virou mania'' todo mundo querer trabalhar 30 horas por semana.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário