R.B. 23/AGO/10 ''Os ratos e até os gatos sumirem''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Os ratos e até os gatos sumirem"

São Paulo, 23 de agosto de 2010 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, podendo recuperar até o final da semana 100% das perdas ainda acumuladas no ano (-2,8%), seguindo a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e impulsionada pelas perspectivas cada dia mais positivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode cair, com ''boas chances'' de fechar a semana abaixo dos R$ 1,75, seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais e influenciado pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -0,3%, já abriu em queda e, sem notícias relevantes que pudessem mudar a tendência negativa registrada nos mercados acionários internacionais, manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, com baixo volume de negócios (R$ 4,3bi).
- DÓLAR 0,2% à R$ 1,76, já abriu em alta e, como na Bovespa com poucos negócios e baixa volatilidade, manteve-se em território positivo ao longo de todo pregão, apesar de acumular baixa na semana (-0,7%) diante da manutenção do grande fluxo de entrada de recursos externos.
- Na ÁSIA, sob influência do fechamento negativo das bolsas de NY na quinta-feira, JAPÃO -2,0%, pressionada pelas perdas nas ações de empresas exportadoras, diante da desvalorização do euro para uma mínima de 7 semanas frente a moeda local (o iene), CHINA -1,7%, prejudicada por medidas do governo para conter os preços no setor imobiliário e CORÉIA -0,2%, com destaques de queda para Samsung Electronics (-0,6%) e Hynix Semiconductor (-2,2%).
- Na EUROPA, com as preocupações econômicas globais ofuscando as notícias sobre negócios no front corporativo, INGLATERRA -0,3%, FRANÇA -1,3% e ALEMANHA -1,1%, diante das reduções das posições compradas em papéis mais arriscados, como os das mineradoras e dos bancos.
- Nos EUA, fechando a segunda semana consecutiva de perdas, S&P -0,4%, DJ -0,6% e NASDAQ -0,1%, diante da persistência de preocupações entre investidores com a força da recuperação econômica.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Diante do aumento da renda, da expansão do crédito e da queda do desemprego, em AGO/10, mesmo com as recentes elevações da Selic, a proporção de famílias com contas em atraso ficou em 14%, contra 15% em JUL/10 e 19% em AGO/09.

Confirmando o ótimo desempenho da economia brasileira, (1) em JUL/10 as vendas do comércio lojista do RJ cresceram 7,4% na comparação com JUL/09 e 8,5% na comparação com JUN/10 e (2) as micro e pequenas empresas paulistas fecharam o primeiro semestre do ano com aumento de 10,7% no faturamento real, ante o mesmo período de 2009.

Dando novos sinais de controle da inflação, o que pode levar o Copom a não subir mais a Selic este no, em AGO/10 o IPCA-15, prévia da inflação oficial, registrou deflação de -0,05%, o que representa o segundo mês consecutivo de baixa, já que o referido índice havia recuado -0,09% em JUL/10.

Mostrando novos ''gargalos'' da economia brasileira, (1) a falta de alternativas para escoar a safra brasileira de grãos provocou a explosão dos custos logísticos do agronegócio, já que entre 2003 e 2009, os gastos de transporte saltaram, em média, 147%, enquanto a inflação subiu 48% e (2) alem da carência de aeroportos, o Brasil necessita de pilotos e de copilotos de helicóptero, que tem custo elevado de formação, dificuldades de certificação e crescimento da demanda devido ao pré-sal.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Fazendo ''os ratos e até os gatos sumirem'' do barco de Serra, segundo primeira pesquisa depois do início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, Dilma subiu de 41% para 47%, Serra caiu de 33% para 30% e Marina recuou de 10% para 9%.

Após tentar conter a euforia, ressaltando que "pesquisa não ganha eleição", Dilma voltou a criticar o uso de imagens de Lula no programa de TV de Serra, ressaltando que por trás da estratégia tucana há "uma imensa subestimação da população".

''Apostando'' que pode começar a atrair votos e aliados desertores da campanha Serra, Maurício Brusadin, presidente do PV de SP, acredita que Marina chegará ao segundo turno da eleição presidencial.

Mostrando que está disposto a ''quase tudo'' para eleger Dilma como sua sucessora, hoje, voltando aos ''velhos tempos'' da década de 80, às 5h40m da madrugada Lula estava na porta da fábrica da Mercedez Benz, em São Bernardo do Campo, para distribuir panfletos pedindo que os ''companheiros'' operários votem em Dilma.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Na Europa é muito comum que as pessoas ao morrerem deixem seus bens para o Estado, porem isto é inconcebível no Brasil, aonde inclusive o legislativo brasileiro ainda analisa a possibilidade de herdeiros indignos ou legatários perderem imediatamente o direito aos bens do parente.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário