R.B. 23/JUN/10 ‘’Será o cara’’

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Será o cara"

São Paulo, 23 de junho de 2009 (QUARTA-FEIRA).
________________________________________
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em queda, mais uma vez acompanhando o ‘’humor negativo’’ das demais bolsas mundiais e pressionada pela desvalorização das commodities, porem ainda deve-se ressaltar que a tendência permanece sendo de alta principalmente diante das boas perspectivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode voltar a subir, também seguindo a piora do ‘’humor’’ nas demais bolsas mundiais, porem é importante ressaltar que a pressão vendedora deve aumentar diante da expectativa de crescimento do fluxo positivo de recursos externos por conta da oferta publica de ações do BB e da capitalização da Petrobrás.

ONTEM
- BOVESPA -0,1%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,5%, puxada principalmente por papéis de empresas voltadas à economia interna, porem, seguindo as perdas das bolsas de NY, perdeu forças na parte da tarde, mostrando que precisa de ‘’boas novas’’ para superar os 65.000pts.
- DÓLAR 0,4% à R$ 1,78, abriu ‘’de lado’’, para na mínima atingir R$ 1,76, porem, seguindo a piora do ‘’humor’’ nas demais bolsas mundiais, passou a subir na parte da tarde, também pressionado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (4,9%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -1,2%, realizando lucros recentes, pressionada principalmente por ações de empresas ligadas ao setor de commodities, CHINA 0,1%, ainda ‘’comemorando’’ a provável flexibilização da moeda local (o yuan) e CORÉIA -0,5%, interrompendo uma sequência de 4 dias de alta, pressionada pelas exportadoras Samsung (-1,7%) e Posco (-1,9%).
- Na EUROPA, interrompendo uma sequência de 9 pregões consecutivos de alta, INGLATERRA -1,0%, FRANÇA -0,8% e ALEMANHA -0,4%, diante de receios sobre a exposição de bancos franceses à Grécia e a outros problemáticos países da zona do euro, no mesmo dia em que o Reino Unido tomou medidas para controlar seu déficit orçamentário.
- Nos EUA, também realizando lucros recentes, S&P -1,6%, DJ -1,4% e NASDAQ -1,2%, pressionadas por uma queda inesperada das vendas de moradias usadas em MAI/10 e pela ruptura de um importante nível técnico, já que o S&P caiu abaixo da média móvel de 200 dias, que tem sido uma base de suporte nos últimos dias.
________________________________________
Economia:

Corroborando com a tese de que o Brasil é ‘’a bola da vez’’, segundo uma pesquisa da Ernst & Young, que ouviu mais de 800 executivos de grandes empresas internacionais, o Brasil é o quarto destino mais atraente para investimentos externos nos próximos três anos, atrás somente de China, Índia e Leste Europeu.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em MAI/10 a arrecadação federal totalizou R$ 61,1bi, patamar que, alem de ser um recorde histórico para o mês, foi 16,55% maior que no mesmo período de 2009, (2) em JUN/10 o percentual de famílias paulistas que possuem algum tipo de dívida caiu para o menor nível da série para o mês e apresentou um recuo de -7% na comparação com JUN/09, (3) em MAI/10 o número de assinantes de TV por assinatura aumentou 10,0% na comparação com MAI/09 e (4) no primeiro trimestre de 2010 as vendas de computadores no Brasil foram 40% maiores que no mesmo período do ano passado.

Diante do aumento nos gastos dos turistas brasileiros no exterior, que é fruto do crescimento da renda e do baixo patamar do dólar, o BC elevou, de US$ 7,5bi para US$ 8bi, sua previsão para a diferença entre o que os brasileiros gastam lá fora e as despesas de turistas estrangeiros no país este ano.

Para continuar mostrando austeridade e responsabilidade, ontem o governo decidiu manter em 4,5% a meta central de inflação para 2012, com margem de tolerância de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo, o não surpreendeu analistas e conservou a meta central que baliza as decisões de política monetária no mesmo nível desde 2005.

Apesar de serem o coroamento da política de Lula de aumentar o poder do Estado na economia, as operações de capitalização do BB e da Petrobras, que juntas devem chegar a R$ 110bi, podem fazer secar o mercado de lançamento de ações para outras empresas no país.

- Acumulando uma alta de 5,06% nos últimos 12 meses, o IPCA-15 de JUN/10 ficou em 0,19%, ante 0,63% em MAI/10.

- A Petrobrás caiu -1,0% e, após o fechamento do pregão anunciou que (1) adiou para SET/10 sua oferta pública de ações necessária para capitalizar, (2) seus acionistas aprovaram a proposta para a capitalização da empresa que prevê a emissão do equivalente a até R$ 150bi em ações e (3) encontrou indícios de petróleo em reservatórios do pré-sal em águas profundas da Bacia de Campos.
________________________________________
Política:

Finalmente apresentando propostas, o que é bem melhor do que ficar batendo boca com Dilma, Serra ‘’prometeu’’ que se for eleito presidente criará a nota fiscal brasileira nos moldes da Nota Fiscal Paulista, implantada em sua gestão no governo de São Paulo (2007-2010).

Ressaltando que Lula estimulou o eleitor a guardar o nome de Dilma como sua sucessora, o Tribunal Superior Eleitoral manteve ontem a multa de R$ 7,5 mil ao presidente por propaganda eleitoral antecipada em favor da candidata do PT durante um evento para dez mil pessoas em comemoração ao Dia do Trabalho.

Se apresentando como a grande solução para o agronegócio brasileiro, Marina, do candidata do PV à Presidência e ex-ministra do Meio Ambiente, afirmou que não há divergências entre desenvolvimento e meio ambiente e que quer construir hidrelétricas na Amazônia, mas com uma nova concepção social e ambiental.

Segundo Ubiratan Aguiar, presidente do Tribunal de Contas da União, a Lei da Ficha Limpa, que impede registro de candidatura de políticos condenados em decisões colegiadas, será tão importante para a administração pública quanto foi a Lei de Responsabilidade Fiscal, que aliás este ano comemorou 10 anos.
________________________________________
Crítica:

Confirme já se ‘’suspeitava’’, em 2009, apesar da crise financeira que quebrou empresas e até países, os ricos ficaram ainda mais ricos, já que a recuperação no mercado acionário ajudou as fileiras dos milionários do mundo a crescer 17%, para 10 milhões de pessoas, enquanto a riqueza coletiva deles aumentou 19%, para US$ 39tri.

EM 58 e em 70 Pelé foi o melhor, porem este ano, como já foi em 86, tudo indica que Maradona ‘’será o cara’’, já que pegou um time desacreditado e o transformou em uma ‘’família’’, principalmente com atitudes como a de ontem quando, no ultimo jogo da faze classificatória, escalou uma equipe sem 7 de seus titulares, entre eles seus 2 atacantes, e deu a braçadeira de capitão para seu craque, reforçando com isto a coletividade e a união do grupo.
_______________________________________
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
____________________________________
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
_______________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário