R.B. 26/MAI/10 ''Leves e educados''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Leves e educados"

São Paulo, 26 de maio de 2010 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, com ''boas chances'' de voltar a fechar acima dos 60.000pts, acompanhando a recuperação das demais bolsas mundiais e com a Petrobrás ''comemorando'' a descoberta de 2 novos poços de petróleo na Bacia de Campos.
- O DÓLAR pode cair, tentando retornar à sua ''trajetória natural'' após avançar em 13 dos 17 primeiros pregões do mês, principalmente diante das perspectivas de aumento do já elevado patamar da taxa real de juros da economia brasileira (atualmente cerca de 4,5%).

ONTEM
- BOVESPA -1,2%, abriu em forte queda, para na mínima recuar -3,2%, ainda prejudicada pelos novos desdobramentos da crise na zona do euro, porem, com bom volume de negócios (R$ 6,9bi), recuperou parte das perdas no final do pregão, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY.
- DÓLAR 0,2% à R$ 1,87, já abriu em alta e, influenciado pelo ''humor negativo'' da Bovespa, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e também pressionado pela elevação do risco-Brasil (2,9%).
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das demais bolsas mundiais no dia anterior e pressionadas pela aumento da tensão geopolítica entre Coréia do Norte e Coréia do Sul, JAPÃO -3,1%, a quinta queda consecutiva, novamente com destaques de queda empresas exportadoras, CORÉIA -2,7%, no menor patamar desde 8/FEV/10, diante do aumento da possibilidade de guerra com a Coréia do Norte e CHINA -1,9%, diante do aumento da possibilidade de novo aperto, depois de o governo informar que descobriu bolhas em fundos especulativos.
- Na EUROPA, em meio ao aumento dos temores quanto à estabilidade do sistema bancário do continente e às preocupações com a crise da dívida na zona do euro, INGLATERRA -2,4% (no pior patamar desde NOV/09), FRANÇA -2,9% e ALEMANHA -2,3%, novamente com destaques de queda para ações de bancos, como Société Générale (-6,3%), Credit Agricole (-6,6%), Barclays (-5,7%) e BBVA (-4,5%).
- Nos EUA, revertendo boa parte das fortes perdas da abertura, S&P 0,1%, DJ -0,2% e NASDAQ -0,1%, em um movimento de ''caça de barganhas'' após alguns papéis terem atingido as mínimas em 6 meses, com destaques de alta para ações de companhias ligadas a matérias-primas e varejistas, diante do anuncio de que em MAI/10 a confiança do consumidor subiu pelo terceiro mês seguido, atingindo o maior nível em mais de 2 anos.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Tentando colocar (1) ''panos quentes'' na economia mundial, Dominique Strauss-Kahn, diretor-geral do FMI, afirmou que apesar da atual crise na Europa, a recuperação global após as turbulências de 2008 e 2009 continua em pleno curso e está acontecendo antes e mais rápido do que se esperava e (2) ''panos frios'' na economia brasileira, o mesmo Dominique Strauss-Kahn, diretor-geral do FMI, ''alertou'' que o Brasil poderá até crescer 7% neste ano, mas ressaltou que esse ritmo de alta não é sustentável e que há risco de superaquecimento.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em MAI/10 o Índice de Confiança do Consumidor apresentou elevação de 0,6% na comparação com ABR/10, passando de 115,4 para 116,1pts e (2) nos 3 primeiros meses de 2010 as vendas de notebooks foram 43% maiores que no mesmo período de 2009.

Diante do aumento da renda e da queda da cotação do dólar, nos 4 primeiros meses de 2010 os gastos dos turistas brasileiros no exterior somaram US$ 4,6bi, patamar 70,3% maior que o registrado no mesmo período de 2009 (US$ 2,7bi).

Assinando, com antecedência de 4 anos, um enorme atestado de incompetência, Nelson Jobim, ministro da Defesa, afirmou que os aeroportos brasileiros ganharão módulos provisórios de embarque e desembarque para atender o maior volume de passageiros durante a Copa do Mundo de 2014.

- A Petrobrás caiu -2,2% e, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que (1) encontrou 2 novas acumulações de óleo leve em reservatórios do pós e do pré-sal em águas profundas da bacia de Campos e (2) em ABR/10 sua produção de petróleo bateu mais um recorde histórico.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Após, com sua ''enorme modéstia'', ressaltar que não precisa de Aécio como vice para ganhar as eleições presidenciais, Serra negou que esteja adotando um tom mais agressivo em sua campanha e alertou que as críticas ao atual governo são as mesmas de três anos atrás, como a falta de maior agressividade nos tratados comerciais, que poderiam ter feitos em maior quantidade.

Sem nenhuma disposição para cooperar, Arthur Virgílio, líder do PSDB no Senado, reiterou ontem que não há acordo para votar os projetos que tratam do marco regulatório do pré-sal enquanto eles estiverem tramitando em regime de urgência, ressaltando que a oposição poderá se retirar das votações para impedir que haja quorum.

''Alertando'' que o Brasil já está vivendo ''um apagão dos recursos humanos", Marina Silva, pré-candidata do PV à Presidência da República, ressaltou que é preciso aliar a base de conhecimento à base tecnológica para que o País possa crescer de forma sustentável e duradoura.

Na base de Lula durante seus 8 anos de governo, o PTB, de Roberto Jefferson, anunciou ontem o acordo para apoiar oficialmente a candidatura presidencial do tucano Serra, que assim terá mais 58 segundos em seu programa na TV.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando a enorme precariedade do ensino no Brasil, apresentando um dado inadmissível no mundo atual, segundo uma pesquisa da União Internacional de Telecomunicações, apenas 56% das escolas brasileiras tem conexão de internet.

Irresponsável, arrogante, criminosa e incompetente, estes são os adjetivos mais ''leves e educados'' que se podem imputar a petrolífera British Petroleum, que não consegue conter o vazamento de petróleo no Golfo do México e que não tem a humildade de pedir ajuda à Petrobrás, que certamente resolveria o desastre ambiental, que já dura mais de 1 mês, em poucos dias, quiçá horas.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário