R.B. 16/ABR/10 ''Comportada''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Comportada"

Rio de Janeiro, 16 de abril de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve cair, acompanhando a realização de lucros das demais bolsas mundiais e ainda pressionada pela aproximação do vencimento de opções (na próxima segunda-feira), porem deve-se ressaltar que, diante das boas perspectivas para a economia brasileira, estamos em um excelente patamar para compras.
- O DÓLAR pode voltar a subir, ainda pressionado pelos leilões de compra do BC e seguindo a provável queda da Bovespa, apesar do Tesouro Nacional ter anunciado que voltará ao mercado internacional para captar recursos, oferecendo papéis com resgate em 2021.

ONTEM
- BOVESPA -0,7%, já abriu em queda e, mesmo com a recuperação das bolsas de NY, foi acentuando as perdas ao longo do pregão, com ótimo volume de negócios (R$ 8,6bi), pressionada pela aproximação do vencimento de opções (segunda-feira) e influenciada negativamente pelo recuo das commodities.
- DÓLAR 0,2% à R$ 1,75, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,73, porem, mesmo com o forte recuo do risco-Brasil (-6,7%). passou a subir na parte da tarde, pressionado pelos leilões de compra do BC, que "lembrou" para o mercado que está "de olho" no preço da moeda norte-americana.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,6%, com destaques de alta para ações de companhias siderúrgicas, de navegação e de equipamentos para construção, ''otimistas'' com os dados econômicos da China, que cresceu 11,9% no primeiro trimestre de 2010, CHINA -0,1%, realizando lucros após a divulgação de um PIB acima das expectativas e uma inflação abaixo do esperado e CORÉIA 0,5%, no patamar mais alto em 22 meses.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa para fecharem nas máximas dos últimos 18 meses, INGLATERRA 0,5%, FRANÇA 0,2% e ALEMANHA 0,2%, ''animadas'' pelo anuncio de que FMI e a UE enviarão missões à Grécia, a convite do governo local, para negociar um eventual pacote de resgate, e com destaque de alta pra as ações da farmacêutica suíça Roche (2,8%), que anunciou uma acentuada elevação das suas vendas.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, para fecharem em alta pelo sexto pregão consecutivo, S&P 0,1%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,4%, já que uma encorajadora previsão de lucro da UPS (United Parcel Service), cujas ações avançaram 5,3%, valorizou as demais ações de transportes, como sua rival FedEx (1,7%).
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Afirmando aquilo que muitos achavam mas não tinham coragem de dizer, Mantega, ministro da Fazenda, disse que a existem algumas previsões de inflação e de crescimento do PIB são ''jogadas para cima'' para que o Copom seja pressionado a elevar a taxa de juros.

Como ''colocaram dinheiro na caixinha'', os países que formam o BRIC, que são Brasil, Rússia, Índia e China, ''avisaram'' ontem que trabalharão por uma reforma do FMI e do Banco Mundial, ainda este ano, que lhes de mais poder dentro destas instituições e reflita melhor o "peso" dos emergentes na economia mundial.

Dando mais uma importante sinal positivo da economia brasileira, no primeiro trimestre deste ano foram gerados 657.259 empregos com carteira assinada, o que representa um recorde histórico para o período.

- ''Apostando'' no crescimento econômico do Brasil, a ArcelorMittal, maior grupo siderúrgico do mundo, ''avisou'' que nos próximos 4 anos investirá R$ 5bi no País.

Impulsionada pelos fundos de renda fixa, a indústria de fundos de investimento encerrou o primeiro trimestre com captação líquida de R$ 26,6 bilhões, o que representa um crescimento de 180% em relação aos R$ 9,5 bilhões registrados no mesmo período do ano passado.

Mostrando que, mesmo antes da provável elevação da Selic no final deste mês, a inflação está voltando a ficar ''comportada'', o IGP-M de ABR/10 ficou em 0,63%, ante variação de 1,10% em MAR/10.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Podendo causar um grande ''rebuliço'' logo no inicio da corrida presidencial, o ministro Joelson Dias, do Tribunal Superior Eleitoral, autorizou o PSDB a fazer uma fiscalização na pesquisa do Instituto Sensus, que ''estranhamente'', obviamente para os tucanos, apontou empate técnico entre Serra (32,7%) e Dilma (32,4%), o resultado mais apertado já obtido entre os dois candidatos até agora.

Após ''garantir'' que não desistirá de sua candidatura à Presidência, Ciro, que está inconformado com o tratamento que tem recebido pela cúpula do PSB que, estimulada pelo presidente Lula, tenta convence-lo a sair da disputa presidencial, afirmou, em tom de desabafo, que o PT quer que Lula volte em 2014.

Para evitar um racha em MG, o que colocaria em risco a aliança nacional, caciques do PT e do PMDB acertaram, de maneira arriscada, que as prévias petistas vão indicar quem será o candidato ao Senado na chapa do peemedebista Hélio Costa.

Apesar de ter participado do governo Lula desde o começo, após 7 anos e meio Dilma, ex-ministra e pré-candidata à Presidência pelo PT, ''garantiu'' que é possível acabar com a pobreza em uma década e que dá para zerar o déficit habitacional "tranquilamente".

Numa referência direta às estratégias eleitorais de PT e PSDB, a pré-candidata do PV à Presidência, Marina Silva, disse ontem que é preciso resistir ao uso da "política do medo" na eleição.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como já admitiu que deve, não nega, e pagará quando puder, o governo argentino, muito ''esperto'', ofereceu ontem aos detentores de títulos da sua dívida em moratória no mundo todo uma troca com amortização de 66,3% do valor nominal e um cupom que renderá de acordo com o crescimento do país.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário