R.B. 18/MAR/10 ''Salvador da pátria''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Salvador da pátria"

São Paulo, 18 de março de 2010 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, para fechar acima dos 70.000pts, ''comemorando'' a manutenção da taxa básica de juros em 8,75%, que estimula o consumo e conseqüentemente os investimentos no setor produtivo da economia.
- O DÓLAR pode cair, também ''comemorando'' a manutenção da Selic, já que, com a maior taxa real de juros do mundo (4,0%), a melhora nas perspectivas de crescimento da economia brasileira atrairá ainda mais recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA -0,3%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,7% e atingir os 70.400pts, porem passou a cair na ultima hora do pregão, mesmo com o bom desempenho das bolsas de NY e a alta das commodities, diante das incertezas antes da decisão do Copom sobre os juros.
- DÓLAR 0,1% à R$ 1,76, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,75, porem, também esperando a decisão do Copom, passou a subir na parte da tarde, pressionado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (1,6%).
- Na ÁSIA, ''comemorando'' a manutenção dos juros entre 0 e 0,25% pelo Fed (''Copom'' dos EUA), JAPÃO 1,2%, com destaques de alta para ações do setor imobiliário e para as empresas de crediário, beneficiadas pela decisão do BC local de expandir sua linha de crédito para o sistema financeiro em US$ 110,4bi, CHINA 1,9%, impulsionada por ações de companhias de metais não ferrosos e de seguradoras e CORÉIA 2,1%, no maior patamar desde 22/JAN/10, com as ações de tecnologia, como Samsung (4,3%) e LG (2,9%), beneficias por compras feitas por estrangeiros.
- Na EUROPA, seguindo o desempenho positivo das bolsas de NY para se aproximarem das máximas de 2010, INGLATERRA 0,4%, FRANÇA 0,5% e ALEMANHA 0,9%, com os investidores comprando ações das empresas de commodities e bancos, na seqüência de decisões de BCs de manutenção das taxas de juro.
- Nos EUA, atingindo os maiores patamares dos últimos 17 meses, S&P 0,6%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,5%, já que a leitura benigna da inflação em FEV/10 deu suporte à promessa do Fed (''BC'' local) de manter o juro básico do país em níveis baixos ainda por um longo período.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ontem, conforme aguardado por cerca de 50% do ''mercado'', o Copom, agindo mais politicamente do que tecnicamente, decidiu, de forma não unânime, manter a Selic em 8,75% na ultima reunião antes da saída de Meirelles, que disputará as próximas eleições.

Com a inflação relativamente controlada e com o maior juros real do mundo (4,0%), não faria muito bem à imagem do Brasil ser a primeira das grandes economias mundiais a elevar a sua taxa básica de juros.

Dando mais um ''sólido sinal'' positivo da economia brasileira, segundo Carlos Lupi, ministro do Trabalho, após o recorde de geração de postos de trabalho formal em FEV/10 (209.425), a geração de postos de trabalho formal em MAR/10, diante do aquecimento interno com reposição de estoques pela indústria, deve superar os 206,5 mil de MAR/08, que era a melhor marca até agora registrada na história para o período.

Diante do crescimento da oferta de credito e da melhora das condições econômicas, principalmente de emprego e renda, em JAN/10 as vendas de imóveis novos em SP aumentaram 35,5% na comparação com JAN/09 e 7,9% ante igual período em 2008, quando o mercado estava aquecido antes do agravamento da crise mundial.

Mostrando as empresas ''apostando'' no crescimento sustentável da economia brasileira, em FEV/10 a demanda empresarial por crédito teve alta de 11,4% na comparação com FEV/09, registrando com isto o maior aumento dos últimos 17 meses.

Fazendo sua parte para ajudar no crescimento da economia brasileira, o BNDES bateu um novo recorde de desembolso em 12 meses no período encerrado em 28/FEV/10, quando atingiu R$ 143,3bi, valor que é 53% maior que o do mesmo período anterior.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como fruto do ''trabalho'' de Lula e do ''descaso'' de Aécio, segundo a ultima pesquisa de intenção de votos para presidente Serra caiu de 38% para 35%, Dilma subiu de 17% para 30%, Ciro caiu de 13% para 11% e Marina Silva manteve-se com 6%.

Como não quer prejudicar a campanha de Dilma e quer mais uma vez posar de ''salvador da pátria'', Lula ''garantiu'' que, para ''alegria dos cariocas'', vetará a chamada emenda Ibsen, que dividiu igualmente os royalties do pré-sal entre os três entes federativos, sem distinção entre produtores e não produtores, caso ela seja aprovada no Congresso.

Apesar de ter feito um enorme escarcéu quando lançou a idéia, Temer, presidente da Câmara, praticamente sepultou ontem as chances de votação do projeto Ficha-Limpa antes das eleições e não se comprometeu com data para vota-lo.

Sem um discurso viável, já quem nem de combate a corrupção tem ''moral'' para falar, Serra escolheu a defesa do emprego, que aliás bate recordes de crescimento no governo Lula, como sua principal bandeira no lançamento de sua segunda campanha presidencial, que ao que tudo indica será em 10/ABR/10.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Disposto a fazer aquilo que Bush, Clinton e até Obama não conseguiram fazer, Lula percorre, sem distinção e sempre recebido com respeito, o Oriente Médio para tentar iniciar um acordo de paz, dizendo que o bloqueio à Faixa de Gaza, imposto pelo governo israelense, não pode continuar, e que o muro que separa Israel e Cisjordânia tem que vir abaixo.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário