R.B. 10/MAR/10 "Estado do não"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Estado do não"

São Paulo, 30 de março de 2010 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, mais uma vez ''tentando'' fechar acima dos 70.000pts, acompanhando a valorização das commodities e o provável desempenho positivo das demais bolsas mundiais.
- O DÓLAR pode seguir em queda, para ampliar a desvalorização acumulada no mês (-0,5%), influenciado pela melhora do ''humor'' na Bovespa e pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 1,8%, já abriu em alta e, acompanhando o ''humor positivo'' das demais bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia com o melhor desempenho em 6 semanas, beneficiada pela valorização das commodities e pela recuperação das ações da Petrobrás (1,2%).
- DÓLAR -1,5% à R$ 1,79, já abriu em queda e, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa, foi intensificando a trajetória negativa ao longo do pregão, também influenciado pelo recuo do risco-Brasil (-0,6%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -0,1%, realizando lucros após fechar no maior patamar desde OUT/08, pressionada pela venda de ações ex-dividendos do setor farmacêutico, como Takeda Pharmaceutical (-2,8%), Eisai (-3,4%) e Astellas (-2,8%), CHINA 2,1%, no maior patamar em mais de 2 meses, desta vez impulsionada por papéis do setor financeiro e CORÉIA -0,3%, em meio à cautela ante a inexplicada explosão que afundou um navio militar sul-coreano na sexta-feira, próximo à tensa fronteira marítima com a Coréia do Norte.
- Na EUROPA, seguindo a abertura positiva das bolsas de NY, INGLATERRA 0,1%, FRANÇA 0,3% e ALEMANHA 0,3%, com destaques de alta para as ações de mineradoras, como Xstrata (3,3%) e ArcelorMittal (1,5%), particularmente beneficiadas pelo aumento nos preços dos metais.
- Nos EUA, atingindo os maiores patamares dos últimos 18 meses, S&P 0,6%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,4%, com destaques de alta para ações de empresas vinculadas às matérias-primas, metais, minas e petroleiras e também beneficiadas pelo anuncio de que o nível de gasto do consumidor cresceu 0,3% em FEV/10.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Abrindo uma ''boleta'' que certamente não será ele quem irá pagar, ontem o governo Lula, que termina no final deste ano, lançou o PAC 2, que é um novo pacote com investimentos federais em obras, principalmente nos setores de infraestrutura e saneamento, divididos entre 2011 e 2014 e pós-2014 e somando a ''bagatela'' R$ 1,59tri.

Já preparando seu eleitorado para o ''desgaste político'' de uma inevitável elevação dos juros, ontem Lula afirmou que o controle da inflação "é uma coisa sagrada'', ressaltando que o brasileiro aprendeu a conviver com preços sob controle e que não deverá aceitar coisa diferente no futuro.

Dando novos sinais de crescimento da economia interna, (1) nos 2 primeiros meses de 2010 o volume de negócios realizados pelo sistema de consórcios atingiu R$ 8,6bi, montante 43,3% acima do registrado no mesmo período em 2009, (2) caso a média do mês seja mantida, em MAR/10 serão vendidos 330 mil veículos no Brasil, o que será o melhor mês da história para o setor, superando ''com folga'' o recorde anterior de SET/09 (308,7 mil unidades) e (3) em FEV/10 o nível da atividade na construção civil atingiu 53,2pts, contra 50,5pts em JAN/10.

Preparando o discurso para a candidata do governo, Mantega, ministro da Fazenda, afirmou que a carga tributária brasileira caiu para 33,8% do PIB em 2009, ante resultado de 35,8% em 2008, o que representa a menor carga tributária dos últimos anos.

Pressionando ainda mais o Copom para elevar a Selic na sua próxima reunião, o ''mercado'', apesar dos recentes sinais de controle da inflação, elevou. de 5,10% para 5,16%, suas ''apostas'' para o IPCA de 2010, se afastando cada vez mais do centro da meta do BC (4,5%).

- A Fosfertil caiu -1,1%, após anunciar que, ''apostando'' no Brasil, investirá R$ 4,1bi até 2016 para aumentar sua capacidade de produção.
- A Vale subiu 1,8%, beneficiada por ''rumores'' de que fechou com a japonesa Nippon Steel um acordo provisório para estabelecer um aumento de 90% no preço do minério de ferro.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como viu que não adianta acusar o governo Lula de fazer campanha para Dilma, Serra, ''coincidentemente'' 1 dia antes de deixar o governo de SP para disputar a presidência do Brasil, deu uma para na sua ''maratona de inaugurações'' para anunciar a redução de 12% para 7% do ICMS para a indústria têxtil nas vendas ao comércio.

Estrategicamente chorando, Dilma, em um de seus últimos momentos como ministra, fez ontem, na cerimônia de lançamento do PAC 2, o discurso mais duro contra a oposição desde que foi alçada por Lula à condição de pré-candidata do PT, já que convidou os tucanos para um duelo entre modelos de Estado: o "Estado indutor", do PT, contra o "Estado do não", do PSDB.

Como se sente, assim como 90% dos políticos brasileiros, acima da lei, José Roberto Arruda, ex-governador do Distrito Federal, não respondeu nenhuma pergunta feita pelo delegado da Polícia Federal Alfredo Junqueira, que tentou interroga-lo ontem sobre o suposto esquema de corrupção em seu governo, o chamado mensalão do DEM de Brasília.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Envergonhando o Brasil e municiando a oposição com dados alarmantes, segundo um estudo do MEC, atualmente cerca de 4,1 milhões de crianças e jovens em idade escolar (de 4 a 17 anos) estão fora das salas de aula.

Com o objetivo de aumentar o controle de uma atividade profissional que, sem fiscalização e com muito crescimento, nos últimos anos foi invadida por aventureiros sem experiência e muitas vezes sem escrúpulos, em ABR/10 finalmente será colocada em audiência pública pela Comissão de Valores Mobiliários a minuta da nova regulamentação sobre agentes autônomos, que são os profissionais que captam clientes para as corretoras.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário