R.B. 6/NOV/09 ''Carteirinha VIP do fã clube do Brasil''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Carteirinha VIP do fã clube do Brasil"

São Paulo, 6 de novembro de 2009 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode cair, em uma ''tradicional'' realização de lucros de sexta-feira, já que é preciso ''coragem'' para ficar comprado no final de semana, e após 3 pregões consecutivos de alta, porem deve-se ressaltar que no longo prazo a tendência ainda é positiva diante das boas perspectivas e dos fundamentos sólidos da economia brasileira.
- O DÓLAR deve subir, também em um ''ajuste técnico'' após 3 pregões consecutivos de baixa, seguindo a provável realização de lucros na Bovespa e influenciado pelos leilões de compra do BC e pelas declarações de Meirelles de que a autoridade monetária intensificará estas operações de compra para elevar ainda mais as reservas internacionais.

ONTEM
- BOVESPA 1,4%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,4%, porem, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, passou a subir ainda na parte da manhã e, com médio volume de negócios (R$ 5,5bi), fechou em alta pelo terceiro pregão consecutivo, desta vez impulsionada pelos ganhos em ações de siderúrgicas e mineradoras, diante da valorização das commodities metálicas no mercado internacional.
- DÓLAR -0,3% à R$ 1,72, abriu em alta, para na máxima avançar 0,3%, porem, apesar dos leilões de compra do BC, passou a cair ainda na parte da manhã, acompanhando a melhora do 'humor'' nas demais bolsas mundiais, o recuo do risco-Brasil (-1,1%) e o fluxo positivo de recursos externos.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -1,3%, no menor patamar em 1 mês, com destaques de queda para ações de exportadoras, CORÉIA -1,7%, com baixo volume de negócios e pressionada principalmente pelas ações da Hyundai (-4,2%) e CHINA 0,85%, na ''contra-mão'' da tendência local e renovando o maior nível de fechamento em três meses após cinco sessões consecutivas de ganhos.
- Na EUROPA, nos maiores patamares em 1 semana, INGLATERRA 0,3%, FRANÇA 0,5% e ALEMANHA 0,7%, animadas por dados econômicos positivos divulgados nos EUA e também pelas decisões do BC da Inglaterra e do BC Europeu de manter suas taxas de juros, respectivamente em 0,5% e em 1%.
- Nos EUA, em mais um dia de alta, S&P 1,9%, DJ 2,1% e NASDAQ 2,4%, mais uma vez impulsionadas por dados econômicos que desta vez mostraram que (1) os pedidos de auxílio-desemprego caíram ao número mais baixo em 10 meses e (2) a produtividade no terceiro trimestre cresceu no maior ritmo em 6 meses.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Já com ''carteirinha VIP do fã clube do Brasil'', o jornal britânico "Financial Times" classificou o país como uma "superpotência agrícola pronta para alimentar o mundo" e, lembrando que a economia brasileira foi uma das que se saíram melhor na recessão, já que muitos de seus setores não foram sequer afetados, ressaltou que o mais provável é que o país continue no caminho do crescimento, apresentando uma série de oportunidades de investimento.

Dando seqüência ao seu trabalho, aliás muito competente, de ''vender'' o seu país no exterior, Lula, ainda em Londres, afirmou que o Brasil, se preparando para ser uma grande nação no século 21, vive uma "revolução silenciosa" com a recuperação da auto-estima da sociedade e, ressaltando que a crise serviu para mostrar que é fundamental a participação do Estado na economia, voltou a defender uma maior influencia dos países emergentes nos organismos econômicos internacionais como o FMI e o Banco Mundial.

Corroborando com as palavras de Lula, Emilio Botín, presidente do Santander, afirmou que o Brasil se tornou uma potência mundial por méritos próprios e deixou de ser o país do futuro para se transformar no país do presente, já que conseguiu combinar um forte crescimento com uma estabilidade econômica cada vez maior em termos de inflação, de déficit e de dívida.

Ressaltando que os fortes ingressos de capital no país não são conseqüência somente da liquidez injetada nas principais economias, como EUA, para combater a recessão global, mas também dos sólidos fundamentos econômicos brasileiros, Meirelles, presidente do BC, ''avisou'' que, para suavizar quaisquer distorções de preço que possam surgir por conta do fluxo positivo de recursos externos, o Brasil usará os ingressos de capital no país para elevar suas reservas internacionais, continuando a comprar dólares.

Apresentando mais um sinal de crescimento da economia interna, em OUT/09 o comércio varejista do país, impulsionado principalmente pelos segmentos de móveis, informática e eletroeletrônicos, vendeu 1,3% mais do que em SET/09 e aumentou em 7,1% o faturamento sobre igual período do ano passado, o que representa o melhor resultado desde DEZ/08.

Indicando ao Copom que os juros não devem subir pois, alem da inflação controlada, a oferta continua em níveis adequados que não pressionam por um aumento de preços, a utilização da capacidade instalada da industria brasileira caiu de 83% em SET/08 para 79,3% em SET/09.

- A Gerdau subiu 2,0% e foi o terceiro papel mais negociado na bolsa, após divulgar um balanço melhor que o esperado, confirmando que a empresa já está em processo de recuperação das perdas com a crise mundial.
- A Vivo subiu 5,2%, após anunciar que seu lucro líquido do terceiro trimestre de 2009 foi 154% maior que um ano antes.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Usando os mesmos argumentos de Lula para se defender das acusações de que comandava o ''mensalão mineiro'', o senador tucano Eduardo Azeredo afirmou que não sabia de nada sobre o esquema de arrecadação ilegal de recursos para sua campanha de reeleição ao governo de Minas Gerais em 1998 e ressaltou que considera "estranho" ter a possibilidade de se tornar réu, uma vez que o presidente petista sofreu acusações semelhantes e recebeu tratamento diferenciado do Judiciário.

''Coincidentemente'' após fechar um acordo com o PT para apoiar Dilma nas eleições presidenciais de 2010, foi anunciado que em OUT/09 o PMDB foi contemplado com empenho de R$ 35,8mi em emendas feitas pelo Planalto, quase 3 vezes valor obtido pelos parlamentares petistas.

Mostrando, com prosa, em quem vai votar em 2010, Caetano Veloso afirmou que Marina Silva, provável candidata do PV em 2010, é Lula e é Obama ao mesmo tempo, já que ela é meio preta, é cabocla, é inteligente como o Obama, não é analfabeta como o Lula, que não sabe falar, é cafona e grosseiro.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Confirmando porque o governo Lula é tão bem avaliado pelas classes mais baixas da sociedade, segundo uma pesquisa do IPEA entre 2005 e 2008 cerca de 18,5 milhões de pessoas ascenderam socialmente no Brasil, com 11,5 milhões de brasileiros abandonando a condição de menor renda e 7 milhões de indivíduos ingressando na classe média.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário