R.B. 17/SET/09 ''A morte da direita brasileira''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"A morte da direita brasileira"

São Paulo, 17 de setembro de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, mesmo após acumular ganho de 6,9% no mês e 60,9% no ano, impulsionada pela entrada de novos investidores e com os vendidos, que ''apostavam'' em uma realização de lucros, ''correndo atrás do rabo'' para zerar suas posições.
- O DÓLAR pode seguir em queda, mesmo após acumular baixa de -4,8% no mês e -22,9% no ano, para ''finalmente'' fechar abaixo dos R$ 1,80, ainda seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa e o fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 1,9%, já abriu em alta e, com ótimo volume de negócios (R$ 7,0bi), manteve a trajetória ascendente ao logo de todo pregão, para fechar acima dos 60.000pts (aos 60.410pts) pela primeira vez no ano, seguindo o desempenho positivo das demais bolsas mundiais, a valorização das commodities e as boas perspectivas para a economia brasileira.
- DÓLAR -0,3% à R$ 1,80, abriu ''de lado'', para na máxima atingir R$ 1,81, porem, apesar dos leilões de compra do BC, passou a cair no início da parte da tarde, para na mínima atingir R$ 1,79, seguindo o ''bom humor'' das bolsas mundiais, o fluxo positivo de recursos externos e o forte recuo do risco-Brasil (-6,2).
- Na ÁSIA, JAPÃO 0,5%, sustentada pelas ações das companhias exportadoras, como Canon (4,2%) e Sony (2,3%), diante da valorização do dólar frente a moeda local (o iene) e da expectativa de uma recuperação econômica global, CHINA -1,1%, realizando lucros após 3 pregões seguidos de alta, com perdas nas ações dos setores financeiro e siderúrgico e CORÉIA 1,8%, no maior patamar do ano e com destaques de alta para grandes empresas, como Samsung (3,4%), Hyundai (3,7%) e Posco (3,4%).
- Na EUROPA, seguindo a abertura positiva das bolsas de NY e diante do aumento das expectativas de recuperação da economia global, INGLATERRA 1,6%, FRANÇA 1,6% e ALEMANHA 1,3%, com destaques de alta para os papéis de mineradoras e montadoras, como Xstrata (3,4%), a Anglo American (2,7%), Renault (5,4%) e Daimler (2,9%), também diante de ''apostas'' de recuperação econômica.
- Nos EUA, nos maiores patamares em 11 meses, S&P 1,5%, DJ 1,1% e NASDAQ 1,4%, puxada pela divulgação de bons indicadores econômicos, como a produção industrial (0,8%), que apontam para uma reativação econômica no terceiro trimestre.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

De volta ao centro do poder após ser inocentado pela justiça, Palocci, que ontem foi oficializado como relator do projeto que cria o Fundo Social a ser constituído com dinheiro da exploração do petróleo na camada pré-sal, ''avisou'' que os recursos deste fundo não resolverão problemas imediatos de financiamento na área de Saúde nem de outros setores e sim serão destinados para beneficiar gerações futuras, levando em conta, ainda, que se trata de uma fonte que não é renovável.

Superando as ''apostas'' mais otimistas, inclusiva a de Lula (150.000), e dando mais um ''sólido sinal'' de recuperação da economia interna, em AGO/09 o mercado formal brasileiro registrou a criação de 242.126 empregos, com destaque positivo para o setor de serviços (85.568 postos), o que representa o melhor resultado do ano e o sétimo mês consecutivo em que há crescimento de vagas.

Atraindo cada vez mais investidores, internos e externos, para o setor produtivo da economia brasileira, ontem a Bovespa registrou um novo recorde de transações, com 494.430 negócios realizados, o que supera em 11,2% o recorde anterior (de 444.351 negócios), registrado em 15/JUL/09.

''Animada'' com a decisão do governo brasileiro de sobretaxar os calçados importados da China, a Vulcabras, dona da marca de calçados Azaléia, anunciou ontem que vai contratar 1.800 novos funcionários em suas unidades no Brasil.

Confirmando que a inflação está controlada, o IPC da segunda quadrissemana de SET/09 apontou inflação de 0,42%, resultado abaixo da quadrissemana anterior (0,47%) e aquém da média das ''apostas do mercado'' (0,44%).

- A JBS-Friboi subiu 8,8%, após anunciar que negocia com a rival Bertin (dona das marcas "Vigor" e "Leco") uma associação que deve viabilizar a unificação das operações das duas empresas.
- A América Latina Logística subiu 2,0% e, após o fechamento do pregão, anunciou que pretende lançar R$ 1,3bi em debêntures conversíveis em ações e migrar para o Novo Mercado da BM & FBovespa, o que significaria a pulverização do controle da empresa.
- A Visanet subiu 6,6%, já que ontem o Cade derrubou por unanimidade a medida preventiva que a Secretaria de Defesa Econômica havia adotado contra a empresa.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Decretando ''a morte da direita brasileira'' e mostrando que não ''sofrerá'' muito com a provável vitória de Serra em 2010, ontem Lula ''comemorou'' o fato de que nas próximas eleições presidenciais, pela primeira vez, o Brasil não terá um candidato de direita.

Usando uma ''desculpa esfarrapada'' para esconder suas tramóias e picaretagens, em ofício enviado ao Supremo Tribunal Federal o Senado afirma que a divulgação das notas fiscais dos gastos dos senadores em 2008 revelaria dados de "segurança nacional" e abriria precedente que poderia "abalar gravemente as instituições da República".

Liberando novamente a jogatina no Brasil, ontem a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, por 40 votos favoráveis e 7 contrários, a proposta que libera os jogos de bingo, videobingos e videojogos no País.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando sua ''enorme preocupação'' com a educação, Kassab, depois de reduzir o tempo de permanência das crianças matriculadas em creches administradas pelo município de 12 para 10 horas por dia, decidiu cortar em -20%, de R$ 2,85 mi para R$ 2,28 mi, o gasto alimentação nas escolas de SP.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário