R.B. 15/SET/09 ''Conciliar ao invés de julgar''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Conciliar ao invés de julgar"

São Paulo, 15 de setembro de 2009 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, ''sem tempo'' para realizar lucros mesmo após fechar no maior patamar desde 31/JUL/08 e avançar em 6 dos 9 primeiros pregões de SET/09, agora impulsionada pela decisão do governo de enviar ao Congresso Nacional ainda nesta semana o projeto que taxa aplicações acima de R$ 50 mil na caderneta de poupança, o que, somado aos boas perspectivas para a economia brasileira, deve atrair ainda mais recursos para o setor produtivo.
- O DÓLAR ampliando a desvalorização acumulada em SET/09 (-4,0%) para ''testar o suporte'' dos R$ 1,80, acompanhando a melhora do ''humor'' das bolsas mundiais e a tendência internacional da moeda norte-americana.

ONTEM
- BOVESPA 0,9%, abriu em queda, para na mínima recuar -1,1%, porem, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY e a valorização das commodities, passou a subir ainda na parte da manhã, para fechar no maior patamar desde 31/JUL/08 (aos 58.867pts), apesar do baixo volume de negócios (R$ 4,0bi).
- DÓLAR -0,7% à R$ 1,81, já abriu em queda e, apesar dos leilões de compra do BC e da abertura negativa das bolsas, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar no menor patamar desde 5/AGO/09, seguindo o fluxo positivo de recursos externos e o forte recuo do risco-Brasil (-6,4%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -2,3%, a maior queda do índice desde 2/SET/09, desta vez pressionada pelas ações das principais exportadoras dos setores automobilístico e tecnológico, como Honda Motor (-3,1%) e Canon (-3,7%), diante da valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA 1,2%, na ''contra-mão'' da tendência local, já que a comissão reguladora do mercado informou que irá analisar com ''maior critério'' os pedidos de IPOs de 7 companhias que planejavam ser listadas na "Nasdaq local'' a partir de quinta-feira e CORÉIA -1,0, realizando lucros após atingir na sexta-feira a maior pontuação de fechamento em mais de 1 ano, com destaque negativo para ações de empresas do setor de tecnologia, com Samsung (-3,7%) e Hynix Semiconductor (-4,3%).
- Na EUROPA, realizando lucros após fecharem nos maiores patamares em 11 meses e seguindo o fechamento negativo no Japão e a abertura em queda das bolsas de NY, INGLATERRA -0,1%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA -0,1%, com destaques de queda para as mineradoras, diante dos ''temores'' de uma possível guerra comercial entre EUA e China.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 0,6%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,5%, desta vez impulsionadas por notícias de possíveis fusões e aquisições, somadas a uma série de recentes acordos e as declarações de Obama pedindo para as empresas financeiras não lutassem contra a reforma regulatória.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Após a divulgação de um relatório, preparado para a cúpula deste mês do G20, que prevê que a recessão reduzirá em 10% neste ano o volume de mercadorias comercializadas no mundo, a Organização Mundial do Comércio alertou que alguns países, para sair da crise, adotaram pacotes fiscais e financeiros que contêm elementos que favorecem os bens e serviços domésticos às custas das importações, o que pode criar um legado de indústrias não-competitivas e emperrar a recuperação econômica global.

Como reflexos das medidas do governo para incentivar o consumo e também os investimentos no setor produtivo da economia, (1) no primeiro semestre de 2009 a carga tributária brasileira caiu -0,95% na comparação com o mesmo período do ano anterior e (2) segundo previsões de Lula em AGO/09 a geração de empregos formais deve ter chegado a 150 mil e assim batido um recorde histórico para o período.

Enquanto em AGO/09, com a Selic no menor patamar da história (8,75%), os juros para pessoa física atingiram ''apenas'' 127,25% ao ano, o que representa o menor patamar verificado em toda a série histórica iniciada em 1995, podendo ajudar na redução do spread bancário, que é a diferença entre os juros que os bancos pagam e os juros que eles emprestam, também em AGO/09 a inadimplência nos empréstimos para consumidores caiu -5,1% na comparação com o mês anterior, o que representa a maior queda verificada desde MAI/09.

Apesar do anuncio de que o PIB brasileiro cresceu 1,9% no segundo trimestre de 2009, o que segundo a metodologia usada na China daria uma taxa anualizada de mais de 7,5%, o ''mercado'' manteve suas ''apostas'' de que a economia brasileira encolherá este ano, agora -0,15% ante -0,16% da semana anterior.

- A Petrobrás subiu 0,3% e, após o fechamento do pregão anunciou que comprovou a ocorrência de mais uma jazida de óleo e gás nos reservatórios do pré-sal do bloco BM-S-9, que fica em águas ultraprofundas da Bacia de Santos.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como percebeu que não está subindo o suficiente nas pesquisas de intenção de voto, Dilma, agora liberada do tratamento do câncer e das reuniões fechadas de elaboração da proposta do pré-sal, quer voltar a acompanhar Lula no "palanques", ressaltando que está pronta para reassumir a tarefa de porta-voz de programas estratégicos do governo federal.

Sem quórum nas 2 últimas tentativas de deliberação dos pontos polêmicos da reforma eleitoral, que são a censura na cobertura das eleições na internet e a mudança nas regras para a substituição de prefeitos e governadores cassados, impedindo a posse do segundo colocado, o plenário do Senado corre contra o tempo e tenta retomar hoje a votação deste projeto.

Para conseguir aprovar no Congresso a proposta de taxar a poupança com valor acima de R$ 50 mil a partir de 2010, ano de eleição presidencial, o governo tem uma ''carta na manga'', que é fazer com que o Imposto de Renda (IR) incida apenas sobre as cadernetas abertas a partir do ano que vem.

Tentando mostrar um discurso afinado, os tucanos Aécio e Serra, ao lado do ''mestre'' FHC, juraram que tanto um quanto outro vão apoiar o que for o tucano escolhido para ser candidato à presidência da República no ano que vem.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Com o lema ''conciliar ao invés de julgar'', começou ontem em todo o país a Semana Nacional de Conciliação, na qual os tribunais estaduais e federais promoverão um mutirão para resolver processos judiciais por meio de acordos, já que agora, diante da morosidade no judiciário brasileiro, ''virou moda'' os excelentíssimos magistrados se furtarem da obrigação de julgar para forçarem acordos e assim terem menos trabalho.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário