R.B. 22/ABR/09 ''A trambicagem continua''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"A trambicagem continua"

São Paulo, 22 de abril de 2009 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, ajustando-se a melhora do ''humor'' das bolsas mundiais durante o feriado no Brasil, para ampliar a valorização acumulada no mês (8,6%) diante da manutenção das boas perspectivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR deve cair, também ajustando-se a melhora do ''humor'' nas bolsas mundiais, para ampliar a retração acumulada no mês (-3,0%) diante do crescente fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações e destinados à investimentos.

SEGUNDA-FEIRA
- BOVESPA -2,9%, já abriu em queda e, seguindo a tendência negativa dos mercados internacionais e a desvalorização dos preços das commodities, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia com a maior variação negativa desde 30/MAR/09.
- DÓLAR 2,3% à R$ 2,24, já abriu em alta e, acompanhando a realização de lucros na Bovespa, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também influenciado pela forte elevação do risco-Brasil (5,5%).

ONTEM
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -2,4%, CORÉIA -0,1% e CHINA -0,9%, com destaques de queda para ações de bancos, como Mizuho Financial (-1,0%), Sumitomo Financial (-1,6%) e HSBC (-5,1%), diante dos temores de que o sistema econômico e financeiro dos EUA ainda estejam muito frágeis.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, diante da recuperação das bolsas de NY, INGLATERRA 0,1%, FRANÇA 0,1% e ALEMANHA 0,3%, divididas entre as perdas do setor financeiro, como Société Générale (-4,5%), Credit Agricole (-1,9%) e BNP Paribas (-2,4%), e a melhora no indicador de confiança dos investidores na economia, que subiu para 13pts ante uma expectativa de um aumento para 2pts.
- Nos EUA, recuperando boa parte das perdas do pregão anterior, S&P 2,1%, DJ 1,6% e NASDAQ 2,2%, após Geithner, secretário do Tesouro, afirmar que a maioria dos bancos ajudados pelo governo dispõe de mais recursos do que necessitam.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Respondendo, mesmo que indiretamente, aos ataques da oposição, Meirelles, presidente do BC, afirmou que a premissa básica e fundamental para qualquer mudança na caderneta de popança é a idéia manutenção da aplicação como grande canal de investimento e preservação de patrimônio da população brasileira, principalmente dos pequenos investidores.

Em outra medida que, após a redução do IPI para o setor, pode incentivar as vendas da linha branca (fogões, geladeiras e maquinas de lavar), Maria Fernanda Coelho, presidente da Caixa Econômica Federal, afirmou que o banco fará parcerias com as redes de varejo para facilitar que o consumidor vá direto a uma loja, escolha o produto e tenha acesso direto ao crédito da Caixa.

Com o objetivo de ajudar os mais vulneráveis diante da atual crise global, o Banco Mundial (Bird)anunciou que vai triplicar seus investimentos em programas de proteção social durante os próximos 2 anos, ressaltando que é necessário aprender com crises passadas, quando muitos governos decidiram fazer cortes em programas sociais, em uma decisão com efeitos devastadores sobre os pobres.

Com as importações recuando muito mais do que as exportações, até o final da semana passada a balança comercial brasileira registrava um superávit de 4,7bi no ano, valor 11,9% maior que o acumulado no mesmo período de 2008 (US$ 4,2bi).

- A Embraer caiu -3,9%, porem amanhã, ao que tudo indica, os governos de Brasil e Argentina podem anunciar, durante a visita do presidente Lula a Buenos Aires, o avanço nas negociações para a compra de 20 aviões da Embraer por parte da Aerolineas Argentinas, por cerca de US$ 650mi.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Tornando ''modestos'' os valores pagos pela Câmara e pelo Senado como verba indenizatória e mostrando como é urgente um controle e uma transparência maior dos gastos públicos, os deputados estaduais de Alagoas, por exemplo, recebem mensalmente R$ 39 mil para despesas com aluguel, manutenção de escritórios, locomoção e alimentação.

Como não poderia ser diferente diante dos resultados e conquistas do Brasil na política e no comercio internacional, hoje, quando a aeronave presidencial aterrissar em Buenos Aires, Lula superará a marca de FHC no número de dias com agenda no exterior, isto restando ainda 20 meses para o término do segundo mandato do petista.

''Caindo na real'' depois das cassações dos governadores Cássio Cunha Lima e Jackson Lago, o Supremo Tribunal Federal debate se está ou não correta a interpretação que mandou os segundos colocados assumirem os Executivos da Paraíba e do Maranhão e descartou a necessidade de ser realizada uma nova eleição, alegando que a Constituição não está sendo respeitada e a Justiça Eleitoral vem permitindo que políticos rejeitados pela maioria do eleitorado "vençam no tapetão", sem que haja certeza de que as fraudes tenham sido decisivas para a vitória eleitoral.

Como a "universalização" do escândalo das passagens aéreas agora também envolve os caciques e a chamada banda ética da Câmara, como Gabeira e Temer, ocorreu uma mudança de tom no discurso dos deputados, que pressionados pela imprensa e pela opinião publica agora já admitem o maior controle de seus gastos e corte substancial de suas regalias.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

A temporada de balanços dos bancos norte-americanos, que surpreendentemente tem apresentado lucros logo após receberem bilhões de dólares em dinheiro dos contribuintes, apenas confirma que ''a trambicagem continua'', já que para terem lucros estas instituições financeiras ainda usam em suas contas as mesmas ''manobras contábeis'' que recentemente arrebentaram o sistema financeiro com a criação dos exóticos ''ativos podres''.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário