R.B. 23/JAN/09 ''O medo está tomando conta''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.
"O medo está tomando conta"

São Paulo, 23 de janeiro de 2009 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode cair, já que, como atualmente poucos tem ''coragem'' para comprar antes do final de semana, seguirá a trajetória descendente das demais bolsas do mundo e o recuo dos preços das commodities, principalmente por que as empresas deste setor, como Petro e Vale, tem um grade peso no índice da bolsa brasileira.
- O DÓLAR deve subir, seguindo o ''humor negativo'' das Bolsas e, diante do baixo volume de negócios, também pressionado pelos ''comprados'', já que a atual ausência dos exportadores na ponta vendedora não é totalmente ''compensada'' pelos leilões de venda do BC.

ONTEM
- BOVESPA -1,7%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,6%, diante do corte de -1% da taxa de básica de juros, porem, seguindo as perdas das bolsas de NY, passou a cair ainda na parte da manhã, para na mínima recuar -3,2%, ainda com baixo volume de negócios (R$ 3,5bi)
- DÓLAR -0,9% à R$ 2,33, abriu em queda, para na mínima recuar -1,1% e, após um pregão marcado pela forte volatilidade, já que na máxima avançou 0,9%, fechou em território negativo influenciado pelo recuo do risco-Brasil (-3,9%) e pelas ''apostas'' de que a redução de Selic atrairá mais recursos externos para investimentos no setor produtivo da economia brasileira.
- Na ÁSIA, seguindo o desempenho positivo das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO 1,9%, sustentada pela esperança de mais ajuda do governo para o combalido setor imobiliário local, CHINA 1,0%, após o governo local divulgar que em 2008 a economia do país cresceu ''apenas'' 9%, o que representa a menor taxa desde 2001 e CORÉIA 1,1%, impulsionada por uma recuperação nas ações financeiras, como KB Financial Group (4,2%) e Shinhan Financial Group ganhou (1,9%).
- Na EUROPA, seguindo a abertura negativa das bolsas de NY, INGLATERRA -0,2%, FRANÇA -1,2% e ALEMANHA -0,9%, também pressionadas após o BC Europeu advertir que a demanda global e da zona do euro cairão durante um período de tempo prolongado.
- Nos EUA, prejudicas pelo nervosismo dos investidores diante da avalanche de más notícias macroeconômicas e das dúvidas sobre os bancos, S&P -1,5%, DJ -1,3% e NASDAQ -2,8%, com destaques de queda para ações do setor de tecnologia, após os anúncios de queda bem acima do esperado dos lucros da eBay e da Microsoft.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Com o governo federal tomando uma das atitudes mais enérgicas para afastar, ou ao menos atenuar, a crise financeira do Brasil, ontem Mantega, ministro da Fazenda, anunciou que destinará mais R$ 100bi para o BNDES, que agora dispõe de um caixa de R$ 166bi para financiar empresas brasileiras em 2009, o que representa um aumento de cerca de 85% em relação ao valor liberado pelo banco em 2008.

Indicando que ''o medo está tomando conta'' dos empresários, o que é muito negativo já que dificulta a recuperação da economia, segundo uma recente pesquisa feita com 52 grandes empresas que juntas representam cerca de 40% do valor de mercado da Bovespa, 86% das companhias abertas prevêem queda nos investimentos neste semestre, contra 8% no semestre anterior e apenas 2% no mesmo período do ano passado.

Influenciada pela queda na procura por trabalho, que é normal para os últimos dias do ano, em DEZ/08 a taxa de desemprego no Brasil ficou em 6,8%, o que representa o menor patamar desta série iniciada em 2002 e, entre 2007 e 2008, a renda média do trabalhador cresceu 3,4%.

Confirmando mais uma vez que a inflação está ''110%'' controlada e que o Copom pode seguir cortando a taxa de juros nas próximas reuniões, hoje será divulgado o IPC-A 15 de JAN/09, que deve ficar abaixo do resultado anterior (0,29%) e também aquém das ''apostas do mercado'' (0,26%).

- A caiu -0,1%, após anunciar a renovação do seu programa de recompra de até 1,5% de suas ações PN e de 0,45% das suas ações ON.
- A Transmissão Paulista caiu -3,4%, após confirmar a aprovação do seu plano de investimentos para o período de 2009 até 2011.
- A Eztec fechou estável 0,0%, mesmo após comunicar que foi autuada pela Receita Federal por débitos e contribuições previdenciárias.
- A MRV caiu -3,3%, já que na sua previa dos resultados do quarto trimestre de 2008 as vendas ficaram abaixo do esperado.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

''Jogando limpo'' com Aécio, que se quiser mesmo ser candidato à presidente em 2010 tem que sair o quanto antes do PSDB, o senador Sergio Guerra, presidente dos tucanos, afirmou ao governador de MG que a maioria da cúpula do partido deseja que Serra seja o candidato da legenda em 2010.

Mostrando que os tucanos, assim com fizeram para aprovar a reeleição de FHC em 1998, continuam gostando de mudar as regras do jogo quando lhes interessa, Sergio Guerra, para acalmar Aécio, afirmou que o PSDB irá trabalhar no Congresso para aprovar o fim da reeleição com um único mandato presidencial de 5 anos.

''Jogando duro'' para garantir a vitória de Sarney na disputa pela presidência do Senado, o PMDB, com o objetivo de forçar a renúncia do petista Tião Viana que continua na disputa, ameaça deixar o PT fora da composição da Mesa Diretora caso seu candidato seja eleito presidente da Casa.

Dando uma ''bela força'' os partidos de oposição, já que seu nome tem enorme rejeição junto ao eleitorado paulista, Marta, depois de permanecer submersa desde que foi derrotada na última eleição municipal, afirmou a Lula que está disposta a ajudar nas articulações para fortalecer o nome da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, como candidata à Presidência da República em 2010.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando que durante seu governo os EUA não defenderão Israel tão ''cegamente'' como faziam seus antecessores, ontem, logo após assinar o decreto ordenando o fechamento de Guantánamo, Obama defendeu a abertura imediata das fronteiras da faixa de Gaza, ressaltando que é intolerável um futuro sem esperança para o povo palestino.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário