R.B. 13/JAN/09 "Falando chinês"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Falando chinês"

São Paulo, 13 de janeiro de 2009 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, em um movimento de ''caça de barganhas'' após a forte, e como sempre exagerada, queda do pregão anterior, diante das ''apostas'' de que a economia brasileira, sustentada pelo mercado interno e estimulada pelos prováveis cortes da Selic, crescerá, mesmo que menos, em 2009.
- O DÓLAR pode cair, já que, apesar da ausência do BC na ponta vendedora, o Brasil será cada vez mais um destino seguro para investimentos no mundo, posto que sua economia, alem de pagar juros muito ''atraentes'', seguirá crescendo, mesmo que em um ritmo mais lento, enquanto o ''primeiro mundo'' está em recessão.

ONTEM
- BOVESPA -5,2%, já abriu em queda e, seguindo o ''humor negativo'' das bolsas de NY e o recuo dos preços das commodities, foi intensificando a trajetória descendente ao longo de todo pregão, também influenciada pela redução, de 2,4% para 2,0%, das ''apostas do mercado'' para o crescimento da economia brasileira em 2009.
- DÓLAR 1,1% à R$ 2,29, abriu em queda, para na mínima recuar -0,6%, porem, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade, no qual chegou a avançar 2,8%, passou a subir na parte da tarde, seguindo o ''humor negativo'' da Bovespa e a elevação do risco-Brasil (5,0%).
- Na ÁSIA, esperando novas noticias negativas da economia dos EUA, JAPÃO ficou fechada por feriado local, CHINA -0,2%, pressionada pelas ações do setor petrolífero, como PetroChina (-1,3%) e Sinopec (-0,7%), por conta do enfraquecimento global dos preços do petróleo e CORÉIA -2,1%, a terceira queda consecutiva, desta vez com destaques de queda para ações das siderúrgicas, como Posco (-3,1%) e Hyundai Steel (-3,7%).
- Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, para fecharem em baixa pelo quarto pregão consecutivo, INGLATERRA -2,6%, FRANÇA -1,6% e ALEMANHA -1,3%, pressionadas por ações de petroleiras, como Repsol (-3,2%), British Petroleum (-1,9%), Total (-1,2%), que reagiram negativamente ao novo tombo do petróleo (-8,1%).
- Nos EUA, prejudicadas pela piora nas perspectivas econômicas, S&P -2,2%, DJ -1,5% e NASDAQ -2,0%, desta vez com destaque de queda para as ações do Citigroup (-17,3%), diante de ''rumores'' de que poderia unir sua corretora ao Morgan Stanley.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Apesar de continuar negando que lançará um ''pacote antecrise'', Lula, pregando o otimismo diante das dificuldades provocadas pela crise econômica, ''avisou'' que pretende se reunir com os governadores de Estado para discutir estratégias, como estimular os investimentos em infraestrutura, com o objetivo de reduzir impactos no Brasil da recessão que atinge o sistema financeiro mundial.

Confirmando mais uma vez a ''posição privilegiada'' do Brasil em relação aos demais países do mundo, segundo um estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), as perspectivas para e economia brasileira continuam mais positivas do que para os países ricos e outras grandes economias emergentes, como China, Índia e Rússia.

Em linha com a redução das ''apostas'' de crescimento da economia brasileira, o ''mercado''m também diante dos sinais de controle da inflação, abaixou, de 12% para 11,75%, suas projeções para a taxa de juros no final de 2009

- Dando um novo sinal de que a inflação está ''100% controlada'', a primeira prévia do IGP-M de JAN/09 apontou deflação de -0,31%, contra uma alta de 0,14% na primeira leitura de DEZ/08.

Com uma queda de -18% nas exportações e de -12,0% nas importações, ambas na comparação com o mesmo período de 2008, na semana passada a balança comercial brasileira acumulou um déficit de US$ -12mi, porem, segundo as projeções dos economistas do setor financeiro, a estimativa para o saldo da balança comercial de todo ano de 2009 permanece em US$ 14,5bi.

- A Embraer cair -4,9%, mesmo após anunciar que em 2008 bateu seu recorde histórico de vendas, com 204 jatos despachados a clientes.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Ciente da importância do PMDB para manter a governabilidade, ainda mais importante nestes tempos de crise financeira mundial, hoje Lula deverá jantar com a bancada de senadores peemedebistas para tratar sobre a sucessão para a presidência da Casa, que ao que tudo indica ficará com Sarney.

Após afirmar a Lula que, diferentemente do que fez em 2002, desta vez não exigirá que o PT realize prévias para escolher seu candidato à presidência da Republica em 2010, Suplicy ''avisou'' que está decidido a abraçar a candidatura de Dilma.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como Bush, ao invadir o Iraque passando por cima de uma resolução da ONU, acabou com a ''moral'' da instituição que deveria zelar pela paz e arbitrar os conflitos, o coreano Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas, parece que ''fala chinês'' ao pressionar, sem nenhum sucesso, Israel e Hamas por um cessar-fogo ou ao menos para permitir o envio de ajuda humanitária a Gaza.

O peso da carga tributária sobre os materiais escolares no Brasil pode chegar a 49%, o que já seria um absurdo em um país letrado e é inaceitável por aqui, já que a grande maioria da população brasileira não tem a educação adequada.

Se preparando para limpar todas mas ''melecas'' feitas por Bush, Obama indicou que, logo em sua primeira semana no cargo, assinará um decreto provavelmente determinando o fechamento imediato da Base Naval de Guantánamo, em Cuba.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário