R.B. 23/DEZ/08 "Não costuma errar"

São Paulo, 23 de dezembro de 2008 (TERÇA-FEIRA).

--------------------------------------------------------------------------------

Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, tentando uma recuperação após 4 quedas consecutivas, à espera da divulgação do PIB do terceiro trimestre nos EUA, porem deve-se ressaltar que, diante do baixo volume de negócios, a volatilidade deve permanecer até o final do ano.
- O DÓLAR deve cair, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na bolsa brasileira e pressionado pelos cada vez maiores leilões de venda do BC, porem também deve-se ressaltar que, diante do baixo volume de negócios, a volatilidade deve permanecer alta ao menos até o final de 2008.

ONTEM
- BOVESPA -3,9%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,7%, porem, com baixo volume de negócios (R$ 2,5bi), logo passou a cair, seguindo a trajetória negativa das bolsas de NY e a desvalorização das commodities, como o petróleo (-5,8%).
- DÓLAR 1,4% à R$ 2,39, abriu em leve queda, para na mínima recuar -0,3%, porem, apesar do recuo do risco-Brasil (-3,0%) e dos leilões de venda do BC, logo passou a subir, seguindo a piora do ''humor'' nas bolsas mundiais.
- Na ÁSIA, ainda sem uma tendência única, JAPÃO 1,6%, com destaques de alta para as ações de companhias exportadoras, como TDK (5,3%), Tokyo Electron (5,3%) e Honda Motor (5,4%), ''animadas'' com o anúncio de que o governo dos EUA concederá empréstimos emergenciais de US$ 17,4bi para as montadoras GM e Chrysler, CHINA -1,5%, com destaques de queda para as ações de empresas voltadas para a economia doméstica, como as seguradoras Ping An Insurance (-5,3%) e China Vanke (-4,9%), já que as esperadas medidas adicionais de estímulo econômico por parte de Pequim não se materializarem no fim de semana e CORÉIA 0,1%, com o mercado ''tomando um respiro'' após 5 sessões consecutivas de alta.
- Na EUROPA, seguindo as perdas das bolsas de NY, INGLATERRA -0,9%, FRANÇA -2,3% e ALEMANHA -1,2%, pressionadas pelo desempenho fraco das ações de empresas do setor automotivo, como Volkswagen (-5,9%), BMW (-3,9%) e Daimler (-4,5%), prejudicadas pelo anuncio de corte na previsão de lucro, receita e vendas da Toyota.
- Nos EUA, também com baixo volume de negócios, S&P -1,8%, DJ -0,7% e NASDAQ -2,0%, afetadas pela queda dos preços do petróleo (-5,8%), que é mais um sinal de debilidade do consumo, cuja temporada de compras para as festas aliás será a pior em décadas.

--------------------------------------------------------------------------------

Economia:

Após ressaltar que ''não costuma errar'', Carlos Lupi, ministro do Trabalho e Emprego, superou o otimismo até mesmo de Lula ao afirmar que as compras de Natal deste ano serão 10% maiores que as registradas em 2007 e que a economia brasileira crescerá 4,5% em 2009.

Podendo ser um sinal de que no Brasil a crise já passou pelo seu pior momento, em DEZ/08, após 2 meses consecutivos de queda, o Índice de Confiança do Consumidor ficou em 97,4pts, contra 96,9pts apurados em NOV/08.

Como conseqüência direta da crise financeira internacional, que já retrai investimentos e causa demissões no Brasil, em NOV/08 o número de empregados formais caiu -40.821 na comparação com OUT/08, o que representa a única redução registrada em um mês de NOV desde 2002, porem, mostrando que isto pode ser ''apenas uma acomodação'', de JAN/08 até NOV/08 foram criados 2.107.150 postos de trabalho, o que é um recorde na série histórica para o período.

Dificultando o consumo e ''ajudando'' no aumento da inadimplência, a taxa média de juros cobrada para empréstimos pessoais subiu de 5,36% (ao mês) em JAN/08 para 6,25% (ao mês) em DEZ/08, o que representa um crescimento de 16,60% no período.

- Já ''conformado'' com a provável redução da Selic na primeira reunião do Copom em 2009, o ''mercado'' reduziu, de 5,20% para 5,02%, suas ''apostas'' para a inflação no próximo ano.

Defendendo que o Brasil tenha liberdade para fechar acordos com mais independência, empresários brasileiros presentes no 2º Encontro Brasil-União Européia, no RJ, ressaltaram que o país vem perdendo oportunidades de comércio bilateral com outros países em função de "amarras" do Mercosul.

- O Banco do Brasil caiu -1,0%, porem, após o fechamento do pregão, anunciou que pagará um dividendo de R$ 0,1599 por ação em 3/MAR/09.

--------------------------------------------------------------------------------

Política:

Ontem, ''surfando'' nos mais elevados índices de popularidade, Lula foi ao horário nobre da TV falar sobre a crise econômica que, segundo ele, (1) é diferente pois nasceu e explodiu no ''coração do mundo'', (2) foi provocada por falta de controle do sistema financeiro norte-americano, transformado em ''cassino'' por bancos locais, (3) coincide com um bom momento da economia brasileira, que atualmente cresce com distribuição de renda, inflação controlada, redução da dívida publica, diversificação das exportações e reservas internacionais elevadas (4) não assusta o Brasil, já que o governo está tomando as medidas necessárias e a população seguirá consumindo de forma responsável.

''Premiando'' a crescente influencia e importância do Brasil no mundo, Sarkozy, presidente da França, defendeu mais uma vez a entrada do Brasil no Conselho de Segurança da ONU, ressaltando que a atual crise financeira amplia a importância do papel da política global.

Obviamente sem citar Serra, que como se sabe é o seu candidato para a presidência da Republica em 2010, Paulo Skaf, presidente da FIESP, protestou contra a decisão do governo de SP de autorizar o reajuste extraordinário, de 24,8%, nas tarifas de gás natural cobradas pela Comgás.
--------------------------------------------------------------------------------

Crítica:

Mostrando mais uma vez que realmente ''somos humanos, ridículos e limitados'', no mesmo dia em que o Papa Bento afirmou que ''livrar'' a humanidade da homossexualidade é tão importante quanto salvar as florestas, como a Amazônia, a natureza castigou com fortes chuvas uma cidade aonde do Brasil, desta vez ''por acaso'' a maior, aonde seus habitantes ainda não aprenderam que lixo na rua entope bueiro.

--------------------------------------------------------------------------------

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

--------------------------------------------------------------------------------

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário