R.B. 4/SET/20 "Justas, porém ainda tímidas"


R.B.

"Justas, porém ainda tímidas"

São Paulo, 4 de setembro de 2020 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, retornando à sua trajetória de alta após 2 pregões seguidos de queda, beneficiada pelos sinais de recuperação da economia tupiniquim e pela apresentação da reforma administrativa ao Congresso Nacional e (2) o DÓLAR pode cair, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 5/AGO/20, seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,2% (aos 100.721pts), revertendo os ganhos da abertura, quando na máxima atingiu (103.226pts), prejudicada pela forte, e saudável, realização de lucros ocorrida na bolsa de NY, em um pregão com elevado volume de negócios (R$ 37,9bi) e (2) o DÓLAR caiu -1,1% à R$ 5,29, operando novamente descolado das moedas emergentes e do “humor” da bolsa tupiniquim, diante das expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,9% e China 0,6%, embaladas pelos recordes em Wall Street no dia anterior e com investidores digerindo os dados positivos de atividade de serviços chinês, (2) da EUROPA, devolvendo os ganhos da abertura, Inglaterra -1,5%, França -0,4% e Alemanha -1,4%, seguindo a piora do “humor” nas bolsas de NY e prejudicadas pelo recuo das commodities e (3) dos EUA, em um saudável e contundente movimento de realização de lucros, S&P -3,5%, DJ -2,8% e NASDAQ -4,9%, prejudicadas pela divulgação de dados econômicos piores do que o esperado e pelo aumento das tensões entre Washington e Pequim.

Abaixo do esperado (57,0pts), o índice norte-americano de atividade de serviços caiu de 58,1pts em JUL/20 para 56,9pts em AGO/20, motivado principalmente pela retomada de inúteis e criminosas medidas de distanciamento social em alguns estados comandados pelos democratas.

Endurecendo ainda mais o jogo, ontem a ditadura chinesa, que representa um perigo para os países democráticos. anunciou que dará "resposta legítima" a restrições impostas pelos norte-americanos a diplomatas chineses.

Principal expoente do socialismo e do progressismo na atualidade, a França, que é presidida por Emmanuel Macron, um socialista que diz que é liberal, lançou um plano de 100 bilhões de euros para resgatar sua economia da crise do coronavírus, com grandes investimentos em energia ecológica, para reduzir a sua enorme dependência do carvão, e transportes, bem como em inovação industrial.

Destoando das críticas que o Brasil recebe dos seus jornalistas, analistas e economistas, a consultoria inglesa Capital Economics afirmou que o país é hoje o único que, em plena pandemia do coronavírus, está debatendo reformas, como a fiscal e a administrativa, e aprovando medidas importantes, como o marco regulatório do gás.

Mantendo a mesma linha liberal de seu antecessor, Diogo Mac Cord, novo secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, afirmou, coberto de razão, que somente a inclusão da iniciativa privada no fluxo de investimentos e a redução da participação do estado permitirão a geração de crescimento econômico e desenvolvimento para o Brasil.

Apresentando mais um importante sinal de recuperação da economia tupiniquim, em JUL/20 a produção industrial brasileira, registrando o terceiro mês seguido de expansão, cresceu 8% na comparação com JUN/20.

Dando uma ótima noticia para o Brasil, que é um dos grandes exportadores mundiais de proteína animal, as importações chinesas de carne bovina, ignorando a pandemia do coronavírus, registraram no primeiro semestre deste ano um crescimento de 43% na comparação com o mesmo período de 2019.

Principal beneficiado pela inútil e criminosa quarentena do coronavírus, o setor de supermercados, através de suas Associações representativas, lançou ontem cartas públicas chamando a atenção para a alta de preço de itens da cesta básica e solicitando que o governo adote medidas para dificultar as exportações agrícolas afim de aumentar a oferta interna de produtos.

-    Alphabet caiu -5,1% na bolsa de NY, após The New York Times informar que o Departamento de Justiça dos EUA deve apresentar acusações antitruste contra o Google nas próximas semanas.

-    A Vale caiu -3,3%, prejudicada pelo recuo das commodities e principalmente pelo pedido do Ministério Público Federal de intervenção judicial na empresa e de suspensão de pagamento de dividendos aos seus acionistas.


Política:

Conforme prometido, ontem o governo Bolsonaro entregou sua proposta de reforma administrativa ao Congresso Nacional, que propõe mudanças, “justas, porém ainda tímidas”, como (1) o fim das férias de mais de 30 dias de férias por ano, (2) a exigência de 2 anos de experiência com desempenho satisfatório para nomeação, (3)a  ampliação das limitações ao exercício de outras atividades, (4) o fim de promoções ou progressões por tempo de serviço e (5) a proibição da aposentadoria compulsória como punição.

Entre os melhores pontos que existem na reforma administrativa, que obviamente desagradou vagabundos e também a nefasta imprensa socialista tupiniquim, está a permissão para que o presidente possa, sem necessidade de autorização do Congresso Nacional, eliminar fundações e autarquias como o Incra, o Ibama, as universidades federais e até as agências reguladoras, como a CVM e a Susep.

Criando problemas onde eles não existem, Rodrigo Maia, nefasto presidente da Câmara que é conhecido como Botafogo nas planilhas de propina da Odebrecht, afirmou, para os socialistas e criadores e fake News da Globo, que não tem diálogo com Paulo Guedes, que o referido ministro da Economia proibiu seus secretários de conversarem com ele e que seu carnal de interlocução com o governo é unicamente o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo.

Confirmando que é a pessoa ideal para o cargo, Wagner do Rosário, que hoje comanda Controladoria-Geral da União e que pode ser indicado por Jair Bolsonaro para o TCU, já fez duras críticas ao referido Tribunal de Contas da União.

Ontem, em uma live ao lado de André Mendonça, ministro da Justiça, o presidente Bolsonaro lembrou que Mandetta, seu ex-ministro da saúde, mandou as pessoas ficarem presas em casa, (2) recomendou que a população só fosse aos hospitais, para serem entubadas, quando tivessem falta de ar e (3) contribuiu para a narrativa para governadores comprarem de respiradores superfaturados.

Com a certeza de que será reeleito prefeito de SP e com uma coligação de 8 partidos, o tucano Bruno “Cava” Covas ainda não decidiu quem será o seu candidato à vice, mas as principais candidatas ao posto são Marta Suplicy (Solidariedade) e Mara Gabrilli (PSDB).

Repetindo o que diz a lei, mas contrariando os socialistas canalhas que acham que o Estado deve interferir na vida das pessoas, Bolsonaro “avisou” que ninguém pode obrigar um adulto a tomar uma vacina.


Crítica:

Inovando, para defender o maior bandido da história do Brasil, Ricardo Lewandowski, ministro do STF e canalha, decidiu o suspender as alegações finais na ação penal que investiga o pagamento de propina da Odebrecht para Lula na forma de um terreno para seu instituto e com isto os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro irão prescrever em DEZ/20.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário