R.B. 21/AGO/20 "Como se fosse um militante do PSOL"


"Como se fosse um militante do PSOL"

São Paulo, 21 de agosto de 2020 (SEXTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com “boas chances” de zerar as perdas acumuladas no mês (-1,4%), influenciada positivamente pela manutenção do veto ao aumento dos funcionários públicos e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo uma parte da forte alta acumulada no mês (6,4%) e no ano (38,3%), influenciado pela esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e pela expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,6% (aos 101.468pts), recuperando as perdas da abertura, quando na mínima atingiu 99.131pts, influenciada pela valorização das commodities e pelas sinalizações de que a Câmara dos deputados manteria o veto presidencial a aumentos ao funcionalismo até o fim de 2021 e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 5,56, devolvendo quase todos os ganhos da abertura, quando na máxima atingiu R$ 5,67, aliviado pelos leilões de venda do BC e dividido entre a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,0% e China -1,3%, com os investidores frustrados com a decisão do BC chinês de manter inalteradas suas taxas de juros de referência para empréstimos de curto e longo prazos, (2) da EUROPA, Inglaterra -1,6%, França -1,3% e Alemanha -1,1%, reagindo ao tom negativo da ata do FED (“BC” norte-americano) divulgado no dia anterior após o fechamento das bolsas da região e prejudicadas pelo recuo das commodities e (3) dos EUA, com a NASDAQ batendo mais um recorde de alta, S&P 0,3%, DJ0,2 % e NASDAQ 1,1%, diante da consolidação das “apostas” de que Trump derrotará o candidato democrata, com viés socialista e globalista, nas eleições presidenciais do país.

Nova conversa fiada dos socialistas, globalistas e progressistas, que se esquecem sempre que o objetivo do capitalismo é o lucro, as empresas ESG, que dizem que tem melhores práticas ambientais, sociais e de governança, pretendem, mesmo com a crise da inútil e criminosa quarentena do coronavírus, captar US$ 350bi em 2020, o que representará um aumento de 36% em relação a 2019.

Reforçando a importância da matéria, segundo o economista Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal, as propostas de reforma tributária que tramitam no Congresso podem elevar a demanda do setor de serviços em 30% nos próximos 15 anos, crescimento acima dos 20% adicionais projetados para a renda dos brasileiros nesse mesmo período.

Enquanto quase 9 milhões de trabalhadores do setor privado deixaram a força de trabalho no segundo trimestre deste ano, período mais agudo dos efeitos econômicos nefastos da quarentena do coronavírus, o setor público, que é bancado pelos pagadores de impostos, registrou aumento de 708 mil vagas.

Apresentando novos “frutos podres” da inútil e criminosa quarentena do coronavírus, (1) em JUL/20 a arrecadação federal de impostos registrou uma queda de -17,6% na comparação com JUL/19, o que representa o pior para o mês nos últimos 11 anos, (2) 46% dos brasileiros constataram redução de sua renda familiar devido à pandemia e (3) desde o início da atual crise, os governos de todo o mundo já editaram ao menos 303 medidas com impacto restritivo ao comercio internacional.

-    As ações da B3 subiram 4,6%, 1 dia após a referida monopolista bolsa tupiniquim anunciar suas prévias operacionais referentes ao mês de JUL/20, com um aumento de 74,2% no volume financeiro médio diário em comparação com JUL/19 e com o número de investidores ativos crescendo 129,3% na mesma base de comparação.


Política:

Contrariando uma decisão dos canalhas do Senado e assim impedindo que o Brasil quebre, ontem a Câmara dos deputados manteve, por 316 votos a 165, o veto do presidente Bolsonaro ao aumento dos salários de funcionários públicos até o final de 2021.

Aniquilando a farsa do grupo socialista, mentiroso e antidemocrático chamado “somos 70%”, ontem foi divulgada uma pesquisa indicando que apenas os últimos 15 dias a aprovação do presidente Bolsonaro subiu de 45% para 52% e que a sua reprovação recuou de 45% para 40% na mesma base de comparação.

Fazendo uma interessante e importante denuncia, Salim Mattar, que foi secretário de Privatizações do governo do Bolsonaro, afirmou que os militares, a fim de preservar seus cabides de emprego, impedem a venda das estatais.

Agora que sua “batata assou” e que o PSL deve colocar a deputada estadual Janaina Paschoal ou o deputado federal Luiz Philippe de Orléans e Bragança como candidato à prefeito de SP, Joice Hasselmann afirmou que “quer o bem” de Bolsonaro e que suas divergências são com os filhos do presidente.

Em defesa de seus bandidos de estimação, Gilmar Mendes, nefasto ministro do STF, decidiu ontem suspender os efeitos de uma operação de busca e apreensão feita no ano passado na casa do banqueiro André Esteves e na sede de seu banco, o BTG Pactual.

Como se fosse um militante do PSOL”, Obama, o pior e mais canalha presidente da história dos EUA, afirmou, durante a convenção do partido democrata, que a eventual reeleição de Trump vai destruir a democracia norte-americana.


Crítica:

“Vagabundos, socialistas e agora também racistas”, os “nobres” ministros do Tribunal Superior Eleitoral, mais uma vez usurpando as prerrogativas do legislativo, decidiram que o dinheiro do nefasto Fundo Eleitoral e o tempo de propaganda no rádio e TV devem ser divididos na mesma proporção de candidatos negros e brancos de cada partido.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário