R.B. 27/MAR/20 "Favorecendo inadimplentes, condenados e grandes empresas"



"Favorecendo inadimplentes, condenados e grandes empresas"

São Paulo, 27 de março de 2020 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo parte da valorização acumulada na semana (15,9%), influenciada pela trajetória descendente das principais bolsas mundiais e pelo recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando o movimento de “ajuste” das bolsas e a valorização internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 3,7%, para acumular uma valorização de 22,2% nos 3 últimos pregões, acompanhando o movimento ascendente das bolsas de NY e animada com a adesão cada vez maior à proposta de isolamento vertical apresentada por Bolsonaro e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 4,99, para fechar abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 13/MAR/20, novamente acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, desta vez influenciada pela aprovação de um pacote de estímulos de US$ 2tri pelo Congresso dos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -4,1% e China -0,6%, realizando uma parte dos lucros acumulados nos 2 últimos pregões, à espera de novos dados do mercado de trabalho norte-americano, (2) da EUROPA, recuperando as perdas da abertura, Inglaterra 2,2%, França 2,5% e Alemanha 1,3%, impulsionadas pela expectativa por novos anúncios de medidas para ajudar a economia e diminuir os impactos da pandemia de coronavírus e (3) dos EUA, acumulando as maiores altas em 3 dias desde 1931, S&P 6,2%, DJ 6,4% e NASDAQ 5,6%, com destaques de alta para as ações da Boeing (13,8%)  e da Chevron (10,3%), beneficiadas pelo trilionário pacote de ajuda aprovado pelo Congresso do país.

Menos pior do que o esperado pelo “mercado” (4 milhões), porem batendo um recorde histórico para o período, foram solicitados na semana passada 3,2 milhões de novos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA.

Reafirmando seu compromisso de fazer "o que for necessário" e assim somando esforços com os principais BCs do mundo, ontem o G-20, grupo dos países mais ricos do mundo, anunciou que pode desembolsar até US$ 5tri com medidas para combater os efeitos econômicos da crise do coronavírus.

Pessimista com o futuro tupiniquim, Jeffrey Lamoureux, chefe de risco para as Américas da agencia de classificação Fitch, alertou que que as reformas no Brasil "estão fora da mesa no futuro previsível" e que a economia brasileira deve encolher 1,9% este ano.

Colocando, sem vergonha na cara, suas manguinhas socialistas e estatizantes de fora, a nefasta imprensa tupiniquim tem estimulado economistas de araque a pressionar o governo Bolsonaro, e principalmente sua equipe econômica, a implementar medidas irresponsáveis e assistencialistas que irão endividar ainda mais o Estado brasileiro.

Com estratégia para combater os efeitos do coronavírus, o BC tupiniquim tem implementado medidas para aumentar significativamente o volume de recursos disponíveis aos grandes bancos, como quando reduziu o compulsório, porem as fintechs, apesar de reportarem um aumento na demanda por crédito para micro, pequenas e médias empresas, foram “esquecidas” pela autoridade monetária tupiniquim reclamam que não têm dinheiro suficiente em caixa para novos empréstimos.

Olhando apenas para o topo da pirâmide, que tem mais condições de enfrentar a crise, a Febraban, entidade que representa os bancos, anunciou que as cinco maiores instituições financeiras do país estavam abertas para discutir a prorrogação, por 60 dias, dos vencimentos de dívidas de empresas.

Corroborando com o presidente Bolsonaro, (1) Janguiê Diniz, principal acionais da Ser Educacional, afirmou que Isolamento total contra vírus não pode durar mais de 30 dias, (2) a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso “avisou” que o isolamento por coronavírus pode atrapalhar safra de milho do estado e (3) Rubens Menin, dono da CNN Brasil, alertou que o isolamento total e prolongado vai dizimar pequenas e médias empresas.

Enquanto servidores públicos, que tem estabilidade no emprego, se recusam a reduzir seus salários e suas mordomias, os pilotos e comissários da Latam e da Gol, as 2 maiores companhias aéreas do país, aprovaram ontem propostas das empresas para redução de salários que, na prática, chega a até 80% pelos próximos 3 meses.

Rico em vitamina C, o que ajuda a aumentar a imunidade e combater o coronavírus, o preço dos contratos futuros de suco de laranja disparou 22% esta semana na bolsa de Chicago e atingiu o maior valor desde ABR/19.

Petrobrás, Gerdau, Gol, Cemig, Banco do Brasil, Usiminas, Eletrobrás e Embraer são exemplos de empresas brasileiras que, diante da forte queda dos preços de suas ações, tem atualmente uma cotação em bolsa menor do que o seu valor patrimonial.

Política:

Com o presidente Bolsonaro mais uma vez dando um drible em Rodrigo Maia, ontem a Câmara dos Deputados aprovou o projeto do governo que prevê concessão durante 3 meses de auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais e de R$ 1.200 para mães responsáveis pelo sustento da família.

À serviço da organização criminosa petista, ontem 2 ONGs entraram com uma noticia crime contra o presidente Bolsonaro por ele ter culpado, com toda razão aliás, a nefasta imprensa socialista tupiniquim pelo clima de histeria instalado no país.

Com o objetivo de reduzir o volume de pessoas nos hospitais, a Câmara aprovou ontem, em sua segunda sessão virtual da história, um projeto que dispensa o trabalhador infectado por coronavírus de apresentar atestado médico para justificar a falta e garantir o recebimento de salário.

Deixando os socialistas revoltados e confusos, o presidente Bolsonaro disse que é a família, e não o governo, é quem deve se preocupar inicialmente com os idosos, que pertencem ao chamado grupo de risco, em relação ao combate à pandemia do novo coronavírus.

Beneficiados por um judiciário nefasto e corrupto, e não pelo coronavírus, o publicitário petista Marcos Valério, o ex-deputado emedebista Eduardo Cunha e o doleiro Dario Messer, todos presos pela Lava Jato, conseguiram decisões autorizando a ida para prisão domiciliar usando como desculpa a referida pandemia.

Vagabundo, canalha e atual queridinho da nefasta imprensa socialista tupiniquim, Doria, governador tucano de SP que quer levar a cidade à falência, registrou ontem um boletim de ocorrência pois foi supostamente ameaçado de morte.

Retirado do limbo do esgoto pela nefasta imprensa socialista tupiniquim, Sarney veio à publico para, em uma crítica a atuação de Bolsonaro na crise do coronavírus, dizer que a referida pandemia é uma ameaça a humanidade e a que sem a vida humana nada se compra ou se vende.

De forma descarada, em meio a uma explosão de casos de dengue e contabilizando uma morte suspeita pelo coronavírus, a Câmara Municipal de Maringá, no Paraná, aprovou proposta do prefeito Ulisses Maia, do PDT, de reajustar em 4,3% o seu salário e também o de vereadores, secretários e servidores municipais.

Crítica:

Endurecendo o jogo contra um aliado e sócio da organização criminosa petista, o governo Trump, além de acusar Nicolás Maduro de narcoterrorista, colocou uma recompensa de US$ 15 milhões por informações que levem à prisão do referido ditador venezuelano.

Favorecendo inadimplentes, condenados e grandes empresas”, a CVM decidiu postergar por 120 dias a cobrança de multas e o cumprimento obrigações legais por conta do coronavírus, mas segue ignorando os apelos do Assessores de Investimentos e mantendo a abusiva, inexplicável, injusta e ilegal taxa de fiscalização, que é de no mínimo R$ 10.154,04 por ano.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário