R.B. 21/JAN/20 "Rasgando elogios ao país"



"Rasgando elogios ao país"

São Paulo, 21 de janeiro de 2020 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após bater mais um recorde histórico, influenciada pela piora do “humor” nas principais bolsas mundiais e pelo recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode seguir em alta, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e com “boas chances” de testar a “resistência” dos R$ 4,20, porem é bom ressaltar que o patamar é interessante para vendas, principalmente diante da expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,3%, para fechar o dia registrando um novo recorde histórico de alta (aos 118.862pts), com os investidores focando no cenário interno, diante do feriado de Martin Luther King nos EUA e do vencimento de opções na bolsa brasileira, e reforçando as “apostas” de novo corte na taxa básica de juros tupiniquim e (2) o DÓLAR subiu -0,6% à R$ 4,18, em um dia de poucos negócios, por causa do feriado nos EUA, e influenciado por declarações de Paulo Guedes, ministro da Economia, alertando que , com juros baixos, o Brasil terá que conviver com um dólar mais alto.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,2% e China 0,7%, seguindo o fechamento positivo das bolsas de NY na sexta-feira e também impulsionadas pela divulgação de bons resultados corporativos, (2) da EUROPA, sem uma direção única e com baixos volumes de negócios por conta do feriado nos EUA, Inglaterra -0,3%, França -0,3% e Alemanha 0,2%, com os investidores em compasso de espera antes da primeira decisão de política monetária do BC deste ano, marcada para a próxima quinta-feira e (3) dos EUA, S&P, DJ e NASDAQ permaneceram fechadas por conta do feriado em homenagem a de Martin Luther King, líder e herói nacional.

Confirmando a enorme atratividade que o País ganhou após se livrar do governo da organização criminosa petista, enquanto o fluxo de investimento direto estrangeiro global sofreu uma queda de -1% no ano passado, no mesmo período o Brasil viu essa corrente crescer 26% e com isto subiu 3 posições (ultrapassando Hong Kong, Reino Unido e Holanda) e chegou ao quarto lugar no destino de IED no mundo, perdendo apenas para EUA, China e Singapura.

Ontem o FMI publicou mais uma revisão de suas projeções de crescimento da economia global para este ano, que foi reduzida de 3,4% para 3,3%, porem para o Brasil a expectativa foi elevada, desta vez de 2,0% para 2,2%.

Bem mais otimistas que seus pares globais, segundo uma pesquisa feita pela consultoria PwC com os CEOs das empresas brasileiras (1) 78% dizem esperar crescimento de receita neste ano, (2) 56% estão confiantes e 22% muito confiantes e (3) 89% acreditam que o ganho maior será obtido por meio de aumento da eficiência operacional.

Rasgando elogios ao país”, o banco UBS divulgou ontem um relatório dizendo que (1) o lucro das empresas brasileiras crescerá mais que nos demais mercados emergentes, (2) a hora de comprar ações de empresas brasileiras é agora e (3) a economia tupiniquim pode criar 700 mil empregos em 2020.

Diante da queda da taxa básica de juros, que está no menor patamar da história, no ano passado o patrimônio de fundos de investimento do país cresceu 15,27% e atingiu o recorde histórico de R$ 5tri.

Cada semana um pouquinho mais otimista, o “mercado” (1) elevou, desta vez de 2,30% para 2,31%, suas projeções para o crescimento da economia brasileira em 2020 e (2) reduziu, de 2,38% para 3,56%, suas “apostas” para a inflação registrada pelo IPCA neste ano.

Mostrando que os gringos seguem de fora, apesar do novo recorde histórico do Ibovespa, até o dia 16/JAN/20 o saldo dos investimentos estrangeiros na bolsa brasileira no ano estava negativo em R$ -6,6bi.

-    O Banco do Brasil recuou -0,6%, o Bradesco cedeu -1,9% e o Itaú perdeu -2,0%, após o Bank of America reduzir a sua recomendação para bancos brasileiros, citando (1) o aumento de 5% na Contribuição Social sobre Lucro Líquido, (2) os limites para os juros do cheque especial, (3) a ampliação da concorrência com as fintechs e (4) as iniciativas do governo federal para aumentar o grau de competição.

Política:

Agradando seus eleitores até uma boa parte dos artistas globais, Bolsonaro fez um golaço ao escolher a atriz Regina Duarte, que é querida, séria, capaz, articulada, para comandar a Secretaria Especial da Cultura.

Já abrindo um canal de diálogo com o governo, a Patrícia Pillar, esquerdista histórica e ex-mulher de Ciro Gomes, vai se reunir com outros artistas para levantar pautas da classe e entregá-las a Regina Duarte.

Brilhante, calmo e cada dia mais eloquente, Sergio Moro classificou ontem, durante sua entrevista no Roda Viva, como “bobageirada para soltar criminosos presos” as mensagens roubadas da Lava Jato por hackers.

Principal crítico do juiz das garantias no governo Bolsonaro, Sergio Moro defendeu que se volte à estaca zero sobre a implementação do instituto no sistema de Justiça do país, citando inconsistências na lei.

Preocupado apenas com ele mesmo, como todo psicopata, Lula, ex-presidiário e líder da organização criminosa petista, decidiu que apenas no início de FEV/19 seu bando divulgará o calendário de definição das candidaturas para as eleições municipais deste ano, o que tem irritado bastante dirigentes regionais.

Crítica:

Retardado à serviço da organização criminosa petista, o cantor Marcelo D2 incitou a violência ao dizer em suas redes sociais que as pessoas de direita e os liberais deveriam ser tatuados com uma suástica na testa.

Nefasta, vendida e sócia da organização criminosa petista, uma boa parte da impressa tupiniquim, com destaque para a Globo e a Folha de SP, fez um enorme escândalo pois ocorreu uma falha, já corrigida, na correção das provas de 0,15% dos participantes do Enem.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário