R.B. 23/ABR/18 "Soltar imediatamente o maior bandido da história do Brasil"



"Soltar imediatamente o maior bandido da história do Brasil"

São Paulo, 23 de abril de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, com “boas chances” de zerar as perdas acumuladas neste mês de ABR/19 (-0,9%), novamente beneficiada pela valorização das commodities e desta vez também “animada” pelo cancelamento da greve dos caminhoneiros e pela provável aprovação da nova Previdência na CCJ da Câmara e (2) o DÓLAR pode cair, para provavelmente zerar a valorização ainda registrada neste mês de ABR/19 (0,7%), influenciado pela esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,1%, sustentada pela valorização das commodities e contida pelas incertezas sobre o avanço da proposta de nova Previdência na CCJ da Câmara e pelos “temores” de greve dos caminhoneiros e (2) o DÓLAR caiu -0,1% à R$ 3,93, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 0,6%, beneficiadas pelo bom desempenho das exportadoras, diante da valorização do dólar frente a moeda local (o iene) e China -1,7%, com destaques de queda para as ações das empresas do setor imobiliário, após o principal órgão decisório do Partido Comunista chinês alertar sobre especulação imobiliária, (2) da EUROPA, Inglaterra, França e Alemanha permaneceram fechadas por conta do feriado de Páscoa e (3) dos EUA, próximas da estabilidade, com poucos negócios e sem uma tendência única, S&P 0,1%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,2%, divididas entre a crescente ameaça dos democratas de abrir um processo de impeachment contra o presidente Trump e a melhora das perspectivas para a economia do país e também em compasso de espera antes da divulgação de resultados de grandes empresas como Microsoft, Facebook, Amazon, Chevron e ExxonMobil.

Como parte de sua estratégia para levar a zero as exportações do óleo do Irã, que é uma ditadura sanguinária, Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, anunciou que Washington vai retirar a partir de 2/MAI/9 a isenção dada a 8 países na compra de petróleo iraniano.

Pautado pela imprensa socialista tupiniquim, o jornal norte-americano Financial Times, que também é de esquerda, afirmou que o Brasil é dirigido por um maníaco que ataca gays, odeia árvores e ama as armas, ressaltando que o lado positivo é que o país tem uma equipe econômica formada por liberais e que a reforma da Previdência será o ponto de partida para “iniciar o processo de colocar as finanças tupiniquins em ordem.

Com o objetivo principal de desburocratizar e diminuir os custos de atividades chamadas de baixo risco em propriedade privada, como padarias, tabacarias e pequenas lojas de departamentos, Bolsonaro assinará esta semana a chamada MP da liberdade econômica.

Acabando com a pilantragem petista de tirar dos pobres para dar aos ricos, em 2018, pelo terceiro ano seguido, os subsídios concedidos pelo governo federal, destinados na grande maioria das vezes para grandes empresas, recuaram -13,4% na comparação com 2017, no terceiro ano consecutivo de queda.

Fazendo um importante alerta, José Ricardo Botelho, presidente da Agência Nacional de Aviação Civil, afirmou que a provável saída da Avianca Brasil do mercado pode elevar os preços das passagens aéreas e ressaltou que a alternativa para a entrada de novos competidores neste mercado é a aprovação da medida provisória que permite 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras.

Após ressaltar que os investidores globais não descartaram o Brasil, o investidor tupiniquim Lawrence Pih afirmou que as incertezas que o país vive em torno da reforma da Previdência e das declarações do presidente Bolsonaro prejudicam o setor produtivo e preocupam o empresariado, colocando os investimentos em compasso de espera.

“Batendo de lado”, e com bastante cuidado, no maior monopólio do país, o Cade abriu processos contra Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Santander por eles dificultarem que correntistas coloquem a fatura do cartão de crédito do Nubank em débito automático.

Aumentando o pessimismo na medida em que a proposta de nova previdência não avança na Câmara, o “mercado” decidiu (1) reduzir, pela 8ª vez seguida, suas “apostas” para o crescimento do PIB tupiniquim neste ano, agora de 1,95% para 1,71% e (2) diminuir, de 4,06% para 4,01%, suas previsões para a inflação medida pelo IPCA em 2019, patamar ainda abaixo do centro da meta (4,25%).

-    A Vale caiu -2,4%, prejudicada por declarações do senador Carlos Viana, o relator da CPI de Brumadinho no Senado, afirmando que pretende propor em seu relatório final um aumento, de 3,5% para 10,0%, no imposto conhecido como Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais  e também por rumores de que a equipe econômica de Bolsonaro pretende fazer uma “reprivatização” da empresa, já que atualmente 20% das ações da mineradora pertencem à Litel Participações, que tem entre os seus acionistas fundos de pensão ligados às estatais, como a Previ, a Petros, a Funcef e a Funcesp e 6% é do braço de investimentos do BNDES.

Política:

Com boas chances de “soltar imediatamente o maior bandido da história do Brasil”, hoje o Superior Tribunal de Justiça vai julgar, de forma colegiada, um recurso dos advogados de Lula contra a condenação que ele sofreu no caso do tríplex de Guarujá.

Parlamentares de esquerda, alinhados com seus “casuísticos de toga” do STF e desalinhados com a democracia, querem criar uma CPI para censurar e perseguir cidadãos que ousarem critica-los pela internet.

Unindo advogados das organizações criminosas do PT e do PSDB, que enfrentam os mesmos desafios para livrar seus clientes da cadeia, está sendo organizando um jantar, em MAI/19, para homenagear o atual presidente do STF, Dias Toffoli, e elogiar sua atitude de censurar a imprensa e perseguir quem critica a suprema corte tupiniquim.

Com a compra da reeleição como principal reforma de seu governo e a passagem da faixa presidencial para Lula como a realização de seu maior sonho, FHC, a pessoa que mais destruiu o caráter brasileiro na história, afirmou, em entrevista para a CBN, que Bolsonaro não nasceu para ser presidente do Brasil.

Líderes de partidos de centro e centro-direita dizem que, mantidos os termos já firmados com a equipe econômica, a votação da nova Previdência na Comissão de Constituição e Justiça, marcada para hoje, ocorrerá em relativa tranquilidade.

Calando a boca da imunda imprensa socialista tupiniquim, comandada pela Folha de SP, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, anunciou ontem ter firmado acordo com o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, para a liberação de dados sigilosos da reforma após a votação da proposta na Comissão de Constituição e Justiça, que está marcada para hoje.

Um dos únicos esquerdistas tupiniquins com caráter, Fernando Gabeira afirmou, coberto de razão, que Dias Toffoli e Alexandre de Moraes, ministros do STF, deveriam renunciar, pois querem transformar o país num grande fantasma do passado, um lugar das carteiradas, do sabe com quem está falando, do prendo e mando prender, do comigo ninguém pode e do cala a boca que sou autoridade.

Inspirado na CPI das Universidades, que ocorre na Assembleia Legislativa de SP, o partido NOVO trouxe de volta a ideia de se cobrar mensalidades em universidades públicas, que surgiu durante as eleições presidenciais, como forma de diminuir a participação do Estado no orçamento.

Já pensando em 2022, o PSB, acreditando que os eleitores de esquerda estão decepcionados com o PT, ainda pretende construir a candidatura presidencial de Joaquim Barbosa, o covarde e permissivo ex-presidente do STF.

Como adora uma boquinha para empregar seus militantes vagabundos e desqualificados, o PT pediu ontem ao STF para derrubar um decreto de Bolsonaro que manda extinguir dezenas de conselhos inúteis criados nos governos Lula e Dilma.

Eternos candidatos à presidência do Brasil, Ciro Gomes, do PDT, e Marina Silva, do REDE, participarão amanhã, no Senado, de um debate sobre os 100 dias do governo Bolsonaro e obviamente aproveitarão a oportunidade para bater no presidente e para criticar a proposta da nova Previdência.

Acreditando na sua “divindade”, que tem “poder para acusar, investigar, julgar e condenar”, Alexandre de Moraes, atualmente ministro do STF e anteriormente advogado do PCC, é relator de uma ação na suprema corte tupiniquim que discute a legalidade de um ato administrativo encabeçado por ele mesmo quando era secretário da Segurança Pública de SP.

Para a tristeza dos “intelectuais e artistas de esquerda”, o governo Bolsonaro, acabando, como prometido, com a farra com dinheiro dos impostos, anunciou ontem mudanças na maldita Lei Rouanet, que passa a ser chamada de Lei de Incentivo à Cultura e cujo limite para captação de recursos caiu de R$ 60 milhões para R$ 1 milhão por projeto.

Crítica:

Construída por socialistas para afastar o povo do poder, Brasília comemorou ontem 59 anos com um show da nefasta cantora Anita, que teve a presença de apenas 6 mil pessoas e que custou R$ 3 milhões aos cofres públicos da capital federal, ou seja R$ 500,00 por pessoa.

Frustrando a imprensa socialista e a oposição, que sempre torcem pelo pior, ontem, após mais de 4 horas de reunião, dirigentes das 11 principais centrais sindicais de caminhoneiros autônomos conseguiram fechar um acordo com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e suspenderam a greve marcada para o dia 29/ABR/19.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário