R.B. 29/NOV/18 "Mais um amigão de Lula na cadeia"



"Mais um amigão de Lula na cadeia"

São Paulo, 29 de novembro de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, perdendo uma boa chance de superar o maior patamar da história (89.598pts), prejudicada pelo adiamento da votação da cessão onerosa pelo senado e (2) o DÓLAR pode subir, na contramão da trajetória internacional da moeda norte-americana, influenciada pela esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,6%, para fechar o dia aos 89.250pts, com bom volume de negócios (R$ 16,1bi) e com os investidores, internos e externos, retomando e ampliando suas “apostas” de aprovação das reformas e de crescimento sustentável da economia tupiniquim após Bolsonaro assumir a presidência do país e (2) o DÓLAR caiu -0,9% à R$ 3,83, acompanhando a melhora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pela expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,0% e China 1,1%, impulsionadas por esperanças renovadas para o encontro que Trump e Xi Jinping, o presidente chinês, (2) da EUROPA, devolvendo as perdas da abertura, Inglaterra -0,2%, França -0,1% e Alemanha -0,1%, prejudicadas pelo recuo das cotações do petróleo e também por declarações de Trump ameaçando tarifar a importação de automóveis e (3) dos EUA, fechando o pregão com as maiores valorizações diárias desde MAR/18, S&P 2,3%, DJ 2,5% e NASDAQ 2,9%, animadas com o discurso do presidente do FED (“BC” local) e com destaques de alta para as ações das empresas do setor de tecnologia, como Amazon (6,1%), Netflix (6,0%) e Apple (3,8%).

Indicando que o aperto monetário norte-americano será gradual, Jerome Powell, presidente do FED (“BC” dos EUA) afirmou que os juros dos EUA estão "pouco abaixo" do nível neutro e ressaltou que não vê excessos perigosos nos mercados acionários.

Com os “nobres” senadores tupiniquins causando mais um estrago para os cofres públicos do país, ontem, por conta de um impasse sobre a partilha de recursos do pré-sal para estados e municípios, a votação do projeto da cessão onerosa foi novamente adiada.

Aparentando otimismo, Meirelles, que gastou do próprio bolso quase R$ 50mi na sua campanha presidencial e teve menos voto que o Cabo Daciolo, afirmou ontem, em evento do Instituto de Direito Público, que o Brasil pode crescer até 3,5% nos próximos anos a depender da profundidade da reforma da Previdência e das medidas para melhorar a produtividade que forem adotadas pelo governo Bolsonaro.

Mostrando como é ruim e nocivo o Estado ser sócio de uma empresa, a Itaipu Binacional, empresa responsável pela gestão de uma das maiores hidrelétricas do mundo, sofre pressão política para pagar pela construção de duas novas pontes para interligar o Brasil e o Paraguai, o que provavelmente levará ao aumento da conta de luz para todos os brasileiros.

Finalmente acabando com uma antiga “malandragem”, o BC brasileiro anunciou que passará a obrigar os bancos tupiniquins a aplicarem a taxa de câmbio do dia da compra nas operações feitas com cartão de crédito no exterior, o que tornará a operação um pouco mais transparente, já que a autoridade monetária não falou em spread.

Tirando um fardo das costas do governo Federal, os preços de venda do diesel em todas as regiões do país estão mais baixos do que o valor internacional de referência, o que permitiria antecipar o fim do subsídio associação dos importadores.

A petrolífera britânica BP divulgou ontem um estudo que mostra que, por conta do aumento da demanda para produção de matéria prima com produtos petroquímicos, especialmente para a indústria, o avanço dos carros elétricos não deve derrubar as vendas globais de petróleo ao menos até 2040.

Política:

Colocando “mais um amigão de Lula na cadeia”, hoje pela manhã Pezão, governador do RJ, foi preso já que, segundo o Ministério Público Federal, há registros documentais de que entre 2007 e 2015 ele recebeu R$ 25 milhões de propina em espécie.

Com o objetivo claro de soltar bandidos e corruptos, hoje, com o placar em 1 a 1, os “nobres” ministros do Supremo Tribunal Federal devem retornar a sessão que decidirá se o indulto natalino editado pelo nefasto presidente Temer no ano passado foi constitucional ou não.

Zombando solenemente da população, a Comissão de direitos Humanos do Senado, obviamente comandada pelos bandidos da organização criminosa petista, aprovou, mais uma vez, uma visita ao ex-presidente Lula, que foi condenado a 12 anos de prisão e que está detido na sala VIP da Superintendência da Polícia Federal usufruindo de “mimos” como banheiro privativo, ar condicionado, esteira ergométrica e frigobar.

Mostrando otimismo, o senador eleito Flávio Bolsonaro afirmou que os parlamentares que tomam posse no próximo ano, renovando o legislativo de forma inédita na história, estarão mais sensíveis à aprovação de uma reforma da Previdência.

Tentando reforçar uma “parceria tímida” que começou nas últimas eleições, Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil, anunciou que participará no dia 7/DEZ/18 de um almoço com debate promovido pelo Lide, grupo da família de João Doria, governador eleito de SP que defende o apoio formal do PSDB a Bolsonaro.

Finalmente fazendo algo útil para a sociedade, ontem a Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou um projeto de lei que descriminaliza o cultivo da maconha para tratamento de doenças como autismo, epilepsia, Alzheimer, Parkinson, dores crônicas e neuropatias.

Apesar de não ter sofrido facada, tapa na cara ou mesmo uma “inocente” cusparada, o nefasto, inútil e escroto deputado federal Jean Wyllys, do PSOL do RJ, está usando recursos públicos para pagar o aluguel de R$ 8 mil do carro blindado que passou usar há 8 meses, já que acha que corre risco de vida.

Com boas chances de, para o bem do Brasil, se tornar um partido cada vez menor, o PT afirmou, em documento que será submetido à aprovação do seu diretório nacional, que perdeu apoio do eleitorado popular, especialmente no Sul e Sudeste, em parte por conta da política econômica adotada no governo Dilma e pela dificuldade em lidar com o arrebatamento de “corações e mentes” pelo que considera extrema direita.

Crítica:

Provando de forma inexorável que, principalmente no Brasil, “o que não falta no mundo é idiota”, militantes petistas do RJ preparam uma caravana para realizar uma vigília de Natal em frente à sala “VIP” que Lula, líder da referida organização criminosa, está detido em Curitiba.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário