R.B. 6/JUL/18 "A velha ladainha de soberania nacional"



"A velha ladainha de soberania nacional "

São Paulo, 6 de julho de 2018 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, novamente prejudicada pelo recuo das commodities e também cada dia mais pressionada pela piora do cenário político e econômico do país e (2) o DÓLAR pode subir, rumo os R$ 4,00, influenciado pela esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,3%, realizando lucros após avançar 5,5% em 5 pregões consecutivos de alta, prejudicada pelo recuo das commodities e com destaques de queda para Embraer (-14,3%), Petrobras (-3,2%) e Eletrobras (-6,2%) e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,93, para fechar o dia no maior patamar desde 1/MAR/16, influenciado pela piora do “humor” na bolsa tupiniquim e também impulsionado pela ata do FED (“Copom” dos EUA), que indicou que os juros da maior economia do mundo seguirão subindo de maneira gradual.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,8% e China -0,9%, com investidores mantendo a cautela antes de que Washington e Pequim confirmem uma primeira leva de tarifas sobre produtos um do outro, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,4%, França 0,7% e Alemanha 1,2%, impulsionadas pelas sinalizações de que EUA e União Europeia poderão chegar a um entendimento que evitaria tarifas adicionais sobre o comércio de carros entre as duas partes e pela divulgação de dados positivos das encomendas à indústria em território alemão, que subiram 2,6% em MAI/18 ante ABR/18 e (3) dos EUA, S&P 0,9%, DJ 0,8% e NASDAQ 1,1%, já que, apesar de indicar que os juros seguirão em alta gradual, a ata da reunião de política monetária do país reforçou também a “saúde” da expansão econômica norte-americana.

Com Trump cumprindo mais uma de suas promessas, na manhã de hoje o governo norte-americano impôs tarifas sobre US$ 34bi em produtos chineses, o que obviamente deve gerar retaliação tarifária imediata da parte de Pequim, que anunciou que tributará montante equivalente de exportações norte-americanas.

Rendendo-se à realidade dos fatos, após um início de ano decepcionante e um segundo trimestre bastante afetado pela paralisação dos caminhoneiros, é cada vez maior o número de economistas que agora “apostam” que a economia tupiniquim crescerá menos que 1,0% em 2018, patamar este que começa a parecer até otimista diante dos elevados índices de desemprego e da crescente piora do cenário político/eleitoral.

Com potencial de render até R$ 1,8 trilhão em royalties e impostos durante o contrato, que terá duração de 40 anos, o governo Federal Tupiniquim se prepara para oferecer no megaleilão do pré-sal, que se tudo correr bem será em 29/NOV/18, 17 plataformas de produção de petróleo por cerca de US$ 102 bilhões.

Supostamente com o objetivo de se aproximar mais do mercado de investimentos em companhias de tecnologia e, com isso, aprender sobre ele e aumentar suas possibilidades de ajuda ao setor, o Sebrae lançou ontem um edital para selecionar 5 fundos de investimento que receberão R$ 45 milhões da organização para aplicar em startups.

Como já era de se esperar, ontem usando “a velha ladainha de soberania nacional”, o sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região anunciou eu vai pedir ao governo federal e ao Congresso o veto ao acordo anunciado entre Embraer e Boeing.

Coberta de razão, ontem a Fiesp, federação das indústrias de SP, alertou que o esdrúxulo projeto de tabelamento dos preços de frete, que foi uma das medidas do governo para encerrar a paralisação de caminhoneiros, é um grande retrocesso, pois “viola o princípio da livre-iniciativa e é ineficaz”.

-    A Embraer caiu -14,3%, realizando lucros recentes, após confirmar as expectativas e divulgar o memorando de entendimentos firmado com Boeing para a criação de uma joint venture para atuar no segmento de aviação comercial, que terá 80% de participação da norte-americana e 20% da brasileira.

Política:

Já ciente de que não será candidato à presidente, ontem Rodrigo Maia, presidente da Câmara, afirmou que vê mais chance de aliança do seu partido, o DEM, com Ciro Gomes do que com Alckmin devido a palanques regionais.

Colocando um picareta discreto no lugar de um bandidinho novo, o presidente Temer decidiu que seu comparsa Eliseu Padilha, atual ministro da Casa Civil, assumirá interinamente o Ministério do Trabalho, acumulando as funções, no lugar de Helton Yomura, que pediu demissão após ter sido afastado do cargo pelo STF por envolvimento em um esquema de concessões irregulares de registros sindicais.

Apesar de seu partido ter anunciado apoio à candidatura de Marcio França, do PSB, ao governo de SP, ontem Roberto Freire, presidente nacional do PPS, almoçou com o tucano Dória, que também é candidato ao governo do referido Estado, o que pode indicar uma mudança de rumo.

Ótimo exemplo do que existe de pior na política tupiniquim, Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo de Temer, se disse vítima de uma "conspiração asquerosa" por ser suspeito de envolvimento com organização criminosa que atuou para fraudar registros sindicais no Ministério do Trabalho.

Embora depois da nova operação da PF o PTB tenha dito que vai abdicar do controle do ministério do Trabalho, a bancada do partido na Câmara quer manter sua influência no órgão indicando o secretário-executivo, número dois na hierarquia.

João Pedro Stédile, bandido e terrorista que coordena o MST e que se o Brasil fosse sério já deveria estar preso faz tempo, afirmou ontem, após se reunir com Lula, seu chefe e mentor, que o referido ex-presidente e dono do PT “avisou” que o Poder Judiciário não merece mais respeito.

Além de receber milhares de reais de empresas enroladas com o STF, o IDP, instituto do ministro Gilmar Mendes, recebeu R$ 12 milhões de dinheiro público dos governos de Goiás, Maranhão e Alagoas, supostamente em troca de cursos para servidores.

Crítica:

Em crise financeira, já que acabou a mortadela grátis do criminoso e compulsório imposto sindical, a CUT, braço sindicalista do PT, está negociando a venda por R$ 40 milhões de sua sede, que fica na região central de SP, para a Igreja Mundial do Poder de Deus, liderada por Valdemiro Santiago, que por sua vez é um bandido travestido de pastor.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário